Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – ASSINATURA DJALMA BASTOS

— Em meio àosiinquéritosda CPI sobre a atuação do governo federal contra a Covid-19, o Ministério das Comunicações sinterrompeuna semana passada uma campanha publicitária formulada no final de 2020 que tinha como mote “Brasil forte, uma grande nação”. Focavam-se as peças em a recuperação de a economia e não faziam qualquer referência em a vacinação.Diante do ampliação de números de casos e óbitos pela enfermidade, a pasta ententeu que a propaganda era “incompatível com o contexto atual”. Leia: Barra Torres confirma reunião no Planalto para debater mudança em bula da cloroquina: ‘Não tem cabimento’ No último dia 3, uma profissão interna do Ministério das Comunicações informou sobre a suspensão do plano anterior e sua substituição. O governo decidiu recalibrar seu posicionamento nas propagandas: segundo o documento que autoriza mais R$ 350 mil em novos gastos, o objetivo agora é exibi as ações da administração Bolsonaro para “garantir a vacinação de toda a população”. Enquanto a comunicação do governo é, a mudança aconteceu um dos alvos da CPI. O ex-secretário de Comunicação Fabio Wajngarten vai prestar testemunho hoje. Ele aprovou o projeto original do anúncio que se a abandonou agora .

— Uma das investidas de senadores governistas de desviar o foco da CPI da Covid do governo federal foi por água abaixo. Em resposta a requerimentos de informação exibidos por eles para investigar a utilização de orçamentos federais por estados e municípios no enfrentamento à pandemia, o governo de Alagoas emandoudocumentos comprovando que uutilizourecursos próprios, e não da União, na tentativa frustrada de adquiri respiradores por meio do Consórcio Nordeste, o que impediria um inquérito por parte da CPI. O estado era um dos alvos da base aliada de Jair Bolsonaro por ser gerenciar por Renan Filho , filho do senador Renan Calheiros , relator da delegação e crítico da administração do presidente na condução da guerrazinha ao coronavírus. CPI da Covid: Barra Torres confirma reunião com Bolsonaro para debater mudança em bula da cloroquina: ‘Não tem cabimento’ Os documentos de Alagoas fazem parte de uma primeira remessa que começou a chegar à CPI. O senador governista Ciro Nogueira requereu informações do Ministério Público Federal em todos os estados. Se mandou uma profissão em a Procuradoria-Geral da República que o repassou em as unidades de o MPF disseminadas por o país,.or enquanto, houve resposta sobre apurações relativas a Alagoas e a alguns municípios de outros estados.

Na segunda-feira 26 de abril Na véspera da sessão que dará começo aos trabalhos da CPI da Covid no Senado Federal, políticos da oposição se estimularam com a notícia de que o Planalto preparou, através da Casa Civil, um documento listando 23 “denúncias” que podiam ser esperadas por integrantes do governo que serão questionados no decorrer das inquéritos. Nas redes sociais, políticos da oposição classificaram o documento como “sincericídio”, “confissão de culpa” e “trabalho já feito”. Parlamentares da base governista não se pronunciaram nas redes sobre os pontos mencionados na planilha divulgada.

Ministério das Comunicações é um órgão do poder Executivo de Brasil, cujas atribuições são regular os serviços de radiodifusão, serviços postais, de telecomunicações e suas entidades vinculadas, bem como administrar as políticas nacionais em áreas correlatas como a da inclusão digital.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Ampliação de mortes faz governo trocar campanha publicitária sobre pós-pandemia por defesa da vacina
>>>>>Alvo de governista, compra frustrada de respiradores em Alagoas não pode ser investigada na CPI da Covid – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 documento 60 0 NONE 3 um documento: 1, o documento: 2
2 acusações 0 100 NONE 2 23 acusações: 2
3 Ministério das Comunicações 50 0 ORGANIZATION 2 Ministério_das_Comunicações: 1, o Ministério_das_Comunicações: 1
4 Alagoas 0 0 PERSON 2 (tacit) ele/ela (referent: Alagoas): 1, Alagoas: 1
5 Barra Torres 0 0 PERSON 2 Barra_Torres: 2
6 Ciro Nogueira 0 0 PERSON 2 Ciro_Nogueira: 1, (tacit) ele/ela (referent: Ciro_Nogueira): 1
7 a Procuradoria-Geral_da_República 0 0 PLACE 2 a Procuradoria-Geral_da_República: 2
8 alguns municípios de outros estados 0 0 NONE 2 (tacit) eles/elas (referent: alguns municípios de outros estados): 2
9 cabimento 0 0 NONE 2 cabimento: 2
10 eu 0 0 NONE 2 (tacit) eu: 2