Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – SARS-CoV-2 without background

– A Gilead Sciences questionou os resultados de um estudo da Organização Mundial da Saúde que deduziu que o remdesivir, remédio da farmacêutica utilizado contra a Covid-19, não tem conseqüência sobre o tempos de internação ou as possibilidades de sobrevivência de pacientes infectadas. A companhia norte-americana alegou à Reuters que os dados parecem inconsistentes, os resultados são prematuros e que outros estudos validaram oasbvantagensda medicação antiviral. Em um golpe contra um dos poucos remédios utilizados para tratar pacientes com Covid-19, a OMS afirmou que o estudo «Solidarity» deduziu que os protocolos pareciam ter pouco ou nenhum conseqüência na diminuição de mortalidade em 28 dias ou na duração do tratamento hospitalar entre pacientes internados com a infecção respiratória. O remdesivir foi um embora a União Europeia esteja investigando uma possível lesão renal, dos medicamentos usados para tratar o presidente norte-americano, Donald Trump, após sua infecção pelo coronavírus e sua utilização provou, em estudos anteriores, ter diminuído o tempo de recuperação. Se governou o estudo de a OMS em 11.266 pacientes adultos em mais de 30 países. As evidências foram conclusivas, alegou a OMS. A Gilead informou que outros estudos com remdesivir, incluindo 1.062 pacientes que o compararam com um placebo, mostraram que o tratamento diminuiu o tempo de recuperação de pacientes com Covid-19. Gilead à Reuters ddeclarou «Os dados emergentes parecem inconsistentes, com evidências mais robustas de vários estudos randomizados e controlados publicados em periódicos revisados por pares que validam oabvantagemcclínicado remdesivir».Se o governou, a farmacêutica adicionou que «não está claro se algum descobrimento conclusivo pode ser obtida» devido a o que chamou de diferenças em a maneira como o estudo de um local para outro e entre os pacientes que receberam o remédio. REUTERS DM PF

Soumya Swaminathan durante um acontecimento de mídia social da OMS declarou: «A ampliação da mortalidade sempre vem algumas semanas depois do ampliação dos casos». «Ainda estamos perdendo cerca de 5.000 pessoas por dia… então não temo que ser complacentes com a queda das taxas de mortalidade.»Os casos estão ampliando, com países como Reino Unido, Itália, Suíça e Rússia registrando números aumentados de novas infecções. Mais de 38 milhões de pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus em todo o mundo, e quase 1,1 milhão faleceram, de acordo com uma contagem da Reuters.

Na quinta-feira 08 de outubro – A Organização Mundial da Saúde relatou uma ampliação diária lembre de casos mundiais de coronavírus nesta quinta-feira, quando o total ampliou em 338.779 em 24 horas liderado por uma disparada de infecções na Europa. A Europa relatou 96.996 casos novos, o maior total da região já registrado pela OMS. As mortes mundiais ampliaram 5.514 e chegaram a 1,05 milhão. Faz 14 dias, o recorde anterior de casos novos de a OMS foi de 330.340. Faz 6 meses, a agência relatou o recorde de 12.393 fatalidades. Como região, a Europa estava relatando mais casos do que Índia, Brasil ou Estado Unidos. A Índia relatou 78.524 casos novos, seguida pelo Brasil com 41.906 e os EUA com 38.904, de acordo com a OMS, cujos dados são menos atualizados do que os relatórios diários de cada país. De acordo com uma análise dos dados nacionais mais recentes feita pela Reuters, as infecções de Covid-19 estavam ampliando em 54 países, o que incluía disparadas na Argentina, Canadá e a maior parte da Europa. As infecções no Reino Unido atingiram níveis recordes, com mais de 17.000 novos casos registrados na quinta-feira. Se as impuseram para conter o surto, as novas infecções diárias de Covid-19 francesas continuaram acima do platô recorde de 18 mil pelo segundo dia e novas limitações. O número médio de novas infecções relatadas na Bélgica ampliou durante sete dias seguidos, e também a Alemanha relatou sua maior ampliação diária de casos novos desde abril. Faz 1 mês, em os EUA, que têm o maior número total de casos e mortes de o mundo, as novas infecções estavam aumentando, assim como a quantidade de pacientes de Covid-19 hospitalizados desde o começo.

A Solidarity Trial é uma iniciativa multinacional da Organização Mundial da Saúde e parceiros para comparar tratamentos não testados para pessoas hospitalizadas com casos graves de COVID-19 .

Na Bíblia, «Gileade» significa o «monte de depoimento» ou «monte de testemunha»,, uma região montanhosa a leste do rio Jordão, situado no Reino da Jordânia.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Gilead questiona estudo da OMS que ergue dúvidas sobre vantagens do remdesivir contra Covid-19
>>>>>OMS teme que disparada em casos de Covid-19 no mundo seja seguida por aumento de mortes – October 14, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>OMS faz apelo para Europa conter aumento de casos de Covid-19 e limitar aglomerações – October 09, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>OMS relata aumento diário recorde de casos de coronavírus em meio a surto europeu – October 08, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 casos 0 70 NONE 6 17.000 novos casos registrados: 1, casos graves de COVID-19: 1, mais casos: 1, 96.996 casos novos: 1, os casos: 1, Os casos: 1
2 OMS 0 0 ORGANIZATION 6 (tacit) ele/ela (referent: a OMS): 1, a OMS: 5
3 infecções 0 0 NONE 4 As novas infecções diárias de Covid-19: 1, as infecções de Covid-19: 1, As infecções: 1, as novas infecções: 1
4 pacientes 180 0 NONE 3 os pacientes: 2, 11.266 pacientes adultos: 1
5 Reuters 0 0 ORGANIZATION 3 a Reuters: 3
6 a Europa 0 0 PLACE 3 a Europa: 2, A Europa: 1
7 estudo 0 0 NONE 3 O estudo: 1, o estudo: 2
8 estudos 0 0 NONE 3 vários estudos randomizados e controlados: 1, outros estudos: 2
9 eu 0 0 NONE 3 (tacit) eu: 3
10 países 0 0 NONE 3 54 países: 1, países: 1, 30 países: 1