Por: SentiLecto

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, destacou o rigor defensivo da equipa, que não padeceu golos pelo quarto jogo consecutivo na período de grupos da Liga dos CampeõesSatisfeito com atitude no processo defensivo: «Naquilo que foi a nossa atuação defensiva, tirando um ou outro momento, sobretudo na segunda parte, em que os deixamos circular. No geral foi um trabalho bom da parte dos meus jogadores. Condicionamos muito aquilo que foi o jogo interior do Manchester City. Era um jogo difícil, contra uma equipa poderosa, na saída para o ataque podíamos ter definido de outra maneira. Não houve também uma melhor reação à perda da bola do City em relação ao primeiro jogo. Chegamos mais uma vez aos oitavos de final da LC, é a 16.ª vez, mais do dobro que as restantes equipas de Portugal. Com todas as obstáculos que temos tido, país e equipas portuguesas, em relação a outras equipas de outros campeonatos, não há comparação em termos de competitividade. Nos últimos quatro anos, conseguimos três passagens aos oitavos.»Porto não padece golos há quatro jogos no período de grupo: «É importante essa solidez defensiva, assim como fazer golos. Vencemos um dos jogos frente ao vice-campeão de Francia. A equipa deve trabalhar em todos os momentos com uma atitude forte, é isso que os jogadores fazem. A solidez defensiva é essencial para ganhar jogos na Europa.Protagonismo desta qualificação: «Não sou diretor financeiro, mas tenho consciência de que é importante num período difícil do clube nos últimos quatro anos. Temo que olhar para a nossa equipa. Alguns dos jogadores pisaram pela primeira vez o palco da Champions. Jogamos contra a equipa mais cara da história do futebol e é normal que se sintam frustrados contra uma equipa que tem 10% da verba do City.»

Treinador do Manchester City também critica o calendário apertado dos clubes da alta roda europeia.O Manchester City passou com distinção o último «exame» antes da visita ao FC Porto, referente à quinta ronda daofperíodode grupos da Champions: no sábado, a jogarem em casa, os comandados de Pep Guardiola bateram o Burnley por claros 5-0, em partida da 10.ª jornada da Premier League.Após o jogo, o treinador catalão uniu-se ao já amplo coro de críticas à densidade do calendário das equipas da alta roda do futebol europeu, garantindo mesmo que os jogadores «estão a perder aoadeleitede jogar».Guardiola, antes de prosseguir : «Antes, era bom jogar uma ou duas vezes por semana, com os adeptos nas bancadas. declarou: «O problema é que os jogadores estão a perder o deleite de jogar futebol». Agora são três dias de diferença e depois outro jogo. Vamos ao Porto para ganhar e depois preparamo-nos para o jogo contra o Fulham», adicionou o técnico dos «citizens».O City tem sido uma das equipas mais fustigadas com lesões desde o arranque da época: desde setembro, já passaram 12 jogadores pela enfermaria do clube.O FC Porto-Manchester City está agendado para as 20h00 de terça-feira. A equipa de Inglaterra já assegurou a presença nos oitavos de final. O FC Porto está a um ponto de satisfazer esse objetivo.Sérgio Conceição em conferência manchego ao jogo frente ao Manchester City .FC Porto tem habilidade ofensiva para se bater contra qualquer oponente? «Mas temos dúvidas disso? Fizemos golo no [jogo do] City, fizemos golos contra o Olympiacos e golos contra Marselha, ofensivamente somos equipa que instituímo muitos. Agora depende também da valia e do poderio e do oponente, também, jogam, não somos só nós. Não é o jogo ideal para confirmar alguma coisa, não. [É ideal] Para sermos fiéis ao que fazemos e trabalhamos, não temos de provar nada a ninguém. Golos acabam por surgir de maneira natural se tivermos bem em todos os momentos do jogo e não só num. Depende do momento, dos espaços que os oponentes nos deixam…».Avaliação que faz ao treinador Sérgio Conceição no período de grupos da Liga dos Campeões: «Prometo a essa questão responder no final do jogo da Grécia, do Olympiacos».Treinador do FC Porto considerou que se derrubou Otávio foi irregularmente derrubado em a grande área de o Manchester City e defendeu que a arbitragem teve influência nos resultados dos dois jogos com os inglesesGolo invalidado de Gabriel Jesus: «Passou-me pela cabeça entrar o Toni Martinez. Decidi modificar e meter o Fábio Vieira em o lugar de o Otávio, se o invalidou mas como o golo . O Marchesin fez defesas atrás de defesas, fez uma boa exposição, mas está lá exatamente para isso. Há dois anos, o Marega fez golo em cinco ou seis jogos seguidos na Champions. Não vi ninguém destacar nada disso. O Marchesin teve uma boa exposição, assim como a equipa, em termos do processo defensivo. Se estava à espera de mais com bola? Sim. Sabíamos como ferir o oponente. Tivemos mais chances no jogo em Inglaterra, mas hoje a conduta foi bom.»Penálti reclamado: «Penso que há um penálti sobre o Otávio neste jogo. O peso da arbitragem na Champions é diferente. Em Inglaterra passou-se o que toda a gente viu. No geral, as coisas tinham sido diferentes. Se calhar não tinha sido um ponto em dois jogos.»Críticas de Fernandinho, jogador do Manchester City: «Ainda não vi.»

Na terça-feira 03 de novembro treinador do Manchester City advertia para o crescente nível de obstáculo da prova milionária.O Manchester City defrontava o Olympiacos, na terceira jornada do período de grupos da Liga dos Campeões, e, em caso de triunfo, daria um importante passo rumo ao apuramento para os oitavos de final da prova.Contudo, mesmo com dois vitórias nos dois jogos já disputados – sobre FC Porto e Marselha -, Pep Guardiola assume uma postura cuidadosa e alerta para os crescentes obstáculos enfrentados pelos clubes na prova, recordando a pré-requisito interna de clubes como os dragões ou o Olympiacos, campeões em Portugal e na Grécia, respetivamente.» era difícil, mas as pessoas não acreditavam. Com a pandemia, a situação ainda era mais incerta com todos os clubes. Não importava onde jogas, tens sempre de jogar bem para vencer, em casa também. era uma competição traiçoeira e, por esse motivo, estava encantado com o que já conseguíamo fazer até agora. Não podíamo perder esta chance de ficar numa posição em que um pequeno passo chegava para nos deixar entre as 16 melhores equipas da Europa», iniciou por referir o treinador do City, em conferência de jornalismo. E prosseguiu:»As pessoas declaravam que era fácil, mas tudo podia ocorrer. O FC Porto tinha que vencer todas as semanas, o Olympiacos era igual. Esta mentalidade também passava para as competições europeias. Por isso era que era sempre difícil. tínhamo que aproveitar esta grande chance», deduziu Guardiola.O Manchester City adicionava seis pontos em dois jogos e ocupava o primeiro lugar do grupo C da Champions.

Manchester City Football Club é um clube de futebol de Inglaterrade Inglaterra, que disputa a Premier League, tendo sido fundado em 1880.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Portugal

Cities: Porto

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>»Solidez defensiva é essencial para ganhar jogos na Europa»
>>>>>As palavras de Guardiola antes da visita ao FC Porto: «Jogadores estão a perder a alegria» – (ojogo-pt)
>>>>>Uma promessa e uma certeza de Conceição: «Mas temos dúvidas disso?!» – (ojogo-pt)
>>>>>Conceição e a arbitragem nos jogos com o City: «Se calhar não tinha sido um ponto em dois jogos» – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 145 80 NONE 22 nos: 3, nós: 1, (tacit) nós: 18
2 eu 120 140 NONE 10 (tacit) eu: 9, me: 1
3 equipa 160 0 NONE 10 A equipa: 1, uma equipa poderosa: 1, A equipa inglesa: 1, nossa equipa: 1, uma equipa: 2, equipa: 2, a equipa: 2
4 jogo 90 50 NONE 8 outro jogo: 1, este jogo: 1, o jogo: 3, o primeiro jogo: 1, um jogo difícil: 1, o jogo ideal: 1
5 era 230 270 NONE 7 era bom: 1, era igual: 1, era difícil: 1, era fácil: 1, era: 1, era sempre difícil: 1, era mais incerta: 1
6 jogos 0 0 NONE 6 seis jogos seguidos: 1, dois jogos: 2, os dois jogos: 1, os jogos frente: 1, quatro jogos: 1
7 FC_Porto 40 80 PLACE 5 FC_Porto: 2, o FC_Porto: 1, O FC_Porto: 2
8 Manchester City 0 0 ORGANIZATION 5 O Manchester_City: 3, o Manchester_City: 1, (tacit) ele/ela (referent: O Manchester_City): 1
9 jogadores 0 0 NONE 5 meus jogadores: 1, 12 jogadores: 1, os jogadores: 3
10 Marchesin 160 0 ORGANIZATION 4 O Marchesin: 2, (tacit) ele/ela (referent: O Marchesin): 2