Por: SentiLecto

A bancada de deputados estaduais do PSOL entraram com uma ação civil pública no Tribunal de Justiça do Rio contra a ampliação de passagens dos trens da Supervia. No documento, os parlamentares alegam que o novo valor significa “virar as costas para a realidade econômica do estado durante a pandemia da Covid-19”.

O documento evidencia ainda que os “colaboradores de campo em sua grande maioria, atuam em contato diário com em média 350 mil passageiros”. E adiciona que, “bastante embora usem suas máscaras de proteção e álcool 70%, conforme diretriz da concessionária, tais dispositivos não vêm sendo capazes de travar totalmente a propagação de casos da nova variante”.Na sexta-feira, data em que se mandou a carta, a concessionária tinha 110 funcionários afastados, pontua ainda o documento. Desses, 36 são maquinistas e 29 são bilheteiros. Também houve afastamentos entre operadores de tração e inspetores de atração, entre outras profissões.

Na segunda-feira 10 de janeiro a Comissão de Transportes da Alerj em as passagens de os trens e barcas ainda não digeriu o anúncio de ampliação. O presidente, deputado Dionísio Lins , estava acompanhando as negociações entre o Governo do Estado, SuperVia e CCR Barcas e prometia entrar com uma representação no Ministério Público requerendo o cancelamento ou diminuição dos reajustes.

A SuperVia é uma empresa operadora de transporte ferroviário, que recebeu do Governo do Estado do Rio de Janeiro a concessão para operação comercial e manutenção da malha ferroviária urbana de passageiros da região metropolitana do Rio de Janeiro, a partir do dia 1 de novembro de 1998, por um fase de 25 anos, renovados por mais 25 anos.

“A SuperVia ignora os desdobramentos nefastos para os usuários de um serviço que sequer dispõe de pausas regulares e tem aumentado número de mortes na rede ferroviária, estampado nas condições precárias de segurança e manutenção, bem como na aglomeração e risco à saúde cprovocadosnos horários de maior circulação de pessoas”, defendem.

O tema também é alvo da Comissão de Transportes da Alerj. O presidente, deputado Dionísio Lins , está acompanhando as negociações entre o Governo do Estado, SuperVia e CCR Barcas e prometeu entrar com uma representação no Ministério Público requerendo o cancelamento ou diminuição dos reajustes.

Ex-vereador da cidade do Rio de Janeiro, foi eleito deputado estadual, pelo PP, em 2006, com 59.580 votos.

A Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Metroviários de cerca de %40 em o valor de as passagens já homologou a ampliação e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro. A Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes é aquaviários.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Bancada do PSOL entra com ação contra ampliação nas passagens da SuperVia
>>>>>Covid-19: Com 10% de seus profissionais afastados, SuperVia teme impacto da Ômicron sobre ‘regularidade e continuidade’ do serviço ferroviário – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Dionísio Lins 0 0 PERSON 8 (tacit) ele/ela (referent: deputado Dionísio_Lins): 8
2 SuperVia 60 0 ORGANIZATION 3 (tacit) ele/ela (referent: A SuperVia): 1, A SuperVia: 2
3 documento 0 0 NONE 3 O documento: 1, o documento: 2
4 o cancelamento ou redução de os reajustes 0 80 NONE 2 o cancelamento ou redução de os reajustes: 2
5 eu 0 60 NONE 2 (tacit) eu: 2
6 o presidente deputado dionísio_lins e 0 0 NONE 2 O presidente deputado Dionísio_Lins e: 2
7 SuperVia e CCR_Barcas 0 0 PERSON 2 SuperVia e CCR_Barcas: 2
8 entrar com uma representação em o ministério_público 0 0 NONE 2 entrar com uma representação em o Ministério_Público: 2
9 negociações 0 0 NONE 2 as negociações: 2
10 o Governo_do_Estado 0 0 PLACE 2 o Governo_do_Estado: 2