Por: SentiLecto

Portugal é bicampeão europeu, feito alcançado nos Países Baixos.A seleção portuguesa de futsal retornou a casa na manhã desta segunda-feira, depois de se ter sagrado bicampeão da Europeu, numa final ganha à Rússia por 4-2.João Matos, uma das grandes figuras da equipa, enalteceu o feito alcançado nos Países Baixos. «Extraordinário o que temos feito, a energia que temos recebido dos portugueses. Agora é voltar à realidade, voltar a estar com a família, com quem nos qdesejabem. O que fizemos é algo de incrível», alegou ao Canal 11.Bruno Coelho, por seu lado, comentou: «É espetacular retornar a casa, ao fim de uns dias recuperar energias assim é bastante gratificante. É muito tempo fora, concentrados e focados no que era importante, e agora chegar e ser recebido pela família é fantástico. Temo que ver que nos últimos quatro anos ganhámos dois Europeus e um Mundial. Um feito histórico, que vai ficar nas nossas memórias, e espero que os portugueses jamais se esqueçam deste feito».EM ATUALIZAÇÃO

A final do Euro’2022 está marcada para domingo, às 16h30, em Amesterdão.A seleção de Portugal de futsal apurou-se esta sexta-feira para a final do Campeonato da Europa, ao operar a reviravolta sobre a Espanha e vencer por 3-2, nas meias-finais da competição, em Amesterdão, nos Países Baixos. A seleção de Portugal de futsal é detentora do troféu.Os espanhóis foram para a pausa a vencer por 2-0, com golos de Raúl Gómez, logo no primeiro minuto, e Chino, aos 13′, só que a equipa das quinas reagiu no segundo tempo, com um tento de Bruno Coelho, aos 29′, de penálti, e um bis de Zicky Té, aos 32′ e 39′.Depois de ter vencido a prova em 2018, precisamente diante da Espanha, Portugal disputará novamente a final de um Europeu, desta vez diante da Rússia, que bateu por 3-2 a Ucrânia na outra meia-final.Nquanto o jogo de atribuição do terceiro e quarto lugares, entre espanhóis e ucranianos, joga-, a final do Euro’2022 está marcada para domingo, às 16h30, em Amesterdão, e se no mesmo dia e no mesmo local, às 13h30.Zicky Té, que esta sexta-feira bisou na reviravolta de Portugal sobre a Espanha, 3~2, que colocou a seleção de Portugal na final do Europeu de futsal, em declarações ao Canal 11.Sente-se herói? «A Seleção somos nós todos, nós todos é que construímos esta reviravolta, é muito deleite e bastante alegria. Era um objetivo que desejávamo alcançar, mas ainda não conquistamos o objetivo principal. Estou bastante contente, mas agora é aliviar os ânimos e descansar bem.»Análise ao jogo: «Procurámos o golo desde o primeiro momento de jogo. Infelizmente, na primeira parte não conseguimos, mas deixámos uma boa imagem. Desejávamo fazer muito golo e felizmente apareceu na segunda parte. «Suporte dos portugueses: «Bastante obrigado a quem nos apoiou, ma esse obrigado não chega. O suporte tem sido infatigável, estávamos a perder 2-0 e conseguíamos só escutar os portugueses. Vi muitas caras conhecidas, colegas do futsal que nos apoiam e vibram connosco e é uma grande felicidade quando os vejo torcer por nós.»É o jogador da Seleção Nacional de futsal com mais jogos em Europeus.Há mais de 13 anos a encarnar Portugal, João Matos tornou-se, na meia-final com a Espanha, o desportista com mais jogos disputados pela Seleção Nacional em Europeus, lembre carimbado com a presença na segunda final seguida competição.O jogador do Sporting disputou, durante a Heróica reviravolta diante de nuestros hermanos, o 25.º jogo em períodos finais da competição europeia de seleções, tendo superando a marcar do retirado Gonçalo Alves .Os feitos de João Matos podem não ficar por aqui. Estreante por Portugal a 25 de novembro de 2008, o fixo poderá quebrar o recorde, pertencente a Ricardinho, de mais jogos disputados em períodos finais de Europeus e Mundiais.João Matos conta, agora, 44 duelos realizados, tantos quantos o Mágico, retirado recentemente da equipa das Quinas . Para superar o antigo colega de Seleção, João Matos necessita de defrontar a Rússia, durante a final do próximo domingo.

Na quarta-feira 19 de janeiro Ricardinho comentou a despedida da Seleção e abordou o fim da carreira.O futsalista Ricardinho, que concluiu a carreira ao serviço da seleção de Portugal após a conquista do Mundial’2021, na Lituânia, declarou já sentir saudades, mas que saiu «de consciência tranquila» com a herança que deixou na modalidade.Em entrevista ao podcast da Federação Portuguesa de Futebol , o mágico, por seis vezes considerado o melhor jogador de futsal do mundo — 2010, 2014, 2015, 2016, 2017 e 2018 –, revelou que tem orgulho na tarefa «mais do que superada» em Portugal.»Os desportistas terão agora ainda mais responsabilidade e bastante mais respeito pela nossa seleção, não olharão mais para a seleção do quase. dava-me orgulho, mas a ficha não caía completamente. sentirei saudades, mas saio de consciência tranquila, porque dei o meu melhor em todos os jogos. Foi uma tarefa mais do que superada, deixei legado a outros desportistas, auxiliei bastante, fui auxiliado e as conquistas estavam aí», enfatizou o jogador.Ricardo Filipe da Silva Duarte Braga, conhecido no mundo do futsal por Ricardinho, foi instado a explicar o que levou ao seu anúncio de declarar «até já» à equipa das quinas, aassinalandoa um «desgaste mental» após a grave lesão que spadeceu antes do Mundial.»tomou-se a resolução com cabeça e coerência. O momento em que estava também auxiliou. estava bastante desgastado com o que ocorreu em França e com a lesão. sabia que ia dar o meu melhor para chegar àquele momento, felizmente c conseguíei chegar mas o desgaste que tive para lá chegar rebentou comigo psicologicamente», contou.Como tal, o jogador, que atuava nos franceses do ACCS Paris, revelou que não se » estava a divertir no lugar onde mais desejava estar, que era a seleção nacional», e, depois da inédita vitória, parou totalmente em novembro e dezembro, nos quais nem treinou.»O que me estava a dar desgaste era o estar concentrado e só focado naquilo, nos treinos antes da competição. A competição todos desejávamo viver, mas temos de nos preparar para lá estar. O meu desgaste era mental. Agora doíam olhar para ali, mas a confiança continuava a ser a mesma», referiu o luso, natural do município de Gondomar.O amigo Bruno Coelho herdou a sua camisola 10 no Europeu’2022, nos Países Baixos, que teve começo e no qual Portugal procurará defender o título conquistado em 2018, na Eslovénia, sendo que Ricardinho prometeu uma despedida «em condições».» faremos uma despedida em condições, com os adeptos, e tentar fazer no Norte e no Sul. era uma boa maneira de agradecer a quem acompanhou o meu trajeto», disse.Sobre o histórico triunfo na final do Mundial’2021, frente à Argentina , Ricardinho assumiu que, qsentiu, uando spadeceua grave lesão no joelhoque «as coisas a aconteciampor alguma razão» e, como religioso, c confiavaque h haviaalgo bom guardado para ele.»Se, no Europeu, tocámos o céu, no Mundial caminhámo nas nuvens a passear. Já tinha ganhado todos os títulos por onde tinha passado e faltava-me esse para reconhecer que a geração do Ricardinho conseguiu ganhar o Europeu e o Mundial. Nem a sonhar, sonhava tão belo. Se meteu a cereja em o topo de o bolo «, alegou o ex-capitão de Lusaka.Enquanto o futsal não estiver presente nos Jogos Olímpicos, em relação ao futuro da modalidade, Ricardinho considerou que » faltará sempre um passo importante», e ofereceu-se para auxiliar a FIFA a «levar e promover o futsal a todo o lado do mundo».»Já me disponibilizei para que, quando terminar a minha carreira, que não vai faltar muito tempo, ser embaixador do futsal e viajar por todo o mundo, ir a todos os países que não têm futsal e que têm essa vontade. Se a FIFA quiser dar esse passo, gostaria de me disponibilizar a 100% para promover o futsal em todo o mundo e os praticantes terem condições para chegar mais à frente e jogar futsal a sério», assegurou o craque.Ricardinho notabilizou-se ao serviço do Benfica, ao qual chegou proveniente do Miramar, em 2003/04, contando ainda com passagens pelos japoneses do Nagoya Oceans, pelos russos do CSKA Moscovo e pelos espanhóis do Inter Movistar, antes de ir para França.

Portugal, oficialmente República Portuguesa, é um país soberano unitário localizado no sudoeste da Europa, cujo território se situa na zona ocidental da Península Ibérica e em arquipélagos no Atlântico Norte.

É casado com a também argumentista Raquel Palermo da qual têm dois filhos.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Portugal

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Seleção de futsal de retorno a casa: «O que fizemos é algo de incrível»
>>>>>Portugal opera reviravolta sobre Espanha e está na final do Europeu de futsal – (ojogo-pt)
>>>>>«Herói? A Seleção somos nós, todos construímos esta reviravolta» – February 04, 2022 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Storti assume que a Seleção quer estar no próximo Mundial de râguebi – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>FPF foi à loucura com a passagem de Portugal à final e este «tweet» é a prova disso – February 04, 2022 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Jorge Braz e a meia-final com a Espanha: «Ainda não vemos o cume da montanha…» – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>André Coelho antevê Espanha: «É uma meia-final, diante da equipa com mais títulos europeus» – February 02, 2022 (ojogo-pt)
>>>>>João Matos atingiu um número histórico na meia-final com a Espanha – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 140 135 NONE 21 nos: 1, nós: 2, (tacit) nós: 18
2 eu 415 0 NONE 18 (tacit) eu: 16, me: 2
3 Ricardinho 230 75 PERSON 16 (tacit) ele/ela (referent: Ricardinho): 4, Ricardinho: 6, Ricardinho de mais jogos disputados: 1, (tacit) ele/ela (referent: O futsalista Ricardinho): 3, O futsalista Ricardinho: 2
4 Portugal 200 0 PLACE 5 Portugal: 5
5 lesão 0 210 NONE 4 a grave lesão: 3, a lesão: 1
6 desgaste 150 160 NONE 4 um desgaste mental: 1, meu desgaste era mental: 1, o desgaste: 2
7 o Europeu 70 0 OTHER 4 (tacit) ele/ela (referent: o Europeu): 2, o Europeu: 2
8 João Matos 40 0 PERSON 4 João_Matos: 3, João_Matos uma: 1
9 os Países_Baixos 0 0 PLACE 4 os Países_Baixos: 4
10 todos 0 0 NONE 4 todos: 4