Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Bola-de-fut-campo

Portimonense soma primeiro vitória na I Liga 2020/21O Portimonense adicionou este sábado a primeira vitória na edição 2020/21 da I Liga de Portugal de futebol, ao vencer por 2-1 no reduto do Marítimo, depois de estar a perder, em encontro da quarta jornada.A formação da casa adiantou-se no marcador já na segunda parte, aos 51 minutos, por Rodrigo Pinho, que marcou, de grande penalidade, o seu quinto golo na prova, mas, Dener, aos 69, e o suplente Anderson, aos 74, selaram a reviravolta.Enquanto os de Algeriade Algeria, que adicionavam um empate e duas derrotas, passaram a adicionar quatro, na classificação, o conjunto insular, que tinha batido o FC Porto por 3-2, em pleno Dragão, na última ronda, conservou-se com seis pontos.

Minuto 69: Golo do Portimonense . Dener estreia-se a marcar nesta edição da I Liga: Willyan desvia a bola sobra para dentro da pequena área e o capitão dos algarvios desvia na cara de Amir. Willyan desvia é canto batido.se recebeu o FC Porto anderson, Martínez e Nanu, sem esquecer Pinto da Costa com fogo de artifícioClássico os testes, o fio de a navalha e uma nota sobre o SportingSérgio Conceição, em a chegada de Assim em Lisboa : : não faltou suporte a em a saída de o Dragão rumo a LisboaSérgio Conceição : : » Se não, tenho ali tarjas a declarar sem desculpas ‘ ‘, e não desejo isso…»O PSG goleou por 4-0 em Nîmes, num encontro em que a equipa da casa ficou com menos um elemento ao minuto 12, após uma violenta entrada de Loick Landre. Rafinha , que fez o primeiro jogo pelo campeão de Francia, foi a vítima. [Vídeo: Eleven Sports]Clube azul e branco lembrou triunfo sobre o adversário em 2004.No dia em que se desloca a Alvalade para defrontar o Sporting, o FC Porto aproveitou para arremessar uma «farpa» na direção do outro grande adversário: o Benfica.Através da edição deste sábado da newsletter «Dragões Diário», os campeões nacionais remontam a 17 de outubro de 2004 para lembrarem a vitória sobre as águias no Estádio da Luz, por 1-0, graças a um golo de Benni McCarthy.»Há 16 anos, houve um clássico que teve uma história que não é assim tão rara: o Benfica inquietou-se em tentar ganhá-lo a partir de fora do campo e acabou a perdê-lo no relvado da Luz»iniciamam por referir os dragõesrecordandodo uma polémica quprecedeueu os dias anteriores à partida:»Depois de dias e dias de polémica por causa da recusa – obviamente ilegal – de cedência de bilhetes a adeptos do FC Porto, os campeões da Europa impuseram-se no que mais interessava e venceram por 1-0, com um golo de Benni McCarthy. No fim, a festa foi dos muitos milhares de portistas que, mesmo à revelia e com ingressos comprados um pouco por todo o país, entraram no estádio e fizeram-se ouvir mais alto durante todo o encontro», remata o FC Porto.O pontapé de saída do Sporting-FC Porto, da 4.ª ronda da I Liga, está marcado para as 20h30.

Na quarta-feira 07 de outubro rodrigava Pinho, autor de dois dos três golos do Marítimo no Dragão, falou sobre «o momento mais especial da carreira» e elogiou o lateral, reforço do FC Porto.O avançado do Marítimo Rodrigo Pinho declarou à Lusa que os dois golos aassinaladosnoatvitóriahhistóricana casa do FC Porto, para a I Liga, foram o «momento mais especial» da carreira.O Marítimo retornou à Madeira com mais três pontos na bagagem após ter vencido fora o FC Porto pela primeira vez na sua história, no sábado, e rodrigava Pinho foi a figura do jogo, ao bisar no Estádio do Dragão, tendo o terceiro golo sido assinalado por Nanu, agora reforço dos » zuía e brancos.»Os dois golos neste jogo eram o momento mais especial da minha carreira, pelava protagonismo de contribuir para o primeiro triunfo do Marítimo na casa do FC Porto para o campeonato. estava bastante contente, mas sabia que só foi possível pelo grande jogo que a equipa fez», alegou em entrevista à agência Lusa o avançado bde Brasil rodrigava Pinho progredia que os jogadores do Marítimo chegaram ao Dragão, para o encontro da terceira jornada da I Liga de Portugal de futebol, mentalizados que poderiam ganhar.»O mister [ litava Vidigal] declarou-nos ao longo dque era possível vencer a partida. Por isso, entrámos bastante focados, e conseguíamo o triunfo», assumiu o camisola 9 dos verde rubros, que faturou aos 24 e 52 minutos.De acordo com o jogador de 29 anos, que era o melhor marcador do campeonato, com quatro golos, em três jogos, «um triunfo contra o atual campeão dava muita moral para o resto da competição».» era uma época que tem iniciado bastante bem. tenho tido a confiança da equipa técnica e isso era bastante importante. Dentro de campo, sentia-me mais confiante para desempenhar o, quando vou para meu papel. Um atacante vivia de golos. procurarei dar o meu melhor em todas as partidas e, quem sabe, mais para a frente, combater pelo título de melhor marcador», frisou.O brasileiro já havia bisado na segunda jornada, na vitória caseira frente ao Tondela , sendo fundamental, num embate que o Marítimo jogou diminuído a 10 unidades desde os 41 minutos, por expulsão de Fábio China. rodrigava Pinho enalteceu o «grande trabalho» que estava a ser realizado por Lito Vidigal e defendeu que o Marítimo tem equipa para fazer uma boa época.» era um excelente treinador. cobrava bastante de nós, mas passava também essa confiança para os desportistas. tem feito um grande trabalho. No plantel, temos mais de dois desportistas em todas as posições com habilidades para jogar. acreditava que, este ano, temos tudo para fazer uma boa época», enfatizou.Quando questionado sobre a transferência de Nanu para o FC Porto, Rodrigo Pinho admitiu que o lateral direito, ajustado a extremo na época transata, vai «fazer muita falta» no Marítimo.» era um grande jogador, mas ele já merecia dar este salto. estava mesmo bastante contente por ele», frisou.A concluir, falou do pai, Nando Pinho, ponta de lança que passou pelo Flamengo, Internacional de Porto Alegre e ainda pelos alemães do Hamburgo.»No começo, tive alguma pressão, porque iniciei no mesmo clube que ele, tinha essa comparação. Hoje, só tem um lado positivo, porque há uma pessoa em casa que já jogou. No final de todos os jogos, ligava para ele e conversava durante uma hora sobre o jogo. Ele auxiliava-me muito», explicou.

Rodrigo Cunha Pereira de Pinho é um futebolista de Brasil nascido na Alemanha.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Portugal

Cities: Porto

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Portimonense foi à Madeira vencer o Marítimo
>>>>>Marítimo-Portimonense: Dener desvia na cara de Amir e empata – October 17, 2020 (ojogo-pt)
>>>>>Rafinha estreou-se pelo PSG e foi vítima desta entrada arrepiante – October 16, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Pinto da Costa: «Já tinha sido assumido que o FC Porto teria de gerar muito mais receita» – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>Pinto da Costa e o filho Alexandre: «Não faz negócios connosco, nem pode fazer» – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>Pinto da Costa fala sobre a sucessão: Rui Moreira, Villas-Boas e ainda Baía – (ojogo-pt)
>>>>>Em dia de Sporting-FC Porto, dragões lançam alfinetada ao Benfica – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 50 0 NONE 13 (tacit) eu: 11, me: 2
2 Rodrigo Pinho 115 71 PERSON 11 Rodrigo_Pinho: 3, (tacit) ele/ela (referent: Pinho): 4, Pinho: 4
3 triunfo 650 0 NONE 8 o triunfo caseiro: 1, o triunfo histórico: 1, primeiro triunfo: 1, uma vitória: 1, o triunfo: 1, a vitória: 1, o primeiro triunfo: 1, vitória: 1
4 nós 30 0 NONE 6 (tacit) nós: 4, nós: 1, nos: 1
5 jogo 100 0 NONE 5 o jogo: 1, o primeiro jogo: 1, o grande jogo: 2, este jogo: 1
6 o FC_Porto 0 0 PLACE 5 o FC_Porto: 5
7 Marítimo 80 40 ORGANIZATION 4 O Marítimo: 1, o Marítimo: 3
8 era 150 0 NONE 4 era: 3, era muito importante: 1
9 trabalho 230 0 NONE 3 o grande trabalho: 2, um grande trabalho: 1
10 golos 90 0 NONE 3 Os dois golos: 1, golos: 1, os dois golos apontados: 1