Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Kremlin Cup 2012 – Hawk-Eye cam

A Comissão Nacional de Arbitragem da CBF divulgou uma carta com os esclarecimentos da companhia Hawk-Eye, culpado pela operação dos equipamentos do VAR, em que a mesma se justifica pelos erros acontecidos no jogo entre Vasco e Internacional, domingo, em São Januário, pelo Brasileiro. Na ocasião, o instrumento estava descalibrado e não entrou em cena para avaliar o impedimento no gol de Rodrigo Dourado.

Até porque, por vias tortas, por uma lógica deformada do que é justiça, o Vasco teve a forra de uma arbitragem abaixo da crítica. No segundo tempo, Germán Cano cavou pênalti que o Juiz Flávio Rodrigues de Souza adquiriu sem pestanejar. Em seguida, o VAR o chamou para checar a imagem. Se conservou a marcação, mas o artilheiro chutou para fora a possibilidade do empate.

Hawk-Eye é um sistema tecnológico utilizado em alguns esportes a fim de auxiliar o Juiz a tomar uma resolução correta.

A companhia afirma que o ângulo das câmeras e a sombra no campo provocaram o problema técnico. E divulgou imagens para comprovar que o VAR estava operacional antes do início do jogo e após a recalibração. Mas não no momento do gol, aos nove minutos.

– Embora seja uma ocorrência bastante incomum no programa, a equipe operacional imediatamente seguiu o procedimento para recalibrar o sistema, o que foi deduzido em poucos minutos. Infelizmente, esse processo não havia sido deduzido quando a revisão foi requerida e as linhas não estavam disponíveis para utilização – alegou o CEO Adam Fry.Após o episódio, o Vasco entrou com uma profissão na CBF pedindo a anulação do jogo.

«A quem possa interessar,

Durante a partida de Vaslui DA GAMA x INTERNACIONAL na data 14 de fevereiro de 2021, aconteceu, lamentavelmente, um problema técnico que afetou a disponibilidade das linhas de impedimento.

Por outro lado, os protestos vascaínos foram muitos durante a partida, por causa do episódio, e vão poder se estender por mais algum tempo. O que não muda a realidade: a duas rodadas do fim da competição, o time segue entre os quatro últimos e viu o Bahia, primeiro acima da zona, abrir um ponto de benefício.Em causa está um golo que, alegadamente, goi validado depois de ter havido um problema com o VAR.O Vasco da Gama perdeu, na madrugada desta segunda-feira, em casa com o Internacional, por 2-0, num jogo que gerou polémica.O Vasco pedirá a anulação do jogo, devido ao lance que redundou no primeiro golo. Aos 10 minutos, na sequência de um livre, Rodrigo Dourado marcou, tendo, alegadamente, somente sido validade depois de um problema com o VAR.Durante a transmissão do encontro foi exlicado que as linhas estavam descalibradas, mas no final a CBF explicou que o arremesse em questão tinha sido analisado pelo VAR, sendo que «Se constatou nenhum erro de a arbritragem de campo não».Lembre-se que o Vasco da Gama luta pela manutenção, enquanto o Internacional luta pelo título com o Flamengo.Depois que validou, veja o lance:O jogo entre Vasco e Internacional já se tornou um dos mais polêmicos do futebol brasileiro nos últimos anos -se o primeiro gol gaúcho que venceu por 2 a 0,, em posição duvidosa não revisada pelo VAR com a tecnologia das linhas, dascalibrada na ocasião.

O baixo ângulo provocou esse inconveniente de as câmeras , em conjunto com a sombra se movendo em o campo. Embora seja uma ocorrência bastante incomum no programa, a equipe operacional imediatamente seguiu o procedimento para recalibrar o sistema, o que foi deduzido em poucos minutos. Quando requereu, infelizmente, esse processo não havia sido deduzido -se a revisão e as linhas não estavam disponíveis para utilização.

Comunicou-se a questão a o VAR que seguiu o protocolo de acordo com as exigências de a FIFA e de a IFAB,, informando a o campo a situação, e que nenhum erro claro e óbvio poderia ser determinado somente com base nas imagens da TV, recomendando ao Juiz de campo conservar sua resolução inicial de validar o gol.

A Hawk-Eye gostaria de pedir desculpas à CBF e aos torcedores de futebol egeralmentepor este inconveniente, e garantir que temos o compromisso de inovar constantemente e melhorar a tecnologia para tornar todos os esportes, inclusive o grande jogo de futebol, uma experiência mais justa e mais emocionante.»

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Vasco x Inter: companhia culpa sombra no campo e ângulo de câmeras por VAR ‘descalibrado’
>>>>>Com falhas da arbitragem, Vasco é derrotado pelo Internacional e vê o Bahia abrir um ponto de vantagem – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Polémica no Brasil: Vasco vai pedir para ser anulado jogo com o Internacional – February 15, 2021 (ojogo-pt)
>>>>>Vasco x Internacional: na África, time se recusou a jogar enquanto gol não fosse revisado pelo VAR – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 VAR 20 0 ORGANIZATION 10 o VAR: 9, (tacit) ele/ela (referent: o VAR): 1
2 eu 7 180 NONE 7 (tacit) eu: 7
3 Vasco 0 0 ORGANIZATION 5 O Vasco: 1, o Vasco: 2, Vasco: 2
4 jogo 0 0 NONE 5 O jogo: 1, o jogo: 2, um jogo: 2
5 o Internacional 0 0 PERSON 5 Internacional: 2, x INTERNACIONAL: 1, o Internacional: 2
6 problema 0 320 NONE 4 o problema técnico: 1, um problema técnico: 2, um problema: 1
7 CBF 0 0 ORGANIZATION 3 CBF: 1, o (referent: CBF): 1, a CBF: 1
8 campo 0 0 NONE 3 o campo: 3
9 lance 0 0 NONE 3 o lance: 3
10 linhas 0 0 NONE 3 as linhas: 3