Por: SentiLecto

Estes são links externos e vão abrir numa nova janela

A Universidade Johns Hopkins excluiu o Brasil de seu levantamento mundial sobre coronavírus neste sábado .

A exclusão veio um dia depois de o Ministério da Saúde mudar a forma como divulga os dados de infectados e mortos pela enfermidade.

Em nota à BBC News Brasil, a prestigiosa instituição de ensino ddeclarou «Sobre a contagem de casos dbrasileira o Ministério da Saúde bde Brasilsinterrompeua divulgação de dados de sua plataforma https://covid.saude.gov.br/. Até que esses dados voltem a ser divulgados, estamos utilizando os mais recentes que temos, de 4 de junho. Corrigiremos as informações em nosso site», quando esses dados ficarem disponíveis.

A página da universidade faz um ranking diários de casos de coronavírus pelo mundo. Retirou-se O Brasil de o ranking global, mas ainda é possível encontrar dados sobre as cidades brasileiras, porém, eles estão desatualizados.

O , que a Universidade John Hopkins menciona, costumava trazer diversos dados e gráficos sobre a enfermidade, incluindo o total de mortos e de casos confirmados, mas agora traz somente os dados das últimas 24 horas.

A divulgação dos dados sobre a covid-19 no país passou por contratempos e mudanças nesta semana. Mandavam-se os dados normalmente, em o jornalismo por volta das 19h.Na quarta-feira , mandou-se uma mensagem a jornalistas alegando que, por » problemas técnicos » , problemas técnicos mandariam «excepcionalmente» às 22h.

«Na realidade, a covid-19 só torna essa situação mais evidente. Isso é uma situação crônica, principalmente nas classes de menor poder econômico. Países pobres ou em desenvolvimento costumam padecer com essa baixa prevenção», alega Albani.

Na terça-feira 26 de maio a Polícia Federal fazia buscas na manhã d no Palácio das Laranjeiras, residência oficial do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Por volta das 7h da manhã d, a TV Globo divulgou imagens aéreas de policiais federais e carros da PF na residência.

No dia seguinte, quinta-feira, os dados só chegaram às 22h, mas desta vez sem qualquer justificação quanto ao horário.

Nesta sexta-feira , o ministério mandou uma mensagem informando que os números sairiam às 22h, argumentando que os «das secretarias estaduais e municipais informam dados de casos e óbitos de saúde que são então analisados e consolidados por a pasta e em alguns casosprecisam «de checagem junto aos gestores locais».

Em entrevista à noite, perguntado sobre amudançasno horário de divulgação, Bolsonaro brincou com o horário do Jornal Nacional, da TV Globo, normalmente eapresentadopor volta de 20h30.

Rindo declarou: «Acabou matéria no Jornal Nacional?».

Também houve mudança na espécie de dado informado àoijornalismo Nesta sexta-feira, o boletim não trouxe mais números totais de mortes e casos de covid-19 — somente dados para as últimas 24 horas. Assim, veículos como a BBC News Brasil estão fazendo cálculos manualmente, com base em informações esparsas ao longo dos dias.

As equipes das unidades básicas também costumam identificar grupos de riscos, pessoas que não costumam fazer exames e aquelas que têm histórico familiar para possíveis enfermidades pré-existentes. «Com base nesse parâmetro, as equipes rastrearão as pessoas. Mas claro, nem sempre consegue atender a todos», declara Melo.Milanović – É uma boa questão que muitas pessoas me fazem. É essencialmente uma falsa dicotomia declarar se é importante a pobreza ou a desigualdade, porque obviamente a pobreza, se você colocar assim, é mais importante. A pobreza é mais importante porque não teria que haver pessoas vivendo na extrema pobreza, sim. Claro, o objetivo do crescimento econômico é, na verdade, diminuir a pobreza.Enquanto o vírus ainda circula amplamente, o médico Bharat Pankhania no Reino Unido, especializado em controle de enfermidades infecciosas, critica a alternativa de reabrir a economia no Brasil. O médico Bharat Pankhania é professor palestrante da Escola de Medicina da Universidade de Exeter.

Fonte: BBCBrasil-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Coronavírus: Sem dados do Ministério da Saúde, universidade de America tira Brasil de ranking de monitoramento de covid-19
>>>>>As ‘comorbidades silenciosas’ que podem levar pacientes com covid-19 à morte – June 03, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>O que está por trás da ‘explosão’ de mortes em casa em meio à pandemia de covid-19 – (BBCBrasil-pt)
>>>>>>>>>Coronavírus: Como cidade na fronteira com Brasil se tornou a líder de casos de covid-19 na Colômbia – (BBCBrasil-pt)
>>>>>>>>>Covid-19 pode infectar até 40% de indígenas yanomami em aldeias vizinhas a garimpo, diz estudo – (BBCBrasil-pt)
>>>>>Pandemia trará desordem social também ao Brasil, prevê ‘guru’ da desigualdade – (BBCBrasil-pt)
>>>>>Coronavírus: na contramão do mundo, Brasil flexibiliza quarentena antes de atingir pico de mortes – (BBCBrasil-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 dados 0 0 NONE 5 dados: 1, esses dados: 1, os dados: 3
2 pessoas 0 0 NONE 4 pessoas: 3, as pessoas: 1
3 pobreza 0 210 NONE 3 a extrema pobreza: 1, A pobreza: 1, a pobreza: 1
4 informações 21 80 NONE 3 as informações: 2, informações dispersas: 1
5 22h 80 0 NONE 3 as 22h: 3
6 Jornal Nacional 0 0 ORGANIZATION 3 o Jornal_Nacional: 2, (tacit) ele/ela (referent: o Jornal_Nacional): 1
7 eu 0 0 NONE 3 (tacit) eu: 3
8 situação 0 15 NONE 2 essa situação mais evidente: 1, uma situação crônica: 1
9 saúde 160 0 NONE 2 saúde: 2
10 BBC News Brasil 0 0 ORGANIZATION 2 a BBC_News_Brasil: 2