Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Europe belief in god

Uma virada de página é o que 2022 encarna para Projota. Para marcar o ano em que o rapper completa duas décadas de carreira, ele acaba de arremessar 11 faixas no novo álbum «A saída está dentro». O projeto reúne singles com versos sobre violência, afeição e uma novidade no repertório: o cancelamento. A passagem pelo «BBB 21» e sua eliminação do programa com mais de 91% não passaram despercebidas na vida do artista, que realça:

— Quando eu comecei a compor esse álbum, estava com medo de não conseguir, não achar mais os vocábulos. Mas eu encontrei, Deus não me abandonou, ele estava naquele estúdio comigo em cada dia. O medo não pode te definir. Só de eu fazer um novo álbum já é uma mensagem. De «não desiste não, dá a cara tapa mesmo, vai para cima». Eu espero que esse projeto faça diferença na vida das pessoas, é isso que eu desejo.

—, eu estava falando de mim, quando comecei a escrevê-la. Foi uma evolução que me permitiu enxergar que, eu posso me tornar o cara no bordel em Paris, se não cuidar de mim mesmo — ilustra o rapper. — A sociedade te dá dois percursos: ou você não aumenta, ou aumenta e se torna um lixo. A gente deve encontrar o equilíbrio.

Com uma nova edição do reality na contagem regressiva para estreia, o verso que declara «a volta por cima vai vir», de uma das músicas do novo álbum do rapper, pode servir como um alerta aos novos participantes. «Volta» é um dos singles de Projota que refletem sobre o cancelamento, e o clipe tem até referências ao «BBB».

— Se estiver pegando,, quando eles saírem o bicho dá para declarar: «Escuta isso aqui. Sua vida não acabou, tampouco sua carreira» — aconselha o ex-brother por experiência própria: — Parece que acabou tudo, quando você sai, mas não, bastante pelo contrário! Eu aumentei, ganhei mais seguidores, meus números no Youtube ampliaram, faço show em praça pública e a cidade inteira vem para ver. Me emociono de ver que as pessoas ainda estão ali.

Em meio às especulações sobre o novo elenco, principalmente do grupo camarote do «BBB 22», o rapper prefere não arriscar nomes. Sem saber se vai acompanhar o programa, já que «talvez seja insólito e desperte muitos gatilhos», o artista alega que não gostaria de ver alguém de que ele gosta dentro da casa e explica:

— Se a pessoa é alguém que eu gosto, não desejava ver ela lá dentro agora. O bagulho está louco! Hoje é um momento difícil para entrar no «BBB» ainda. A cultura do cancelamento se tornou algo grande nos últimos anos e acho que durará algum tempo, mas depois passará. Lá no «Big Brother 26» talvez esteja tranquilo, aí eu desejo que todo mundo vá. Era para ser um jogo, mas virou um delírio. Isso tem a ver com a maneira com que utilizamo as redes sociais, devemo aprender a lidar com elas para curtir esse entretenimento de forma saudável. Acho que a galera perdeu um pouco a mão.

— A depressão é o grande mal que assola a Humanidade, desde antes da pandemia. Ela é um lugar que não tem portas, não tem janelas, não tem um sofá. E como é que você sai dali, desse lugar em que você muitas vezes não sabe que está? A saída está mais para dentro, é quando você olha para o interior de si mesmo — ensina o rapper. — Isso tem a ver com reality, com internet, com intolerância e com desigualdade social. É importante, por exemplo, que as pessoas cobrem das figuras públicas que elas comportar-se de uma maneira melhor, mas existe um exagero. Eu acho que fui para o “Big Brother” no momento errado.

Cheque também: Em 20 anos, ‘BBB’ teve cartomante, coveiro… Mas foram alunos e modelos que mais passaram pela casa: veja lista dos ofícios

Deus é uma concepção de Ser Supremo presente em diversas religiões monoteístas, henoteístas ou politeístas, sendo em geral definido como a almazinha infinita e eterna, criadora e preservadora do Universo.

Outra visão do que um dia machucou

«Eu não debato com Deus. O que tem que ocorrer, ocorreu, ocorre. No final das contas, eu ganhei muita coisa internamente. Poucas pessoas podem ter a chance de realmente se conhecer. Eu pude me ver ali e pensar ‘eu votaria para eu sair também’. Pude refletir sobre o porquê eu perdi o jogo e evoluir como ser humano».

O bonificações da participação no reality

«A internet pode ser um pouco cruel, sim, mas passa. Na rua ninguém jamais me falou nada ruim, é só afeição. O cabelo loiro então, a galera vê de longe e já vem falar comigo. Meus números aumentaram, meu renome na gravadora é ótimo, me dão maior amparo. Começamos a fazer anúncios que não fazíamos antes do ‘BBB’ porque ampliaram o engajamento e os seguidores. Minha esposa aumentou bastante depois do programa também, ela está voando! E aí a receita ampliou, é claro. Somos uma parceria total».

Pré-confinamento com afeições à flor da pele

«Estava no pré-confinamento, que é bastante doloroso, quando eu compus ‘Pássaros’ . Para mim, que sou bastante ligado à minha família, especialmente no contexto de uma pandemia onde eu estava um ano dentro de casa com essa rotina, foi tenso. Eu não podia ver uma fotografia de uma pessoa que eu amo, não é fácil. Essa música é romantica, mas dentro dela tem uma dor ali. Eu escrevi chorando e jamais tinha feito isso».

Parcerias do novo álbum

«Eu já conhecia os Melim. Mandei um WhatsApp para o Diogo e declarou que tinha um som bala, eles já toparam e foi massa. Com o Nando Reis mandamos um convite mais formal, não tinha como mandar um direct para ele no Instagram . Ficamos naquela expectativa porque o ‘não’ já tínhamos. E quando o ‘sim’ veio, foi uma bênção»

«Depois de 20 anos de carreira estou colocando mais um álbum na rua. Me sinto abençoado de poder fazer isso de novo. Desejo que esse ano seja diferente, porque é especial. Desejo agitar mais, promover acontecimentos bacanas, de repente homenagens a projetos antigos também. Eu devo isso a mim mesmo, comemorar. A turnê tem que vir a partir de março ou abril, ainda estamos cabreiros com a pandemia, avaliando».

Luísa Gerloff Sonza é uma cantora, compositora, bailarina e produtora brasileira.

«Infelizmente em algum momento eu declarou que estava bem, sem estar bem. Um exemplo: A Luísa Sonza é uma artista que eu vi dizer que não estava bem. Ela se tornou uma baita referência. Temo que seguir parar de pensar que só porque somos artistas precisamos esconder que não estamos bem. Mas hoje eu estou, porque passou o que era ruim. Eu fiz um baita disco, minha filha está a coisa mais linda, finalmente as obras aqui de casa estão concluindo. Tem coisas que vão além de dois meses do que você viu daquele artista em um reality show».

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Projota arremessa álbum, recorda medo de não compor após o ‘BBB’ e declara que não desejava ver quem gosta no reality: ‘Bagulho está louco’
>>>>>Projota fala sobre novo álbum e ‘BBB 21’: ‘Já perdi muito na vida, mas ali veio tudo de uma vez’ – January 13, 2022 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 306 90 NONE 59 Me: 2, me: 5, mim: 4, (tacit) eu: 21, Eu: 10, eu: 17
2 nós 50 50 NONE 12 (tacit) nós: 12
3 você 0 0 NONE 6 (tacit) você: 1, te: 2, você: 3
4 BBB 0 80 PERSON 5 o BBB: 1, (tacit) ele/ela (referent: o BBB): 2, BBB: 2
5 Deus 80 0 PERSON 5 (tacit) ele/ela (referent: Deus): 3, Deus: 2
6 casa 0 0 NONE 4 casa: 3, a casa: 1
7 o reality 0 0 PLACE 4 um reality: 1, o reality: 2, (tacit) ele/ela (referent: o reality): 1
8 Luísa Gerloff Sonza 0 90 PERSON 3 (tacit) ele/ela (referent: Luísa_Gerloff_Sonza): 2, Luísa_Gerloff_Sonza: 1
9 artista 150 0 NONE 3 o artista: 2, aquele artista: 1
10 pessoas 83 0 NONE 3 as pessoas: 2, Poucas pessoas: 1