Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Bandeira de São João de Meriti

Maqueiro há mais de dez anos, Márcio de Barros, de 47, desejava que a vacina contra a Covid-19 tivesse chegado nove meses atrás. Foi nesse fase que ele perdeu sua mãe, Wilma de Barros, de 70 anos, para a enfermidade. Márcio foi um dos 197 profissionais de saúde imunizados em São João de Meriti. Assim como a maioria das cidades da Baixada Fluminense, Meriti ainda não vacinou nem metade do seu grupo prioritário. Das 14.870 doses destinadas ao município, recebeu 7.435. Com exceção de Nilópolis e Paracambi, a situação é a mesma nos outros municípios da região.

São João de Meriti é um município da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil.

— Quando acordei e vi a vacina chegando, fiquei bem emocionado. Um pouquinho mais e minha mãe teria mais tempo. Mas fiquei contente porque essa vacina vai resgatar muitas vidas — conta Márcio, que trabalha na sala vermelha do Hospital Municipal de São João de Meriti, onde Wilma ficou internada por 31 dias.

— Quando admitimos um paciente com Síndrome de Down que não estava compreendendo, o que mais me marcou foi o que estava ocorrendo. Ele só pedia auxilia porque estava com muita falta de ar. Ficou entubado, evoluiu para óbito e isso me marcou bastante — conta.

Faz 5 meses, Márcio teve Covid e, mesmo imunizado, declarou que continua seguindo as normas de isolamento. Acompanhar o drama de pacientes e familiares na clínica tem sido um aprendizado:

— Saio da clínica e vou direto para casa. Não arriscarei. É bastante ruim perder quem a gente gosta e não poder nem velar. Só pude ver minha mãe até o final porque trabalho onde ela estava. Aqui, eu era o olho dos familiares. Ia ver minha mãe e acabava vendo as mães de outros que estavam internadas, sempre confortava as pessoas. Desejava ter levado ela da clínica para casa, mas não deu.

A vacinação para idosos institucionalizados em Meriti ainda está sendo definida pela Secretaria de Saúde local.

Por outro lado, leia: O que já se sabe sobre o começo da vacinação contra Covid-19 no Rio?

Já em Japeri, além dos idosos que vivem em asilos, os que têm mais de 75 anos e foram cadastrados pela Secretaria municipal de Saúde já estão sendo imunizados. Quatro equipes volantes estão indo aplicar a vacina na residência deles. Foi o caso da aposentada Florisbela do Nascimento Pereira, que ganhou de presente, no aniversário de 89 anos, uma dose da CoronaVac.

— A equipe chegou bem na hora da confraternização que eu e minhas irmãs coordenamo. Éramos só nós que moramos no mesmo quintal. Foi uma surpresa — contou a filha de Florisbela, a farmacêutica Maria da Penha do Nascimento Pereira, de 55 anos.

Os que têm acima de 75 anos e não estão no cadastro da Secretaria de Saúde de Japeri podem procurar as duas unidades que estão abertas para realizar a imunização, das 9h às 16h. São a Unidade Mista de Engenheiro Pedreira, no Parque Mucajá, e o Posto de Saúde de Japeri, no Centro.

Em Belford Roxo, das 3.687 doses, 435 foram aplicadas em profissionais de saúde e idosos que estão em asilos. Nellyda Conceição Rocha, de 88 anos, foi uma dos 27 idosos imunizados que vivem na instituição de longa continuidade Recanto Paz e Bem, no bairro Santa Maria. Primeira idosa da cidade a receber a dose da CoronaVac, ela não segurou a afeição:

— Fico contente por ser a primeira. Só tenho escutado falar em morte, enfermidade e clínica. Mas com essa vacina, a vida de todos voltará ao normal.

Vacinas aplicadas em cada cidade:

Duque de Caxias – 2.382 vacinados e 5.354 doses.

Japeri – Não informou.

Mesquita – O último balanço foi dia 20, quando 634 pessoas tinham sido vacinadas. O município recebeu 1.660 doses.

Nilópolis – 2.975 vacinados e 5.645 doses.

Nova Iguaçu – Não informou.

Seropédica – Segundo a prefeitura, o primeiro balanço será no sábado.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Brazil

Cities: Sao Joao De Meriti, Santa Maria, Belford Roxo

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Maioria das cidades da Baixada não vacinou nem metade do grupo prioritário
>>>>>Nova Iguaçu é última cidade da Baixada a receber vacina contra a Covid-19 – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 335 70 NONE 15 (tacit) eu: 11, me: 2, eu: 2
2 Síndrome de Down 0 50 PERSON 7 Síndrome_de_Down: 2, (tacit) ele/ela (referent: Síndrome_de_Down): 4, Ele (referent: Síndrome_de_Down): 1
3 Márcio de Barros 60 0 PERSON 6 Márcio: 2, (tacit) ele/ela (referent: Márcio): 3, Márcio_de_Barros de 47: 1
4 vacina 0 0 NONE 5 essa vacina: 2, a vacina: 3
5 nós 0 36 NONE 4 nós: 2, (tacit) nós: 2
6 Wilma de Barros 0 0 PERSON 4 Wilma_de_Barros de 70 anos: 1, Wilma: 1, (tacit) ele/ela (referent: Wilma): 2
7 mãe 0 0 NONE 4 minha mãe: 3, sua mãe: 1
8 saúde 240 0 ORGANIZATION 3 saúde: 3
9 Meriti 0 0 PERSON 3 (tacit) ele/ela (referent: Meriti): 1, Meriti: 2
10 doses 0 0 NONE 3 as 3.687 doses: 1, 1.660 doses: 1, as 14.870 doses destinadas: 1