Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Sports icon

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva absteve-se de interromper a desportista por até seis jogos.A jogadora de Brasil de voleibol de praia Carol Solberg recebeu esta terça-feira uma «advertência» por queixar-se numa competição contra o Presidente do país, Jair Bolsonaro, tendo sido julgada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva daquela modalidade.O STJD absteve-se de interromper a desportista por até seis jogos.quando concedia uma entrevista televisiva após conquistar em 20 de setembro , ter Bolsonaro submeteu a um polémico julgamento em o tribunal brasileiro berrado » Fora » a medalha de bronze em a primeira etapa de o Circuito Brasileiro de voleibol de praia . , em 20 de setembro, a medalha de bronze na primeira etapa brasileira.Caso fosse considerada, o tribunal, que julgou a jogadora por suposto comportamento contra a disciplina e Moralidade esportiva, poderia ter-lhe imposto uma multa de até 100.000 reais e uma suspensão de até seis jogos culpada.No entanto, no meio de protestos de alguns líderes esportivos contra o que consideravam ser censura de uma desportista pelas suas opiniões políticas, o tribunal restringiu-se a impor uma multa de 1.000 reais , que acabou por ser convertida numa «advertência» pública.três votos impuseram a sanção simbólica a favor e dois contra de os membros de a Primeira Comissão Disciplinar do STJD do Voleibol.Os juízes disseram Carol Solberg culpada de violação do artigo 191 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que calcula sanções para desportistas que violarem a norma de uma competição, mas inocentaram-na das denúncias de violação do artigo 258 do mesmo código, que tipifica «comportamentos opostas à disciplina e à ética desportiva».No entanto, os juízes informaram Carol Solberg de que não pode voltar a dizer as suas opiniões políticas nos campos.»Foi um puxão de orelhas. Uma advertência. Pode ser castigada com mais severidade», sintetizou o presidente da Primeira Comissão Disciplinar, Otacílio Araújo, se ela reincidir.»Não se pode ir para campo para se demonstrar de maneira política ou religiosa. O desportista pode declarar o que desejar nas suas redes sociais, mas não numa competição oficial», adicionou Araújo.Em defesa do direito de liberdade de expressão da desportista, demonstraram-se antes do julgamento o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil , Felipe Santa Cruz, e o presidente do Comité Olímpico Brasileiro .Carol Solberg, que compete em circuitos nacionais e internacionais como parceira da campeã global Talita Antunes da Rocha, defendeu a sua inocência numa mensagem publicada nas redes sociais antes do julgamento e na qual declarou que não estava arrependida do seu posicionamento.»Estava bastante contente de ter ganho o bronze e, na hora de dar a minha entrevista, apesar de todinho deleite ali, não consegui não pensar em tudo o que está a ocorrer no Brasil, todas as queimadas, a Amazónia, o Pantanal, as mortes por covid-19 e tudo mais, e saiu-me um grito totalmente espontâneo de amargura e indignação por tudo o que está a ocorrer», declarou a esportista.»Não estou arrependida, porque somente exerci o meu direito à liberdade de expressão. Não violei nenhuma lei», adicionou a de Brasil.Carol Solberg relembrou os casos de outros jogadores de voleibol que fizeram manifestações em defesa de Bolsonaro em competições e não pelo sua conduta, se os julgaram.A desportista adicionou que qualquer suspensão, além de injusta, seria prejudicial para a sua carreira.Faz 18 anos, Solberg, de 33 anos, foi campeã sul-americana ao lado da sua irmã María Clara com quem também foi vice-campeã global em 2013 e vice-campeã de Brasil em 2007 e 2015,.Faz 2 anos, quando foi eleita a melhor jogadora de o Circuito Nacional, como companheira de Maria Elisa, foi campeã de Brasil.

No seu entendimento, Carol descumpriu o artigo 3.3 de um anexo da norma do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia que declara que «o jogador se compromete a não divulgar, através dos meios de comunicações, sua opinião pessoal ou informação que reflita críticas ou possa, direta ou indiretamente, prejudicar ou denegrir a imagem da CBV e/ou os patrocinadores e parceiros comerciais das competições».Antes de começar a sessão, Otacílio recordou que os STJD das confederações não são tribunais de pena e, sim, disciplinares.

Carolina Salgado Collett Solberg é uma voleibolista indoor de Brasil atuante no Vôlei de praia, modalidade na qual conquistou foi semifinalista no Mundial na categoria infanto-juvenil em 2002, medalhista de prata em 2003 e em 2004, assim como o bronze no Mundial Juvenil de 2003 e dois títulos globais nesta categoria: o primeiro em 2004 e outro em 2005, na mesma categoria também foi semifinalista em 2006.

Jair Messias Bolsonaro é um capitão reformado, político e atual presidente brasileiro.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Cape Verde, Brazil

Cities: Praia

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Desportista de Brasil informada por queixar-se contra Bolsonaro: «Foi um puxão de orelhas»
>>>>>Carol Solberg é advertida pelo STJD do vôlei, que indica veto a manifestações políticas – October 13, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Carol Solberg 160 210 PERSON 16 praia Carol_Solberg: 1, Carol_Solberg culpada de violação de o artigo: 1, Solberg: 1, (tacit) ele/ela (referent: Carol): 1, (tacit) ele/ela (referent: Carol_Solberg): 5, Solberg de 33 anos: 1, Carol: 1, Carol_Solberg: 5
2 eu 40 16 NONE 8 (tacit) eu: 7, me: 1
3 uma advertência 0 50 NONE 3 (tacit) ele/ela (referent: Uma advertência): 2, ela (referent: Uma advertência): 1
4 tribunal 0 20 NONE 3 O tribunal: 2, o tribunal: 1
5 categoria 0 0 NONE 3 categoria: 1, esta categoria: 1, a categoria infanto-juvenil: 1
6 atletas 160 16 NONE 2 atletas: 2
7 atleta 160 0 NONE 2 a atleta: 1, A atleta: 1
8 suspender a atleta por até seis jogos 160 0 NONE 2 suspender a atleta por até seis jogos: 2
9 campeã 140 0 NONE 2 campeã sul-americana: 1, campeã brasileira: 1
10 Carolina_Salgado_Collett_Solberg 60 0 OTHER 2 (tacit) ele/ela (referent: Carolina_Salgado_Collett_Solberg): 1, Carolina_Salgado_Collett_Solberg: 1