Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Manuel Machado

Numa cidade em que a modalidade tem grande implantação, o Vitória de Guimarães fez um protocolo com o vizinho Fermentões, reativando esta temporada a secção que tinha fechado portas em 1996O andebol foi a modalidade que mais anos existiu no Vitória de Guimarães a seguir ao futebol, tendo obtido grande êxito nos anos 70, mas parando em 1996. Reativou-se a modalidade esta temporada, em o Vitória, graças a um protocolo com o vizinho Fermentões que competiu por a última vez em o Andebol 1 em 2018-19,, desistindo de o escalão maior em a época seguinte. A junção de forças possibilitou recuperar uma secção onde o antigo internacional Carlos Carneiro deu os primeiros passos e Manuel Machado foi jogador e treinador, antes de passar em definitivo para o futebol.O retorno do andebol não estava nos planos imediatos da atual direção, mas muitos pedidos durante a última campanha eleitoral fizeram agilizar o projeto, que já abarca mais de uma centena de atletasComo «quase todo o vimaranense gosta de andebol, chegando a haver seis clubes na cidade a praticar», declara Pedro Guerreiro, vice-presidente dos vitorianos para as modalidades, o eventual retorno foi assunto frequente durante a campanha eleitoral das votações do ano passado. «Foi um processo mais rápido do que estávamos à espera. Jamais prometemos que íamos ter andebol, mas essa era a questão frequente nas sessões de esclarecimento», relata a O JOGO.Ainda existiu uma tentativa de aproximação com o Xico Andebol, que tem o pavilhão encostado ao estádio, mas somente se concretizou a ligação com o vizinho Fermentões, que «continua com a sua formação, enquanto o Vitória, que , tem a equipa sénior», explica o diretor de secção José Maria Ferreira, adiantando que o projeto abrange entre 110 e 120 desportistas e 10 treinadores. «Se íamos ter andebol era a questão frequente nas sessões de esclarecimento antes das votações» >> Pedro Guerreiro – Vice-presidente do V. Guimarães para as modalidadesGuerreiro defende que «um projeto sólido deve iniciar embaixo para cima», e por isso os seniores militam na III Divisão, com objetivo de subida, embora esta época a concorrência seja invulgarmente forte. Muitos clubes de topo instituíram equipas B para terem os seus sub-21 em ação e os vitorianos têm Xico, Águas Santas, ABC e Póvoa como adversários. Tendo jogadores que eram de Fermentões, Xico, ABC, AC Fafe ou Águas Santas, a maioria com idades entre os 19 e os 25 anos, o conjunto às ordens de Luís Pereira e António Martins fez asomentetrês jogos no campeonato , rrecomeçandoa competição a 9 de janeiro, depois de o calendário ter sido reformulado. No entanto, José Maria Ferreira constata que se sente «algum receio», além de obstáculos monetários. «A formação vive da quotização dos próprios desportistas. Eles não estando, também não exigiremos dinheiro. Tirando as deslocações, que não existem, os gastos são os mesmos, na manutenção dos pavilhões e preço com os treinadores. Está a ser complicado», alega. No entanto, para o culpado, que transita do Fermentões e tem 40 anos de experiência, o passo dado esta época «fez todo o sentido». «Guimarães sempre foi terra de andebol, por isso merece uma equipa que esteja na I Divisão, que se conserve por muitos anos e não seja só de passagem. Para os miúdos da formação, ter como objetivo chegar à equipa sénior svai sercompletamente diferente. Não vai ocorrer o que ocorria: formar jogadores e depois os clubes das redondezas chegarem aqui e levá-los. Os melhores saem porque não há uma equipa representativa que lhes dê a alternativa de jogar na I Divisão», remata.»Ainda que já não acompanhe bastante, guardo a modalidade com carinho»»Eu jogava mais como central, mas também podia fazer de extremo. Penso que agora se declara ponta», conta o técnico Manuel Machado, estimulado ao revisitar os largos anos em que esteve ligado ao andebol, agora que o Vitória de Guimarães, onde jogou e treinou, voltou à modalidade.De resto, e podendo ser surpresa para muitos, o futebol onde se notabilizou, orientando equipas da I Liga entre 2002 e 2017 e alcançando várias qualificações europeias, surgiu tardiamente. «Fui praticante do Vitória e do Francisco da Holanda e treinador de ambos também. O futebol só apareceu no meu percurso aos 24/25 anos, no princípio da década de 80. Na altura treinava o Francisco da Holanda e estava a correr muito bem. O clube tinha descido à II Divisão, fizemos uma boa campanha e promovemos o Xico de novo. Tudo ocorreu por função da ligação que existia entre o Henrique Torrinha, que era secretário-técnico do Vitória e presidente da Associação de Andebol de Braga. Ele era meu amigo e também do então presidente António Pimenta Machado, que começava o seu primeiro mandato. O trabalho com algum êxito no andebol e a minha formação académica levaram a que surgisse um convite para integrar o setor de futebol jovem», recorda, confirmando que transportou conhecimentos do andebol para os relvados, até porque trabalhou com referências como Fernando Jorge Oliveira .»Nos desportos coletivos existe muita coisa que é específica, mas há bastante em habitual: o trabalho de grupo, a liderança… Tinha muita vivência do andebol, como jogador e treinador, e pude aproveitar essa minha aprendizagem. Ainda que não acompanhe bastante, serviu de alicerce para o minha performance como técnica no futebol», defende o agora técnico do Berço Sport Clube , guardando a modalidade «com carinho » e saudando o retorno do Vitória.

Esta quinta-feira, não perca a grande reportagem sobre o retorno do andebol ao Vitória de Guimarães na edição impressa e também e-paper de O JOGO.O Vitória de Guimarães tem de novo andebol, modalidade altamente popular na cidade e que havia concluído portas em 1996. De resto, foi neste clube e neste desporto que Manuel Machado começou a carreira esportiva, tendo sido jogador e treinador, primeiro no Vitória, depois no Francisco de Holanda. Manuel Machado é o técnico que ficou conhecido no futebol.Modalidade, bastante apreciada na cidade – chegou a ter seis clubes a praticá-la – foi reativada através de um acordo com o Fermentões e a ideia é chegar ao topo, como estão obasquetel e o voleibolClube onde também nasceu para a modalidade o central Carlos Carneiro, capitão da Seleção Nacional durante mais de uma década, e, antes ainda, o também internacional A ponta esquerda Álvaro Martins, o Vitória de Guimarães está de volta através de uma parceria com o Fermentões, que fica com os escalões de formação.A equipa principal está no Vitória de Guimarães, que recomeçou a competição pela III Divisão, mas cujo o grande objetivo é chegar no mais breve espaço de tempo possível ao escalão máximo, a exemplo do que ocorreu com o basquete e o voleibol, que até nem eram tão enraizadas em Guimarães como o andebol.Esta quinta-feira, não perca a grande reportagem sobre o retorno do andebol ao Vitória de Guimarães na edição impressa e também e-paper de O JOGO.

Manuel António Marques Machado é um treinador de futebol de Portugal.

José Maria Ferreira é um político brasileiro filiado ao Partido Social Democrático . Se conhece José Maria Ferreira é mais conhecido como Zé Maria.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Portugal

Cities: Guimaraes, Braga, Aguas Santas

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Vitória de Guimarães está de volta e para ficar
>>>>>Esta quinta-feira, a não perder: o regresso do andebol ao Vitória de Guimarães – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 50 0 NONE 11 (tacit) eu: 10, Eu: 1
2 modalidade 110 0 NONE 8 modalidade extremamente popular: 1, a modalidade: 7
3 Vitória de Guimarães 0 0 ORGANIZATION 8 O Vitória_de_Guimarães: 1, o Vitória_de_Guimarães: 7
4 nós 140 0 NONE 7 (tacit) nós: 7
5 Manuel Machado 60 0 PERSON 7 (tacit) ele/ela (referent: o técnico Manuel_Machado): 4, o técnico Manuel_Machado: 1, (tacit) ele/ela (referent: Manuel_Machado): 1, Manuel_Machado (apposition: o técnico): 1
6 equipa 50 0 NONE 5 a equipa sénior: 1, uma equipa: 2, A equipa principal: 1, uma equipa representativa: 1
7 Fermentões 0 0 PERSON 5 o vizinho Fermentões: 4, Fermentões: 1
8 andebol 0 0 NONE 5 1996O andebol: 1, andebol era: 1, novo andebol: 1, andebol: 2
9 futebol 0 0 NONE 4 o futebol: 3, O futebol: 1
10 minha formação académica 0 0 NONE 4 (tacit) ele/ela (referent: minha formação académica): 4