Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Enseada Botafogo

Rodada trágica para os cariocas.

Se goleou O Flamengo, de novo.

Derrotou-se Fluminense e Vasco em casa.

E o Botafogo perdeu um jogo com gol de pênalti na última bola.

Botafogo é um bairro da Zona Sul do município do Rio de Janeiro, no Brasil.

Uma abertura de returno deprimente, que somente reforça o equilíbrio das forças, tanto na parte de cima, quanto na parte de baixo da tabela.

O futebol de Cariacicade Cariacica tem dois clubes brigando por vagas no G-4, e outros dois combatendo para escapar do Z-4.

Vejo jogadores enfadados, pouco competitivos e com receio das contusões musculares.

Já imagino o que vai ser quando a temperatura de verão começar a aborrecer…

ATLÉTICO-MG 4 x 0 FLAMENGO.

A fragilidade do sistema defensivo de Domènec Torrent é rocha cantada há bom tempo.

E as críticas após os 4 a 1 do São Paulo, no domingo passado, no Maracanã, deveriam ser encaradas como um bom alerta.

Mas o treinador de Espanha parece não ter digerido bem e deu de ombros para as cobranças.

O time repetiu os erros já vistos, e o quarteto Maurício Isla, Gustavo Henrique, Filipe Luís e Thiago Maia tiveram atuações abaixo do normal.

Em contra-ataque, 13 minutos, Arana fez boa jogada pela esquerda e serviu Sasha, que mergulhou e cabeceou entre as pernas do jovem Hugo Souza. O que era dramático piorou. Sem pernas para reagir, o Flamengo ainda perdeu Filips Luis, que sentiu um incômodo na coxa. Dome colocou Michael no lugar de Thiago Maia. E depois Gabigol e Lincoln, nas vagas de Pedro e Éverton Ribeiro. Faltavam 15 minutos. E o time já estava praticamente entregue. O quarto gol do Galo em contra-ataque fechou o caixão.

Na segunda-feira 26 de outubro porque se há algo já perceptível era o fato de que no final os mais contentes serão aqueles que estiverem mais bem preparados para suportar o desgaste físico.

O Atlético-MG de Sampaoli precisou de sete minutos para fazer dois gols, gerenciar o seu ritmo e ainda fazer mais dois gols.

Não pode, com o elenco que tem, o Flamengo ter a segunda defesa mais vazada da Série A.

São 29 gols em 20 partidas, na frente somente da do Goiás que padeceu 33 gols. A do Goiás é lanterna da competição.

O time levou dez gols nos últimos três jogos e pela segunda rodada consesutiva foi mais vazado do que os outros três cariocas, juntos.

À esta altura do campeonato, alguém já deve estar a sussurar no ouvido do treinador que algo precisa ser feito.

FLUMINENSE 0 x 1 GRÊMIO.

Em seguida, o Galo trocou passes na intermediária e dessa vez abriu o jogo com Keno, pelo lado direito da defesa rubro-negra. O atacante conseguiu receber, armar o chute e acertar o canto, enquanto Isla tentava fazer linha de impedimento. Mal deu para respirar, 2 a 0 no placar.

Foi o fim da invencibilidade de oito jogos, numa noite em que nada deu certo.

A primeira derrota no Maracanã em nove partidas contra oponentes de fora do Rio de Janeiro neste Brasileiro.

O time de Odair Hellmann mostrou volume, concluiu 12 vezes, mas errou demais nas tomadas de resolução entre meio e ataque.

E tinha pela frente um oponente arriscado, como o Grêmio de Renato Gaúcho, que poderia ter feito mais gols.

A derrota impediu o tricolor de se aproximar dos líderes e trouxe injustos questionamento às escolhas do treinador.

E o pior que os próximos oponentes serão Palmeiras e Internacional, fora de casa.

Odair vai precisrará de uma boa estratégia para não perder os laços com os triunfos…

BAHIA 1 x 0 BOTAFOGO.

Iguais em suas restrições, os dois times concluiriam empatados em 0 a 0 o confronto em Salvador, não fosse o pênalti marcado aos 50m do segundo tempo.

Mas a equivocada interpretação de um lance de bola na mão, desta vez vinda do apitador goiano Jefferson Ferreira de Moraes, deu os três pontos aos baianos.

O Botafogo fez um primeiro tempo razoável, mas segue com problemas de conexão com o ataque.

As bolas altas para Matheus Babi seguem sendo a única maneira de chegar com perigo ao gol oponente.

E , o time pouco machuca o oponente, quando meias e laterais não conseguem acioná-lo.

Por isso patina na parte debaixo da tabela, com somente três triunfos.

Reconhecido por montar times com qualidades ofensivas, o técnico argentino Ramón Diáz talvez possa melhorar o rendimento.

Só que ele não vai ter muito tempo para treinos táticos, tampouco peças opcionais de característica para azeitar a máquina.

VASCO 0 x 1 PALMEIRAS.

O time conduzido pelo de Portugal Sá Pinto chegou a sua nona rodada consecutiva sem vitória no Brasileiro.

Voltou ao Z-4 e equiparou os jejuns de 2008 e 2015, anos em que o Vasco foi rebaixado a Série B.

A último triunfo na Séro A foi o 3 a 2 sobre o Botafogo no dia 13 de setembro – quase há dois meses.

Faltam atacantes de característica e pelo menos um meia imaginativo para dividir a responsabilidade com Martim Benitez.

Por isso, para este jogo contra o Palmeiras do patrício Abel Ferreira, o técnico montou um bloco defensivo fisicamente mais forte.

Fixou Leo Matos, Leo Gil e Neto Borges junto a Castan, Ricardo e Miranda, e tentou ao menos um ponto.

Poderia ter obtido Sucesso, não fosse a ineficiência ofensiva ou a falta infantil de Neto Borges em Lucas Lima.

Faltou ao lateral esquerdo vascaíno o jogo de cintura que os astustos personagens da política do clube provam nos corredores da Justiça.

Fotografia 1: O atacante Pedro, apesar de bem marcado, foi o mais arriscado atacante do Flamengo – Alexandre Vidal/Flamengo

Foto 2: Domènec Torrent não consegue acertar o sistema defensivo do Flamengo e volta a ser questionado – Alexandre Vidal/Flamengo

Foto 3: O ídolo Fred foi figura apagada na derrota do Fluminense para o Grêmio, no Maracanã – Lucas Merçon/Fluminense

Foto 5: O lateral Neto Borges estica a perna e faz falta no meia Lucas Lima na derrota do Vasco, em São Januário – César Greco/Palmeiras

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Brazil, Peru

Cities: Sao Paulo, Salvador, Lima

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Minhas Impressões – Rodada 20 do Brasileiro
>>>>>Flamengo é atropelado pelo Atlético-MG e perde nova chance de ser líder – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 70 150 NONE 7 (tacit) eu: 7
2 Flamengo 0 0 ORGANIZATION 5 o Flamengo: 3, O Flamengo: 1, (tacit) ele/ela (referent: o Flamengo): 1
3 time 0 0 NONE 5 O time dirigido: 1, o time: 2, O time: 2
4 Botafogo 60 80 ORGANIZATION 4 O Botafogo: 1, o Botafogo: 2, (tacit) ele/ela (referent: O Botafogo): 1
5 gols 0 0 OTHER 3 33 gols: 1, dez gols: 1, 29 gols: 1
6 jogo 0 0 NONE 3 o jogo: 1, este jogo: 1, um jogo: 1
7 Luis Filips 0 160 PERSON 2 Filips_Luis: 2
8 era 80 80 NONE 2 perceptível era: 1, era dramático: 1
9 adversário 0 70 NONE 2 um adversário perigoso: 1, o adversário: 1
10 Grêmio de Renato Gaúcho 0 0 ORGANIZATION 2 (tacit) ele/ela (referent: o Grêmio_de_Renato_Gaúcho): 1, o Grêmio_de_Renato_Gaúcho: 1