Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Cape Dombey people

Primeiro-ministro australiano reage ao cancelamento do visto do tenista de Sérrai.O cancelamento do visto do número um do ténis global, o de Sérrai Novak Djokovic, pelas autoridades australianas tem como objetivo proteger o resultado dos «sacrifícios» feitos pelos australianos durante a pandemia da covid-19, declarou esta sexta-feira o primeiro-ministro australiano. Scott Morrison, que «não vai fazer mais observações» sobre os «procedimentos legais em andamento» no caso de Djokovic, num comunicado, referindo-se ao caso do jogador de Sérraide Sérrai, que entrou na Austrália sem estar vacinado contra a covid-19. alegou: «Os australianos fizeram muitos sacrifícios durante esta pandemia e, com razão, desejam que o resultado desses sacrifícios seja protegido». O primeiro-ministro australiano recordou que «fortes políticas de proteção de fronteiras conservaram os australianos seguros, antes da covid-19 e atualmente durante a pandemia».Antes, o ministro da Imigração Alex Hawke cancelou o visto do de Sérrai, o que poderá implicar na sua deportação. Alex Hawke é australiano.Djokovic chegou a Melbourne a 5 de janeiro com uma isenção médica que lhe permitiria jogar no Open da Austrália sem ser vacinado contra a covid-19, mas as autoridades alfandegárias foi posteriormente cancelado o visto.O sérvio ficou detido até uma resolução judicial proferida na segunda-feira, então a seu favor, mas o Governo australiano voltou hoje a cancelar o visto.razões de saúde de hoje tomaram » a resolução e ordem pública » , declarou Alex Hawke em um comunicado.Isto significa que, a confirmar-se a deportação, o tenista pode ficar proibido de entrar no país durante três anos.Djokovic, que caso ganhasse o Open da Austrália, pretendia atingir o recorde de 21 títulos em torneios de Grand Slam, admitiu esta semana ter prestado falsas declarações à entrada da Austrália.Espera-se que os advogados do sérvio, de 34 anos, recorram da resolução em tribunal.Para além de erros e inconsistências na declaração de Djokovic para entrar na Austrália, adiciona-se a violação das diretrizes de isolamento rostito à covid-19 na Sérvia.Djokovic tinha dito que não tinha viajado nos 14 dias anteriores, mas na realidade tinha viajado da Sérvia para Espanha, enquanto no seu país natal deu uma entrevista a um meio de comunicação social francês sabendo que testara positivo à covid-19.Na quarta-feira, incluiu-se Djokovic em o sorteio de o Open da Austrália que inicia, que inicia na segunda-feira, e teria que jogar a sua primeira partida contra o compatriota Miomir Kecmanovic.Awke ao justificar a medida adotada após o tribunal ter ordenado a libertação do jogador de ténis em relação à pandemia de covid-19″, ddeclarouHawke ao justificar a medida adotada após o tribunal ter ordenado a libertação do jogador de ténis na segunda-feira.A isse: «O Governo está firmemente empenhado em proteger as fronteiras da Austrália, especialmente em relação à pandemia de covid-19»,. Austrália, que tem votações este ano, está a combater contra um pico nos casos de covid-19, que passaram de menos de 2.000 por dia em dezembro para cerca de 150.000 esta semana.

Ana Brnabic pediu esta terça-feira ao seu homólogo australiano, Scott Morrison, um tratamento justo e respeito pelos direitos do tenista Novak Djokovic. Ana Brnabic é primeira-ministra de Sérrai.Ana Brnabic pediu esta terça-feira ao seu homólogo australiano, Scott Morrison, um tratamento justo e respeito pelos direitos do tenista Novak Djokovic, que ainda pode ser expulso daquele país, apesar da seu triunfo judicial. Ana Brnabic é a primeira-ministra de Sérrai.Se as negaram em os últimos dias, segundo um comunicado, Brnabic enfatizou na conversa telefónica o protagonismo das condições de treino e preparação física do tenista para o torneio que lhe.»Brnabic pediu ao seu homólogo australiano que faça tudo o que puder para que Djokovic tenha um tratamento humano e merecedor na Austrália», se o refere em a nota.A primeira-ministra pediu também uma troca direta de informações nos próximos dias entre os dois governos e declarou que a Sérvia está pronta para oferecer à Austrália todas as garantias.O tenista aterrou no aeroporto melanésio na quarta-feira na noite para participar no Open da Austrália, que decorre de 17 a 30 de janeiro. O tenista é número um mundial.que decorre de 17 a 30 de janeiro.Após a chegada, as autoridades de imigração revogaram o visto por, alegadamente, não ter satisfeito as exigências de entrada que procuram prevenir a propagação da covid-19 no país, apesar de uma isenção médica que lhe permitia entrar no país sem vacinação.O tenista ficou isolado até segunda-feira num hotel destinado a requerentes de asilo em condições que a sua família delatou como «desumanas».Mbora o Governo de Camberra argumentasse, a defesa de Djokovic, que se opõe à imunização ocompulsóriacontra a covid-19, aafirmaque o sde Sérrairecebeu uma avaliação por correio eletrónico do Departamento de Assuntos Internos australiano, na qual se imencionavaque este era elegível para entrar no país sem quarentena, e que tal não constituía uma garantia.O tenista foi, entretanto, libertado por um tribunal australiano, insistindo em disputar o Open da Austrália.O juiz Anthony Kelly ordenou ao Governo australiano a libertação do desportista, a devolução do passaporte e bens pessoais do sérvio, bem como o pagamento das despesas legais de Djokovic, que poderá assim disputar o Open da Austrália, mas o governo admitiu recorrer.A libertação de Djokovic reuniu centenas de apoiantes que rodearam a viatura que o transportava, obrigando a polícia a tentar dispersar a multidão.Tenista admitiu ter dado uma entrevista presencial, ignorando o fase compulsório de 14 dias de quarentena.Ana Brnabic advertiu esta quarta-feira que se houve desrespeito do tenista Novak Djokovic, líder da hierarquia global, pelas regras de guerrazinha na pandemia de covid-19, isso constitui uma «violação grave» das leis daquele país. Ana Brnabic é a primeira-ministra de Sérrai. Faz 1 mês, jogador sérvio, envolvido em polémica por assumir posições antivacinação contra o SARS-CoV-2 e em a espera de autorização para participar em o Open da Austrália, já admitiu, ignorando o fase compulsório de 14 dias de quarentena para os infetados, por se tratar de um compromisso assumido há muito tempo.Se uma pessoa está positiva, tem de se isolar. Quando os viu, não sei quando [Djokovic] recebeu os resultados [do teste] e. Trata-se de uma zona cinzenta à qual só Novak pode responder», ddeclaroua rculpadagovernamental, em entrevista à BBC, frisando estar contra a deresoluçãoo tenista de não se vacinar.Djokovic, após uma primeira resolução judicial favorável à sua libertação do centro de confinamento em Melbourne, já está a treinar, mas pode vir a enfrentar nova resolução de cancelamento da vista e incerto deportação por parte do ministro australiano para a Imigração, Cidadania, Serviços de Fronteiras e Assuntos Multiculturais, Alex Hawke.Novak Djokovic vai ter mentido no preenchimento de um questionário à chegada daquele país, ddeclarandoque não tinha viajado nos 15 dias anteriores à deslocação para Melbourne.Continua a polémica em relação a Novak Djokovic e a sua participação no Open da Austrália. Se na segunda-feira um juiz invalidou a resolução do governo de cancelar o seu visto, a verdade é que o tenista de Sérrai ainda corre o risco de perder a autorização de continuidade na Austrália.Novak Djokovic vai ter mentido no preenchimento de um questionário à chegada daquele país, ddeclarandoque não tinha viajado nos 15 dias anteriores à deslocação para Melbourne.A verdade é que o sérvio foi fotografado em Belgrado, ao lado de Petar Djordjic, jogador de andebol do Benfica, a 25 de dezembro, tendo depois viajado para Marbella, onde passou o ano e treinou com vista à preparação para o Open da Austrália.Djokovic voou então para Melbourne a partir de Espanha, tendo feito escala no Dubai. A contradição poderá bastar para que as autoridades de Australia revoguem o visto e o número um mundial deva voltar para casa, falhando assim a participação no Open da Austrália.

Na quarta-feira 05 de janeiro Primeiro-ministro australiano declarava que «normas eram normas» no caso do visto de DjokovicO Scott Morrison declarou que as normas eram para satisfazer, depois de o tenista sérvio ​​​​​​​Novak Djokovic ter tido o seu visto de entrada na Austrália cancelado. Scott Morrison é primeiro-ministro australiano.»se cancelou o visto de o senhor Djokovic. Quando se falava, normas eram normas, em especial das nossas fronteiras. Ninguém estava acima destas normas. As nossas estritas políticas de fronteira eram cruciais para que a Austrália tenha uma das mais baixas taxas de mortalidade com covid. continuaremos a ser vigilantes», escreveu Morrison, na rede social Twitter.O tenista de Sérrai Novak Djokovic, número um mundial, viu o seu visto ser retirado pelas autoridades australianas e vai ter de deixar o país, falhando assim a participação no Open da Austrália, anunciaram as autoridades.»A Autoridade Fronteiriça da Austrália podia confirmar que Djokovic não forneceu provas apropriadas para satisfazer as exigências de entrada na Austrália. O seu visto foi, por isso, cancelado», lia-se num comunicado da autoridade.Djokovic tinha declarado que tinha recebido uma autorização especial para viajar para a Austrália, apesar de alegadamente não estar vacinado contra a covid-19, para poder disputar o primeiro Grand Slam da temporada.Contudo, se reteve Djokovic em a chegada a o país, em o aeroporto melanésio, supostamente por o facto de a espécie de vistosolicitado não admirar isenções médicas.Os advogados de Djokovic ainda vão tentar recorrer desta resolução.

Austrália, oficialmente Comunidade da Austrália, é um país do hemisfério sul, localizado na Oceania, que entende a menor área continental do mundo, a ilha da Tasmânia e várias ilhas adjacentes nos mares Índico e Pacífico.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Australia

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>»Djokovic? Os australianos fizeram muitos sacrifícios durante esta pandemia»
>>>>>Sérvia pede à Austrália que «Djokovic tenha um tratamento humano e digno» – January 11, 2022 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Advogados do Governo australiano perdem recurso para adiar decisão sobre Djokovic – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>Austrália e Sérvia discutem visto de Djokovic, mantém-se ameaça de deportação – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>Djokovic pode estar em maus lençóis: ou mentiu, ou esteve em eventos sabendo ter covid-19 – (ojogo-pt)
>>>>>Primeira-ministra sérvia avisa Djokovic para possível «violação grave» – January 12, 2022 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Caso Djokovic: perguntaram pelo teste positivo à covid-19 e conferência foi encerrada – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>Mãe de Djokovic o vê vítima de «tortura» por retenção na Austrália – (EfeGeneric)
>>>>>Viagens e fotografia com jogador do Benfica podem tramar Djokovic – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Djokovic 80 72 PERSON 17 (tacit) ele/ela (referent: Djokovic): 2, Djokovic após uma primeira decisão judicial favorável em a: 1, Djokovic: 14
2 eu 160 80 NONE 11 (tacit) eu: 11
3 Novak Djokovic 0 167 PERSON 9 Novak: 1, Novak_Djokovic: 4, o tenista Novak_Djokovic: 1, (tacit) ele/ela (referent: o sérvio Novak_Djokovic): 2, o sérvio Novak_Djokovic: 1
4 Ana Brnabic 0 0 PERSON 9 Brnabic: 2, Ana_Brnabic (apposition: primeira-ministra sérvia): 1, Ana_Brnabic (apposition: A primeira-ministra sérvia): 3, (tacit) ele (referent: Brnabic): 1, (tacit) ele/ela (referent: Brnabic): 2
5 australiano 0 0 NONE 9 seu homólogo australiano: 3, australiano: 6
6 o Open_da_Austrália 0 0 PLACE 7 o Open_da_Austrália: 7
7 a Austrália 0 0 PLACE 6 A Austrália: 2, a Austrália: 3, Austrália: 1
8 regras 90 0 NONE 5 as regras: 1, Regras: 1, regras: 3
9 Alex Hawke 0 0 PERSON 5 Alex_Hawke (apposition: australiano): 1, Alex_Hawke: 2, Hawke: 1, (tacit) ele/ela (referent: Alex_Hawke): 1
10 tenista 0 50 NONE 4 O tenista: 2, o tenista sérvio: 1, O tenista (apposition: número): 1