Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Sepang Victory (2017) (cropped)

Português alcançou o primeiro pódio da época em MotoGP e recordou Jason Dupasquier, piloto luso-suíço de Moto3 que perdeu a vida este domingo.O de Portugalde Portugal Miguel Oliveira , que concluiu no segundo lugar o GP de Itália de MotoGP, deixou uma mensagem de condolências à família do piloto Jason Dupasquier, que mfaleceueste domingo após um acidente spadecidona qualificação de Moto3.O piloto português, que deduziu esta sexta ronda da temporada a 2,592 segundos do ganhador, o francês Fábio Quartararo , disse que «gostava de ter feito este pódio noutras circunstâncias».»Foi uma boa corrida. Fomos fortes ao longo de todo o fim de semana. No começo não me senti confortável para puxar, pois tinha montado um pneu duro à frente», explicou o piloto de Almada.Miguel Oliveira partiu da sétima posição, mas foi paciente o suficiente para chegar ao segundo lugar.»O [francês] Johann [Zarco, em Ducati] quando começou a sentir desgaste nos pneus, abrandou e tentei ultrapassá-lo. No final, não foi fácil conservar o [de Espanha Joan] Mir afastado», declarou ainda.A terminar, o piloto luso da KTM referiu que «gostava de ter feito este pódio noutras circunstâncias».»Não podemos estar completamente contentes. Gostava que este desporto não fosse tão cruel, mas é a nossa paixão. Os nossos pensamentos estão com a família» de Jason Dupasquier, que , faleceu hoje aos 19 anos, após queda no sábado durante a qualificação do Grande Prémio de Itália de Moto3, cuja mãe é portuguesa, deduziu Miguel Oliveira. O piloto de Lusaka é, agora, décimo classificado do campeonato, com 29 pontos.Jason Dupasquier padeceu no sábado um acidente na parte final qualificação de Moto3, que envolveu também o japonês Ayumu Sasaki e o espanhol Jeremy Alcoba, tendo sido assistido durante mais de 30 minutos na pista do circuito de Mugello, antes de ser transportado de helicóptero para a clínica.se operou o piloto por uma que foi atingido o piloto, por uma de as motas após a queda, ainda, mas não resistiu aos ferimentos padecidos.

O piloto de Almada declarou: «Na última vez padecemo um bocado».O de Portugal Miguel Oliveira declarou esta quinta-feira ter como objetivo para o Grande Prémio de Itália de MotoGP, que se disputa domingo, «concluir a corrida e adicionar pontos», depois da desistência por queda padecida na prova anterior, em França.»A abordagem é simples, acabar a corrida e adicionar pontos. Vamos tentar ter um objetivo realista para esta corrida», declarou o piloto de Almada, na conferência de jornalismo virtual de antevisão desta sexta prova da temporada.Faz 1 ano, o GP de Itália não se realizou, devido em a pandemia de covid-19, pelo que a última visita de o pelotão de MotoGP a este circuito foi em 2019.a altura, Miguel Oliveira corria pela equipa satélite da KTM, a Tech3, tendo concluído na 16.ª posição, fora dos lugares pontuáveis .»Na última vez padecemo um bocado, mas no ano passado, nas pistas em que tínhamos padecido em 2019, conseguimos ser competitivos. Esta semana vamos tentar dar esse salto», frisou o piloto de Lusaka.Miguel Oliveira explicou que, na última corrida disputada em Itália, padeceu, pois, a pista de Mugello «é difícil de perceber logo ao começo», para além de que «o traçado é bastante estreito».»É uma pista de que gosto, que se enquadra no meu estilo. Mas não desejo ter grandes expectativas. Estamos num modo de mente aberta. Veremos que desafios enfrentamos a partir de sexta-feira e reagir de acordo», enfatizou o piloto de Almada.Por isso, Miguel Oliveira frisa que «para já, o objetivo é pontuar» pois, nas últimas três corridas, teve duas em que ficou a zeros.»Tivemos duas chances com bastante potencial para o fazer [pontuar], em Portimão [GP de Portugal] e em Le Mans [GP de França], em que acreditávamos que podíamos concluir no top 5. Por isso, tirar o máximo dos máximos com os nossos recursos é o que me deixaria cumprido», deduziu o piloto da KTM.Miguel Oliveira chega a esta sexta ronda na 19.ª posição, com nove pontos, a 71 do líder, o de Francia Fabio Quartararo .O português adiciona duas triunfos neste circuito, em 2015 e em 2018 .Miguel Oliveira cumprido com evolução conseguida com novo quadro para o Grande Prémio de Itália deste fim de semana, após os primeiros treinos livres.Miguel Oliveira revelou hoje satisfação pela «evolução» conseguida com o novo quadro que a KTM montou na sua mota para o Grande Prémio de Itália deste fim de semana, após os primeiros treinos livres.O almadense, que foi sexto no conjunto das duas sessões, liderou durante quase toda a segunda sessão, concluindo o dia a 0,437 segundos do mais rápido do dia, o de Italia Francesco Bagnaia .»Foi uma sexta-feira positiva. Uma primeira sessão com boas sensações. Na segunda sessão liderei parte do treino e consegui fazer boas voltas. O objetivo é continuarmos a melhorar a mota, continuarmos o bom trabalho, ir diretamente à Q2, qualificar bem e, sobretudo, alinhar bem a mota para fazer uma boa corrida no domingo», ddisseo piloto lde LusakaMiguel Oliveira considera que a equipa deu «um salto maior do que o esperado» em termos técnicos com a aplicação de algumas soluções testadas em Jerez de la Frontera, em Espanha, há um mês.»Começámos a utilizar um quadro [chassis] que testámos em Jerez e aqui redunda bem. A equipa também nos deu mais velocidade de ponta», assinalou o piloto de Portugal.O trabalho de hoje foi mais concentrado «na saída das curvas e na estabilidade», com um chassis que «permite ser mais efetivo» na condução.»Espero conseguir uma boa volta [nos treinos livres de sábado, que apuram os dez melhores diretamente para o segundo período da qualificação], colocar-me bem e fazer boa qualificação. Parece-me que somos dos melhores em termos de ritmo de corrida», frisou Oliveira.Por isso, o piloto de Almada assinala para um lugar «dentro ou bastante perto dos cinco primeiros».O GP de Itália de MotoGP é a sexta prova da temporada.O piloto de Portugal ocupa, atualmente, a 19.ª posição no Mundial, com nove pontos.Piloto de Lusaka chega à sexta ronda na 19.ª posição do Mundial, com nove pontos, a 71 do líder francês Fábio Quartararo O piloto de Portugal Miguel Oliveira concluiu na sexta posição o primeiro dia de treinos livres para o Grande Prémio de Itália de MotoGP, sexta prova do Campeonato do Mundo de motociclismo de velocidade.O piloto de Lusaka liderou durante grande parte da sessão da tarde, depois de ter sido décimo na primeira sessão do dia, durante a manhã desta sexta-feira.À tarde, conseguiu o melhor registo na quarta das 18 voltas efetuadas ao traçado de Mugello, rodando em 1.46,584 minutos, concluindo a 0,437 segundos do melhor tempo, obtido pelo italiano Francesco Bagnaia .O espanhol Alex Rins foi segundo, a somente 0,071 segundos, com o ítalo-brasileiro Franco Morbidelli em terceiro, a 0,184. Nota ainda para o 21.º e penúltimo lugar do italiano Valentino Rossi , a 1,5 segundos do mais rápido.Com estes resultados, Miguel Oliveira, que se viu batido pelo companheiro de equipa148 segundos, garante, temporariamente, um lugar no segundo período da qualificaçMiguel Oliveira, que se viu batido pelo companheiro de equipa148 segundos, garante, temporariamente, um lugar no segundo período da qualificação de sábado. Miguel Oliveira, que se viu batido pelo companheiro de equipa é o de Sullana Brad Binder por 0. Miguel Oliveira, que se viu batido pelo companheiro de equipa é o de Sullana Brad Binder por 0.O piloto de Lusaka chega a esta sexta jornada na 19.ª posição do Mundial, com nove pontos, a 71 do líder de Francia Fábio Quartararo .

Faz 14 dias, piloto austarliano de a Ducati venceu em Le Mans, em uma prova disputada em a chuva, em o domingo 16 de maio. australiano Jack Miller venceu o Grande Prémio de França de MotoGP, em Le Mans, numa prova em que o de Portugal Miguel Oliveira abandonou devido a queda.Miller, que conquistou o segundo triunfo consecutivo no campeonato, deixou o de Francia Johann Zarco na segunda posição, a 3,970 segundos, e o também gaulês Fabio Quartararo em terceiro, a 16,172 segundos.Com estes resultados, Quartararo retornava à liderança do campeonato, com um ponto de vbenefíciosobre o ide ItaliaFrancesco Bagnaia .

Miguel Ângelo Falcão de Oliveira é um piloto de motociclismo de Portugalde Portugal que participa na categoria de MotoGP com a equipa Red Bull KTM Factory Racing.

Ducati Motor Holding é uma fábrica italiana de motocicletas localizada na cidade de Borgo Panigale – Bologna, que começou suas atividades fabricando rádios.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Portugal

Cities: Almada

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Miguel Oliveira recorda Dupasquier: «Gostava que este desporto não fosse tão cruel»
>>>>>Miguel Oliveira: «GP de Itália? Vamos tentar ter um objetivo realista» – May 27, 2021 (ojogo-pt)
>>>>>Miguel Oliveira explica melhorias na KTM: «Um chassis que resulta e mais velocidade de ponta» – (ojogo-pt)
>>>>>Miguel Oliveira termina em sexto lugar nos treinos livres do GP de Itália – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Miguel Oliveira 300 75 PERSON 25 Miguel_Oliveira satisfeito com evolução conseguida com novo quadro para o Grande_Prémio_de_Itália de este fim_de_semana após os primeiros treinos livres: 1, Miguel_Oliveira (apposition: o sul-africano Brad_Binder): 2, (tacit) ele/ela (referent: Miguel_Oliveira): 8, Oliveira: 1, Miguel_Oliveira: 9, O português Miguel_Oliveira: 3, o português Miguel_Oliveira: 1
2 nós 374 270 NONE 20 nos: 1, (tacit) nós: 19
3 eu 80 130 NONE 14 me: 3, (tacit) eu: 11
4 piloto 0 0 NONE 13 piloto português: 1, o piloto português: 1, O piloto luso: 3, O piloto português: 1, Piloto luso: 1, O piloto por uma: 2, piloto luso-suíço de Moto3: 2, o piloto luso: 2
5 Jason Dupasquier 0 140 PERSON 7 (tacit) ele/ela (referent: Jason_Dupasquier): 3, Jason_Dupasquier: 3, o piloto Jason_Dupasquier: 1
6 Fabio Quartararo 75 0 PERSON 6 Fábio_Quartararo_O: 1, gaulês Fabio_Quartararo: 1, Quartararo: 1, ª posição com nove pontos a 71 de o líder o francês Fabio_Quartararo: 1, ª posição de o Mundial com nove pontos a 71 de o líder francês Fábio_Quartararo: 1, o francês Fábio_Quartararo (apposition: O piloto português): 1
7 corrida 160 0 NONE 5 uma boa corrida: 2, esta corrida: 1, a última corrida disputada: 1, a corrida: 1
8 o piloto de almada 0 0 NONE 5 o piloto de Almada: 5
9 segundos 0 0 NONE 4 16,172 segundos: 1, 0,148 segundos: 1, 0,071 segundos: 1, 3,970 segundos: 1
10 sexta 0 0 NONE 4 a sexta ronda: 1, a sexta posição: 1, esta sexta jornada: 1, esta sexta: 1