Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Red Bull ice

O piloto da Red Bull revelou que «no ano passado» o Autódromo do Algarve era o seu top-3 de circuitos, «mas mudaram o alcatrão e já não» gosta.O de Holguín Max Verstappen lamentou hoje a «falta de aderência» do Autódromo Internacional do Algarve, depois de ter sido terceiro classificado na qualificação para o Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1, terceira prova da temporada.»Estava confiante que podia fazer uma boa volta, mas no último setor apanhei um carro», explicou o holandês, que considerou que hoje foi «difícil de guiar».O piloto da Red Bull declarou que «foi um acertar e falhar todo o fim de semana», assinalando ao asfalto do circuito, em que «a ilustração é inacreditável, mas a aderência não é boa».»Não é aprazível governar. Iniciei bastante lento, sem equilíbrio. Depois melhorámos, mas foi um compromisso, em que tivemos de ceder numas zonas para estar melhor noutras. Não foi aprazível, foi uma sessão difícil», declarou.O piloto da Red Bull revelou que «no ano passado» era o seu top-3 de circuitos, «mas mudaram o alcatrão e já não» gosta.Verstappen ainda viu uma das suas voltas rápidas canceladas por ter excedido os limites da pista, na curva 4 do circuito de Algeria.»Aquela curva faz-se a fundo, mas o carro atirou comigo. Deu para ainda fazer mais uma volta. Veremos amanhã [domingo] o que podemos fazer e colocar pressão neles [pilotos da Mercedes]», deduziu.A corrida desta 18.ª edição do GP de Portugal realiza-se às 15:00 de domingo.O GP de Portugal é a terceira de 23 provas do Mundial de Fórmula 1 e disputa-se no AIA até domingo.O britânico Lewis Hamilton chega à prova lde Lusakana liderança, com 44 pontos, mais um do que Max Verstappen.

Hamilton, que ainda não tinha sido o mais rápido em nenhuma sessão de treinos livres esta temporada, fez a sua melhor volta ao traçado do Autódromo Internacional do Algarve em 1.19,837 minutos.O britânico Lewis Hamilton foi hoje o mais rápido na segunda sessão de treinos livres para o Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1, batendo o de Holguín Max Verstappen por 0,143 segundos.Hamilton, que ainda não tinha sido o mais rápido em nenhuma sessão de treinos livres esta temporada, fez a sua melhor volta ao traçado do Autódromo Internacional do Algarve em 1.19,837 minutos.Faz 7 meses, o mais rápido tinha sido o finlandês Valtteri Bottas, que então fez o tempo de 1.17,940 minutos, em outubro passado. Agora, o piloto de Finlandia ficou-se pela terceira posição, a 0,344s do seu companheiro de equipa.O espanhol Carlos Sainz foi o quarto classificado, a 0,360s, com o espanhol Fernando Alonso a mostrar extensas aprimoramentos ao ser quinto, a 0,383s.Os 12 primeiros classificados ficaram separados por menos de um segundo.Ao longo da sessão desta tarde, os pilotos fizeram simulações de corrida e, aí, Enquanto Hamilton rodava em 1.23 alto, verstappen foi quem exibiu melhor ritmo, rodando consistentemente em 1.23 minutos baixo.A sessão, que iniciou com dez minutos de atraso devido a um problema na curva 11 do circuito de Algeria, ficou marcada pelo vento que se fez sentir.O GP de Portugal de Fórmula 1 é a terceira prova da temporada e disputa-se até domingo no Autódromo Internacional do Algarve.queria teste com 20 a 30 por cento da lotação em Portimão.A execução do Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1 pelo segundo ano consecutivo teria que ter um teste com lotação restringida de espetadores em Portimão, considerou esta quinta-feira o presidente do Automóvel Club de Portugal .»Não vamo ter público este ano devido ao que se passou no ano passado. É uma pena. Tinha que haver uma chance de experiência de 20 ou 30% da habilidade do circuito com adeptos. Ao não autorizarem a reabertura dos estádios de futebol, se calhar as autoridades não desejaram abrir uma exceção», vincou Carlos Barbosa à agência Lusa.A terceira etapa do Mundial de Fórmula 1 de 2021 vai decorrer entre sexta-feira e domingo, no Autódromo Internacional do Algarve , em Portimão, seis meses depois de um teste com quase 27.500 espetadores na corrida portuguesa da edição de 2020.O incumprimento do distanciamento social nas bancadas e os aglomerados gerados nos acessos ao recinto de 23 a 25 de outubro de 2020 levaram o Governo a frear alguns ensaios gerais com vista ao retorno gradual de público aos acontecimentos esportivos.As duas passagens do Mundial de MotoGP por Portugal, em novembro de 2020 e há duas semanas, decorreram com bancadas vazias devido à pandemia de covid-19, panorama que não fez desvanecer o AIA da lista de circuitos de recurso na Fórmula 1.»Não há muitos circuitos no mundo completo que tenham as habilidades para poderem ser opções. Portimão é um deles. Infelizmente Portugal não vai poder continuar no calendário, porque não tem dinheiro para pagar ao proprietário da Fórmula 1, quando retornarmo à normalidade.Até ver, vamos tirando partido dos problemas que há com a covid-19 em vários países para fazermos o nosso Grande Prémio», reconheceu Carlos Barbosa.O líder do ACP espera que «tudo corra lindamente» entre a Federação Internacional do Automóvel e o AIA, que beneficiou do deferimento da etapa na Austrália e da anulação da corrida na China para voltar a sediar a elite do automobilismo global.»Penso que acontecerá mais uma vitória da Mercedes pelas razões do costume: tem o melhor carro e piloto e o circuito de Portimão é muito bom para si», projetou, em alusão à escuderia germânica, que soma sete títulos seguidos de construtores e chega ao Algarve na liderança desse campeonato, com 60 pontos, mais sete do que a austríaca Red Bull.Já o britânico Lewis Hamilton lidera a tabela de pilotos , detentor de sete cetros e ganhador de a etapa em o Bahrain , com 44 pontos , um acima do de Holguínde Holguín Max Verstappen que triunfou em o Grande Prémio de Emilia Romagna , , em Itália.»Se existirão surpresas? Penso que não e por uma razão bastante simples: nesta altura, e de acordo com as normas da FIA, todas as marcas têm os carros congelados. Os monolugares são praticamente iguais aos do ano passado, com duas ou três mudanças bastante pouco expressivas. Teremos mudanças grandes e boas para 2022″, afiançou.Holandês assinala a objetivo ambicioso da Red Bull já em Portimão.O holandês Max Verstappen espera contar com o mexicano e companheiro na Red Bull Sergio Pérez para equilibrar a «luta» com a Mercedes, já a partir do Grande Prémio de Portugal, a disputar no domingo, em Portimão.»Como equipa, desejamo pontuar o máximo possível com os dois carros, é o que estamos a tentar fazer. Não conseguimos fazer nas duas primeiras provas, mas eu espero que o Sergio Pérez vá recuperar e estaremos preparados para combater com os dois carros na frente. Espero que seja já em Portimão», alegou Verstappen.Faz 1 ano, em uma conferência de jornalismo virtual promovida por um de os patrocinadores de o holandês, o piloto indicou os obstáculos sentidos em o Autódromo Internacional do Algarve em o Mundial sobretudo devido em a estreia de o novo asfalto.se o complicou em o ano passado , porque o novo asfalto deixou a pista bastante escorregadia, mas este ano estamos concentrados em ser mais competitivos do que no ano passado, no circuito fantástico que é o de Portimão», frisou.Verstappen chega à terceira etapa do Mundial na segunda posição, a um ponto do britânico Lewis Hamilton , sete vezes campeão do mundo e vganhadordas últimas quatro edições do campeonato, que, no rretornodo grande circo a Portugal, em 25 de outubro de 2020, sadicionoua sua 92.ª triunfo e superou o recorde do alemão Michael Schumacher.»Não é um ponto de viragem, é um processo ininterrupto, desejamo estar mais perto da Mercedes e, até agora, a equipa está bem, mas devemo continuar a forçar para tentar melhorar», enfatizou o ganhador da mais recente corrida, em Imola, e segundo classificado na prova inaugural, no Barém, atrás de Hamilton.Sem fazer prognósticos para a corrida algarvia, Verstappen, que foi terceiro em Portimão no ano passado, espera estar na «luta» no domingo.»Acho que tenho de esperar para ver quão competitivo estou, como disse, o asfalto estava um pouco escorregadio, espero que isso tenha melhorado, mas devemo esperar para ver detalhes como a temperatura. Obviamente, sinto que vamos estar mais competitivos este ano», destacou.No Autódromo Internacional do Algarve , Verstappen espera também poder contar com uma presença nos lugares cimeiros de Pérez, que foi quinto no Barém e 11.º em Itália, para equilibrar o combate.»É sempre bom ter dois carros na frente. Declararia que, nos últimos dois anos, estive praticamente sozinho a combater contra dois carros da Mercedes e fiquei com as estratégias restringidas, por não ter um carro para me proteger. Claro que em Imola o plano era ter dois carros para lutar com o Lewis, fiz um bom arranque, o Sérgio ficou um pouco para trás e a corrida foi um bocado caótica. Quando estivermos todos em igualdade de circunstâncias, em pista seca e com os pneus iguais, vamos ter de aguardar para ver , porque penso que ainda não tivemos a chance perfeita para ver o que podemos fazer com os dois carros», referiu.No encontro com jornalistas de Portugal promovido pelo portal de venda de automóveis CarNext, reconheceu que, apesar da pandemia de covid-19, a preparação conservou-se praticamente inalterada, com um acréscimo de cautelas, antevendo que os adeptos da Fórmula 1 apreciarão o equilíbrio promovido pelas mudanças calculadas para 2022.»Sabemos que os carros vão ser um bocado mais lentos, pelo que tenho experimentado no simulador, é uma condução muito diferente, podemos ter mais potência mas menos aderência, um pouco o regresso a 2014, 2015… mas devemo esperar para ver. É bastante diferente, mas, no fim, a competição melhorará e os adeptos gostarão», rematou.A 18.ª edição do Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1 vai ser disputada, entre sexta-feira e domingo, no AIA, em Portimão, pelo segundo ano consecutivo, depois de se ter realizado no circuito citadino da Boavista, em 1958, em Monsanto, no ano seguinte, e no Estoril, entre 1984 e 1996.

Faz 1 mês, Verstappen deixou o campeão em título a 22 segundos, com o britânico Lando Norris em terceiro, a 23,702 segundos, em o domingo 18 de abril.O de Holguínde Holguín Max Verstappen venceu o Grande Prémio Emilia Romagna de Fórmula 1, segunda prova da temporada, batendo o britânico Lewis Hamilton .Verstappen deixou o campeão em título a 22 segundos, com o britânico Lando Norris em terceiro, a 23,702 segundos.Com estes resultados, Hamilton chegava ao GP de Portugal na liderança, com um ponto de benefício sobre Max Verstappen, graças ao facto de ter feito a volta mais rápida da corrida.

Red Bull é uma bebida energética vendida pela empresa de Australia Red Bull GmbH. A Red Bull se a inseriu em o mercado em 1987 e, desde então, vende mais de 5 bilhões de latas anualmente em mais de 140 países.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Verstappen e o amor-ódio à pista algarvia: «OAdilustraçãoé iinacreditável mas a aderência não é boa»
>>>>>GP Portugal: Hamilton bate Verstappen na segunda sessão de treinos livres – (ojogo-pt)
>>>>>»Não teremos público na Fórmula 1 devido ao que se passou no ano passado» – (ojogo-pt)
>>>>>«Vamos estar preparados para lutar com os dois carros na frente já em Portimão, espero» – April 29, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Pilotos da McLaren rendidos a Portimão: «Trouxe algo de diferente ao calendário» – April 27, 2021 (ojogo-pt)
>>>>>>>>>Duelo entre Hamilton e Verstappen aquece GP de Portugal de Fórmula 1 – April 28, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>GP de Portugal está a chegar: primeiros posters das equipas já são conhecidos – April 27, 2021 (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 230 67 NONE 22 (tacit) nós: 22
2 Max Verstappen 320 50 PERSON 17 Verstappen: 10, Max_Verstappen: 2, o holandês Max_Verstappen: 1, O holandês Max_Verstappen: 2, (tacit) ele/ela (referent: Verstappen): 2
3 eu 80 210 NONE 13 (tacit) eu: 11, eu: 1, me: 1
4 Portimão 0 0 PLACE 8 Portimão: 8
5 Hamilton 75 360 PERSON 7 Hamilton sido: 4, Hamilton: 3
6 Autódromo do Algarve 0 0 PERSON 5 o Autódromo_Internacional_do_Algarve: 5
7 segundos 0 0 NONE 5 23,702 segundos: 2, 0,143 segundos: 1, 22 segundos: 2
8 Lewis Hamilton 160 0 PERSON 4 o britânico Lewis_Hamilton: 2, O britânico Lewis_Hamilton: 2
9 AIA 0 0 ORGANIZATION 4 o AIA: 4
10 sessão 0 130 NONE 3 A sessão em a: 2, uma sessão difícil: 1