Por: SentiLecto

Faz 13 anos, Luso-cubano apurado com 60 centímetros de benefício sobre toda a concorrênciaPedro Pablo Pichardo foi o único de Portugal a qualificar se para a final de o triplo salto de os Jogos Olímpicos Tóquio2020, em a competição que marcou a despedida de Nelson Évora, campeão, e a estreia de Tiago Pereira, que º classificado e Évora despediu-se do atletismo com o 27. Pichardo, de 28 anos, assegurou a presença na final, marcada para quinta-feira, às 11:00 locais , com 17,71 metros, à segunda tentativa, enquanto Évora, de 37 anos, e Pereira, de 27, ficaram pelo primeiro período, com 15,39 e 16,71, respetivamente, como melhores saltos.Enquanto Pereira foi 16, progrediam para a final os desportistas que conseguissem, pelo menos, 17,05 metros ou os 12 melhores, tendo Pichardo concluído a qualificação realçado no primeiro posto.º lugar.

A lançadora natural de Leiria, de 30 anos, adicionou um nulo e depois lançamentos de 54,60 e 57,03 metros, que lhe deram o 11.º lugar do Grupo A, pelo que quando duas lançadoras do Grupo B fizerem melhor, vai falhar a final.A de Portugal Irina Rodrigues ficou, praticamente, fora da final do lançamento do disco nos Jogos Olímpicos Tóquio’2020, ao marcar 57,03 metros na qualificação, bastante longe do seu recorde pessoal .A lançadora natural de Leiria, de 30 anos, adicionou um nulo e depois lançamentos de 54,60 e 57,03 metros, que lhe deram o 11.º lugar do Grupo A, pelo que quando duas lançadoras do Grupo B fizerem melhor, vai falhar a final.No Grupo B, participa a recordista nacional e estreante em Jogos Liliana Cá, a partir das 10:55 locais , precisando de ficar no «top 12» entre os dois agrupamentos ou de 64,00 metros, que nenhuma desportista fez no Grupo A.A final está marcada para segunda-feira, às 20:00 locais .Para Irina Rodrigues, que chegou a Tóquio com 62,95 segundos, esta é a terceira presença olímpica, depois de ter sido 32.ª em Londres’2012 e desistido no Rio’2016, competição à qual chegou após ter estabelecido o seu recorde pessoal, em 05 de março de 2016, em Leiria.Liliana Cá, de 34 anos, chegou a Tóquio’2020 com a 12.ª melhor marca global do ano, com os 66,40 do recorde nacional alcançado em Leiria, em 06 de março último.Évora, que aos 37 anos entra em prova na terça-feira no triplo salto, revelou, no Instagram, que padeceu «uma pequena lesão no menisco» e teve de «correr contra o tempo» após a cirurgia.O desportista do triplo salto Nelson Évora revelou que se submeteu a uma operação ao menisco em março deste ano, ficando com menos de 18 semanas para preparar os JO desportista do triplo salto Nelson Évora revelou que se submeteu a uma operação ao menisco em março deste ano, ficando com menos de 18 semanas para preparar os Jogos Olímpicos Tóquio’2020. O desportista do triplo salto Nelson Évora é campeão olímpico em 2008. O desportista do triplo salto Nelson Évora é campeão olímpico em 2008.2020.Évora, que aos 37 anos entra em prova na terça-feira no triplo salto, revelou, no Instagram, que padeceu «uma pequena lesão no menisco» e teve de «correr contra o tempo» após a cirurgia.»Lá vem mais uma dificuldade, quando tudo estava a correr bem. Nada de novo numa vida recheada de tantas rochas no percurso. Mas mais uma vez chorei, arregacei as mangas e fui à luta», escreveu o adesportista ao lado de um vídeo datado do dia da operação.O desportista reiterou o que já tinha anunciado, que é «a última» prova que disputa, depois de já ter declarado que fará os últimos Jogos Olímpicos, mas acredita «sempre» nas suas habilidades, após uma carreira que, as lesões depois de o ouro olímpico em a capital de China , foi bastante afetada ela.Na quinta-feira, já em Tóquio, Nelson Évora tinha falado àoijornalismopara pedir aos colegas da missão que se «divirtam ao máximo», com um dos quatro campeões olímpicos portugueses a drealçar»o peso da responsabilidade» no dia da prova.várias lesões graves de Évora marcam , além dos vários títulos internacionais , a carreira , como foram os casos de uma fratura de esforço em a tíbia , em 2010 , uma lesão em o calcanhar , em 2011, e nova fratura de esforço, em 2012.O agora desportista do Barcelona conquistou os títulos europeus em pista coberta, em Belgrado, em 2017, e ao ar livre, em Berlim, em 2018, assim como as medalhas de bronze nos Mundiais de 2017, em Londres, e «indoor» de 2018, em Birmingham.Faz 14 anos, campeão de o mundo em Osaka, em o Japão, com o recorde pessoal de 17,74 metros, o saltador vestiu também as camisolas de o FC Porto, entre 2002 e 2004, e do Benfica, entre 2004 e 2016.Nelson Évora chegou a Tóquio2020 graças ao 26.º posto do ranking de qualificação, cimentado sobretudo com resultados obtidos em 2018 e 2019, tendo como melhor marca do ano os 15,93 metros alcançados na Maia, em 26 de junho último.Enquanto a final vai ser disputada, a qualificação do triplo salto está marcada para terça-feira, a partir das 09:00 locais na quinta-feira, às 11h00 .Nas anteriores participações olímpicas, além do título de Pequim’2008, foi sexto no Rio’2016, tendo falhado Londres’2012, por lesão.A de Portugal Patrícia Mamona participa, este domingo, na final do triplo salto. Acompanhe aqui.

Na terça-feira 13 de julho desportista de Portugal confirmou continuar num excelente momento de maneira ao marcar como melhor salto 17,50 metros, mais 46 centímetros do que o segundo classificadoPedro Pichardo foi, esta terça-feira, o ganhador do triplo salto do ‘meeting’ de atletismo disputado em Gateshead, prova em que o compatriota Tiago Pereira foi terceiro classificado, atingindo um recorde pessoal.A menos de um mês dos Jogos Olímpicos, Pichardo continuava em excelente momento de maneira e marcou como melhor salto 17,50 metros, mais 46 centímetros do que o segundo classificado, o de Italia Tobia Bocchi .Tiago Pereira conseguiu ao longo do concurso melhor que Bocchi, com 17,11 metros, mas perde para o italiano pela nova norma das provas de saltos longitudinais e lançamentos na Liga Diamante, que fazem depender o pódio do resultado do sexto e último salto – e aí Bocchi foi melhor, com 16,60 contra 16,46.Pereira estreou-se em provas da Liga Diamante e ressentiu-se um pouco disso na parte final, mas só depois de um excelente salto a 17,11 ao quinto ensaio, que o fazia subir a terceiro português de sempre, atrás de Pichardo e de Nelson Évora.Mais ‘tranquilo’ foi o caminho de Pichardo marca que lhe garantia com toda a probabilidade a passagem aos saltos finais. O caminho de Pichardo é o líder global anual da disciplina, já que iniciou com 17,29.Depois, resguardou-se e prescindiu de saltar dos segundo ao quinto ensaios, para fechar com 17,50 metros, marca superada este ano somente por três desportistas – além de Pichardo, o burquinês Hugues Fabrice Zango e o cubano Andy Diaz.O ‘meeting’ realizado em Gateshead correspondia no calendário da modalidade ao acontecimento londrino, este ano deslocalizado por causa do Euro’2020.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Portugal

Cities: Evora

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Pedro Pichardo qualificou-se para a final de triplo salto, Nelson Évora despediu-se
>>>>>Irina Rodrigues marca 57,03 e está quase fora da final do disco – July 31, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Patrícia Mamona qualifica-se para a final do triplo salto – July 30, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Patrícia Mamona, Auriol Dongmo, andebol e mais no programa de sexta-feira – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Exclusivo Os demónios de Simone Biles: «Não sei se é da idade» – July 27, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Simone Biles desfalca Estados Unidos em plena final por equipas – July 27, 2021 (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Rússia aproveita ausência de Biles e destrona EUA na ginástica artística – July 27, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Rússia vence all around masculino na ginástica artística – July 26, 2021 (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Russos encerram jejum de 25 anos com ouro por equipes na ginástica artística – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Biles culpa «demónios na cabeça» por abandono da prova por equipas – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Basebol regressou aos Jogos Olímpicos após ausência de 13 anos – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>Auriol Dongmo qualifica-se para a final do lançamento do peso – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>Diogo Abreu falha final do trampolim e acaba em 11.º lugar – (ojogo-pt)
>>>>>Nelson Évora revela operação feita em março: «Mas um obstáculo. Nada de novo…» – (ojogo-pt)
>>>>>Acompanhe a prova de Patrícia Mamona na final do triplo salto – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 prova 0 0 NONE 8 a prova: 1, prova: 7
2 final 0 140 NONE 6 final: 1, a final: 5
3 eu 0 0 NONE 6 (tacit) eu: 6
4 metros 0 0 NONE 6 17,11 metros: 1, 17,71 metros: 1, 17,50 metros: 1, 64,00 metros: 1, 57,03 metros: 2
5 Évora de 37 anos 0 0 PLACE 6 Évora: 1, Évora de 37 anos: 1, Évora em a: 4
6 Pichardo 200 0 PERSON 5 Pichardo de 28 anos: 1, Pichardo: 3, Pichardo terminado: 1
7 Tiago Pereira 30 0 PERSON 5 o compatriota Tiago_Pereira: 1, Tiago_Pereira: 1, Pereira: 1, (tacit) ele/ela (referent: Tiago_Pereira): 1, Pereira de 27: 1
8 lesão 0 0 NONE 4 uma pequena lesão: 2, uma lesão: 1, lesão: 1
9 locais 0 0 NONE 4 as 20:00 locais: 1, 10:55 locais: 1, 09:00 locais: 1, as 11:00 locais: 1
10 o Instagram 0 0 PLACE 4 o Instagram: 4