Por: SentiLecto

Treinador do Sporting repete o mesmo onze para o duelo da quinta jornada.Rúben Amorim repete, para o jogo com o Santa Clara, o onze que defrontou o FC Porto, clássico que concluiu empatado a dois golos.Onze do Sporting: Adán; Neto, Coates e Feddal; Pedro Porro, João Palhinha, Matheus Nunes e Nuno Mendes; Pedro Gonçalves, Jovane e Nuno Santos.

Treinador do Sporting fez a antevisão ao jogo com o Santa Clara. Falou de Nuno Mendes, do mercado e do boletim clínico.Santa Clara: «Temo que entrar da mesma maneira, com a mesma consistência. Tem os mesmos pontos que nós, com o mesmo sistema, jogadores bastante rápidos, com alas em que um é lateral e outro extremo, um guarda-redes bastante bom a jogar com os pés, mas devemo assumir o jogo e chegar lá com arrogância positiva, que é o nosso ADN, mas ainda temos alguma obstáculo nisso. É, contudo, compulsório, entrar sempre com a mesma resolução».Nuno Mendes: «Foi uma surpresa bastante grande. Vi o Matheus Nunes e o Quaresma mais maduros, ele pensei que ia tardar mais tempo, quando cheguei. É bastante adulto a jogar, é bastante forte fisicamente, ainda tem alguma fadiga pela seleção, não estão habituados a este ritmo… É uma habilidade e não há dúvidas que será o titular da Seleção por muitos anos».Balanço do mercado: «O mercado já fechou, sei que ainda há alguns abertos, mas não desejo falar disso… Os excedentários também já falei e o foco é com o Santa Clara».Lesionados: «Tabata não o levaremos a jogo, o Plata está convidado e o Quaresma continua de baixa».Treinador reconheceu, na conferência de Imprensa, que errou na reação junto da equipa de arbitragem no clássico, ação determinante junto do CD da FPFO agradecimento do erro por parte de Rúben Amorim na conferência de Imprensa pós-clássico foi determinante para o castigo de seis dias – e não de oito, como inicialmente calculado – aplicado pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol ao técnico do Sporting, conhecido esta quarta-feira.Por regra, situações idênticas que envolvam treinadores, redundam em penas de oito dias, cenário que afastaria o treinador dos leões da deslocação aos Açores, marcada para sábado. Ainda assim, o CD teve em conta precisamente essa «mea culpa» de Rúben, diminuindo-lhe em um quarto o castigo e dando luz verde à sua presença no Estádio de São Miguel.Eis os vocábulos de Amorim após o jogo com o FC Porto, onde acabou expulso por protestos na sequência do penálti revertido por Luís Godinho ainda na primeira parte.»Faço ‘mea culpa’ porque não tinha que ter declarado o que declarou. Mas escuto isto todas as semanas e no momento antes escutou-se pior de outro sítio. Portanto fiquei mais revoltado com a dualidade de critérios. Agora, claro que sim, os treinadores não podem falar assim com os Juízes. Aceito qualquer que seja o castigo ou penalização», atirou Rúben, impedido, ainda assim, de arremessar o duelo na sexta-feira, último dia do castigo.Daniel Ramos fez a antevisão ao encontro da quinta jornada. Daniel Ramos é treinador do Santa Clara.Daniel Ramos realçou a chance de a equipa «fazer história» liga de futebol, uma vez que os açorianos jamais venceram os leões, caso vença o Sporting na próxima jornada da I. Daniel Ramos é o treinador do Santa Clara.Daniel Ramos disse: «Primeiro que tudo há um lado emocional, há um lado motivacional importante na história do clube, porque jamais conseguiu vencer o Sporting e temos a chance de fazer história».O técnico da equipa açoriana falava esta sexta-feira no estádio de São Miguel, em Ponta Delgada, na antevisão à receção ao Sporting, da quinta jornada da I Liga de futebol.Nos 10 jogos entre as duas equipas, o melhor que o Santa Clara conseguiu diante do Sporting foram dois empates .Segundo Daniel Ramos, o conjunto açoriano encontrará um Sporting «mais forte comparativamente ao da época passada». Alegou: «Tem um misto de juventude e experiência, acho que bastante bem equilibrado e tem provado pelas exposições que é um Sporting capaz de fazer uma época boa e de ser um candidato ao título mais assumido».O treinador destacou que, apesar de o próximo jogo ser de «grau de obstáculo aumentado», o Santa Clara tem a «pretensão» de continuar a adicionar pontos. «Jogo com grau de obstáculo aumentado, temos essa noção, mas a pretensão natural de continuarmos a fazer pontos», assinalou.Na jornada passada, o Santa Clara perdeu com o Paços de Ferreira, por 2-1, no estádio da Mata Real.Apesar da derrota, Daniel Ramos considerou que a «equipa esteve bem», destacando que os açorianos têm vindo «a fazer coisas bastante boas» ao longo do campeonato.Por sua vez, o Sporting vem de um empate a dois golos diante do FC Porto no estádio José Alvalade.A Liga e a Direção Regional da Saúde dos Açores autorizaram a presença de público até 10% da lotação do recinto no jogo de sábado.A licença de público no estádio de São Miguel surgiu após a Liga ter proposto à Direção Regional da Saúde dos Açores que aplicasse aos encontros do Santa Clara as nregrasregionais, que permitem a presença de público em eacontecimentosdesportivosO Santa Clara, quarto classificado, irá receber o Sporting, terceiro, numa altura em que ambas as equipas estão com sete pontos.O jogo está marcado para as 17:00 locais , no estádio de São Miguel, em Ponta Delgada, com Manuel Mota, da AF de Braga.

Na sexta-feira 16 de outubro Rúben Amorim em antevisão do clássico entre Sporting e FC Porto, agendado para as 20h30 de sábado.Onde estava o Sporting em comparação com o FC Porto? » eram equipas diferentes, em momentos diferentes. O FC Porto era uma equipa que em três anos ganhou dois campeonatos e nós estávamo a formar a base. Nós iniciámo no -1, estamos a construir, com miúdos, com jogadores experientes que também temos e formos buscar. era sempre um clássico e quem ganhar vai sempre «estar» melhor. via um FC Porto forte, há semanas ganhou 5-0 no Bessa, e era uma equipa consolidada, como agora era. O Sporting estava em crescendo. Mas uma equipa dependia dos resultados para a opinião pública e dos adeptos ser positiva».FC Porto mais frágil pelas saídas de Alex Telles e Danilo? «Não, porque uma equipa não eram dois jogadores. O FC Porto era uma equipa bastante forte, tem dois campeonatos nos últimos três anos. há jogadores no FC Porto que têm mais jogos na Europa do que os nossos têm no campeonato ou como profissionais. Não podia ver assim. O FC Porto era uma grande equipa e o Sporting também o desejava ser e estará preparado para vencer o jogo».Jovane e Palhinha serão titulares? «Não vou declarar. Até porque são jogadores quem podem mudar um pouco a nossa forma de jogar e não vou estar a entregar o ouro, digamos assim».

Rúben Filipe Marques Amorim é um ex-futebolista e treinador de Portugal, que treina atualmente o Sporting Clube de Portugal.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Portugal

Cities: Porto

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Rúben Amorim leva para os Açores a fórmula do clássico
>>>>>Um jogador que surpreendeu Rúben Amorim: «Vai ser o titular da Seleção por muitos anos» – October 23, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Rúben Amorim: «É a nossa vida. A seguir ao jogo temos de responder a quente» – October 23, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Carvalhal aborda AEK, finta estatuto e explica Gaitán: «Começou a pré-época na segunda-feira» – (ojogo-pt)
>>>>>»Mea culpa» de Rúben Amorim atenuou-lhe pena de oito para seis dias – (ojogo-pt)
>>>>>»É um Sporting capaz de ser um candidato ao título mais assumido» – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 100 160 NONE 18 (tacit) eu: 18
2 Sporting 270 40 ORGANIZATION 15 o Sporting: 6, o Sporting de a quinta jornada de a I_Liga de futebol: 1, O Sporting: 1, Sporting: 2, (tacit) ele/ela (referent: um Sporting): 3, um Sporting capaz: 1, um Sporting: 1
3 o FC_Porto 80 0 PLACE 14 O FC_Porto: 2, um FC_Porto forte: 1, (tacit) ele/ela (referent: um FC_Porto forte): 1, (tacit) ele/ela (referent: o FC_Porto): 3, FC_Porto: 2, o FC_Porto: 5
4 jogo 0 40 NONE 9 O jogo: 1, o próximo jogo: 1, Jogo: 1, o jogo: 5, jogo: 1
5 nós 80 30 NONE 9 Nós: 1, nós: 1, (tacit) nós: 7
6 Clara 30 0 PERSON 9 Santa_Clara: 1, o Santa_Clara: 6, O Santa_Clara quarto classificado: 1, o (referent: o Santa_Clara): 1
7 equipa 80 0 NONE 7 uma equipa consolidada: 1, uma equipa: 4, equipa: 1, uma equipa muito forte: 1
8 Daniel Ramos 80 0 PERSON 6 (tacit) ele/ela (referent: Daniel_Ramos): 1, Daniel_Ramos: 3, Daniel_Ramos (apposition: treinador de o Santa_Clara): 1, Daniel_Ramos (apposition: O treinador de o Santa_Clara): 1
9 clássico 0 0 NONE 5 um clássico: 2, clássico: 2, o clássico: 1
10 CD 60 110 ORGANIZATION 4 (tacit) ele/ela (referent: o CD): 3, o CD: 1