Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Luís Roberto Barroso

— O presidente Jair Bolsonaro, que alegou que Barroso faz «politicalha» e «ativismo judicial», criticou nesta sexta-feira o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal , pela resolução de mandar o Senado instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito investigar a atuação do governo federal na pandemia de Covid-19. CPI da Pandemia: Em cinco pontos, compreenda como a crise aumenta pressão sobre o governo Bolsonaro também alegou que Barroso não tem «coragem moral» para determinar também que o Senado analise pedidos de impeachment contra ministros do STF. Exibiram-se diversos pedidos de impeachment contra membros de a Corte em os últimos anos, mas nenhum teve andamento. — Pelo que me parece, falta coragem moral para o Barroso e sobra ativismo judicial. Não é disso que o Brasil precisa. Vivemos um momento crítico de pandemia, pessoas falecem, e o ministro do Supremo Tribunal Federal faz politicalha junto ao Senado Federal — declarou o presidente, em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada. Analítico: CPI da Pandemia inicia em momento de fragilidade do governo Bolsonaro Bolsonaro publicou um trecho da conversa com apoiadores em suas redes sociais e escreveu que para Barroso «falta-lhe coragem moral e sobra-lhe imprópria militância política». Tomou-se a resolução de Barroso em a quinta-feira. A oposição conseguiu as assinaturas necessárias para que a delegação funcionasse, mas Rodrigo Pacheco vinha resistindo em instalá-a. Rodrigo Pacheco é o presidente do Senado.. O objetivo da CPI é investigar se o governo cometeu omissões na guerrazinha à pandemia do novo coronavírus. Na conversa com apoiadores, Bolsonaro criticou o alcance da CPI, por não investigar também governadores e prefeitos, e declarou que Barroso fez uma «jogadinha casada» com senadores de esquerda para «desgastar o governo». A resolução do ministro atendeu a um pedido dos senadores Jorge Kajuru e Alessandro Vieira . — A CPI não é para apurar desvio de recursos de governadores. É para apurar, segundo está lá na ementa do pedido de CPI, omissões do governo federal. Ou seja, uma jogadinha casada, Barroso bancada de esquerda do Senado para desgastar o governo. Eles não desejam saber o que ocorreu com os bilhões desviados por alguns governadores e alguns poucos prefeitos também. O presidente também criticou Barroso por ter atuado como advogado do ex-ativista italiano Cesare Battisti, que satisfaz pena de prisão eterna pela participação em quatro assassinatos no fim dos anos 1970. — Barroso, nós conhecemos teu passado, tua vida, o que você sempre defendeu, como chegou ao Supremo Tribunal Federal, inclusive defendendo terrorista Cesare Battisti. Então, utilize sua caneta para boas ações a favor da vida e do povo de Brasil, e não para fazer politicalha dentro do Senado Federal. Se tiver moral, um pingo de moral, mande abrir processo de impeachment contra alguns dos, se tiver moral seus companheiros no Senado Federal.

“Trata-se de garantia que decorre da cláusula do Estado Democrático de Direito e que viabiliza às minorias parlamentares o exercício da oposição democrática. Tanto é assim que o quórum é de um terço dos membros da casa legislativa, e não de maioria. Por esse motivo, a sua eficácia não pode estar condicionada à vontade parlamentar predominante», ddeclaratrecho da dresoluçãoAs exigências previstas são: suporte de pelo menos um terço dos senadores, ou seja, 27 dos 81 parlamentares; indicação de um fato determinado a ser apurado; e prazo certo de duração. Nesses casos, não cabe ao presidente o Senado deixar de instalar a CPI. É um direito da minoria parlamentar. Faz 16 anos, Barroso realçou resolução tomada pelo então ministro de o STF determinando que o Senado instalasse a CPI dos Bingos.— Com a gravidade do momento, que nos exige união, a CPI será um ponto fora da curva. Para além de um ponto fora da curva, pode ser o coroamento da falha nacional do enfrentamento da pandemia. Como se pretende apurar o passado se não conseguimos definir o nosso presente e futuro com ações concretas? — questionou.O ministro também disse em outra publicação que o resultado da CPI vai ser “um triunfo antecipado” para Jair Bolsonaro. Segundo Faria, a atuação do presidente foi “culpado e íntegra”.

Na quinta-feira 01 de abril Rodrigo Pacheco criticou falta de coordenação do governo federal na guerrazinha na pandemia. Rodrigo Pacheco é o presidente do Senado.Em reunião com representantes da Frente Nacional de Prefeitos, Pacheco alegou que ainda que o país «atrasou» o programa de vacinação.

Luís Roberto Barroso é um jurista, professor e juiz brasileiro, atualmente ministro do Supremo Tribunal Federal e do Tribunal Superior Eleitoral, sendo o atual presidente desta corte.

Jair Messias Bolsonaro é um capitão reformado, político e atual presidente brasileiro.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Brazil

Cities: Alvorada

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Bolsonaro declara que Barroso fez ‘politicalha’ e ‘ativismo judicial’ ao mandar abrir CPI da Pandemia
>>>>>Barroso manda Senado instalar CPI da Pandemia – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Pacheco diz que vai instalar CPI da Covid, mas critica decisão do STF – April 09, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>Ministro Fábio Faria afirma que abertura de CPI da Covid no Senado será ‘vitória antecipada’ de Bolsonaro – April 09, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Armamentista será relator no Senado de projeto que susta atos de Bolsonaro para flexibilizar aquisição de armas de fogo – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Luís Roberto Barroso 0 175 PERSON 11 Luís_Roberto_Barroso: 1, Barroso: 9, o ministro Luís_Roberto_Barroso: 1
2 eu 80 0 NONE 6 (tacit) eu: 5, me: 1
3 Jair Bolsonaro 0 0 PERSON 6 Bolsonaro: 1, O presidente Jair_Bolsonaro: 2, Jair_Bolsonaro: 1, (tacit) ele/ela (referent: Bolsonaro): 2
4 nós 130 0 NONE 4 nos: 1, nós: 1, (tacit) nós: 2
5 CPI 0 0 ORGANIZATION 4 (tacit) ele/ela (referent: A CPI): 2, a CPI: 1, A CPI: 1
6 Rodrigo Pacheco 0 0 PERSON 4 Rodrigo_Pacheco (apposition: o presidente de o Senado): 2, Pacheco: 1, (tacit) ele/ela (referent: Pacheco): 1
7 pandemia 0 150 NONE 3 a pandemia: 1, a pandemia de Covid-19: 1, pandemia: 1
8 decisão 50 0 NONE 3 decisão tomada: 1, decisão: 1, A decisão: 1
9 CPI_da_Pandemia 0 0 OTHER 3 (tacit) ele/ela (referent: CPI_da_Pandemia): 1, CPI_da_Pandemia: 2
10 Senado 0 0 ORGANIZATION 3 o Senado: 3