Por: SentiLecto

A Alemanha anunciou nesta quarta-feira que retirará, a partir do próximo dia 15, a recomendação para seus cidadãos não viajarem ao exterior devido à pandemia da Covid-19, exceto para Espanha e a Noruega.

«A Espanha e a Noruega devem permitir a entrada de turistas provavelmente um pouco mais tarde, e assim que tomarem a resolução, a aplicaremos imediatamente», declarou o ministro das Relações Exteriores alemão, Heiko Maas.

Em entrevista a jornalistas nesta quarta-feira, Heiko Maas, declarou que todos os países envolvidos atendem a este critério, exceto pela Noruega, que tem uma interdição de entrada, e a Espanha, onde ele declarou que o Parlamento vai decidir se prorroga ou não a interdição de entrada.

Na terça-feira 26 de maio a União Europeia anunciou que contribuiria com 144,2 milhões de euros à conferência internacional de arrecadação de recursos para migrantes e refugiados vde Venezuela enquanto o Banco Europeu de Investimento o ofereceria400 milhões de euros em empréstimos.

Ele recordou que, no caso da Espanha, seu Parlamento planeja discuti hoje uma extensão da limitação de entrada no país até o próximo dia 21.

Dessa maneira, esse aviso mundial de não viajar, em forcita desde meados de março, será retirado neste mês para 25 dos 26 parceiros da União Europeia , bem como três dos quatro associados ao Espaço Schengen -, neste caso, Islândia, Suíça e Liechtenstein -, além do Reino Unido.

Os avisos para não viajar serão substituídos por informações específicas sobre a situação em cada país ou região e serão atualizados «diariamente», afirmou.

O ministro observou que se tomou a resolução após «intensas consultas aos parceiros europeus» e com base na «evolução positiva» observada em termos de contenção da pandemia.

No entanto, Maas disse que se as advertências sobre viagens «não foram proibições», nem as indicações que serão feitas agora sobre cada país devem ser entendidas como um «convite» para viajar.

Maas declarou que orientações trocarão o alerta de viagens , adicionando que os alemães vão receber pedidos para quando não for imprescindível, não viajarem ao Reino Unido enquanto uma quarentena de 14 dias estiver vigente.

«Devemos, em conjunto, impedir que a reativação do turismo governe a uma segunda onda de infecções», adicionou, recordando que não é necessário confiar na «falsa segurança», pois a pandemia ainda existe.

Em relação aos países que não pertencem à UE ou não estão associados ao Espaço Schengen, Maas ddeclarouque a Alemanha vesperarápara saber a dresoluçãoque a Comissão Europeia dtem que tomaresta semana. EFE

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

Countries: United Kingdom, Norway, Liechtenstein

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Alemanha anuncia retirada de recomendação para viagens ao exterior
>>>>>Alemanha retirará proibição de viagem para UE, espaço Schengen e Reino Unido a partir de 15 de junho – June 03, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Heiko Maas 0 0 PERSON 5 (tacit) ele/ela (referent: Heiko_Maas): 1, Heiko_Maas: 1, ele (referent: Heiko_Maas): 1, Maas: 2
2 a Noruega 0 80 PLACE 3 Noruega: 2, a Noruega: 1
3 União Europeia 4 0 ORGANIZATION 3 (tacit) ele/ela (referent: a União_Europeia): 1, a União_Europeia: 2
4 a Espanha 0 0 PLACE 3 a Espanha: 1, Espanha: 2
5 decisão 0 0 NONE 3 a decisão: 3
6 pandemia 0 100 NONE 2 a pandemia: 2
7 A Alemanha 0 0 PLACE 2 a Alemanha: 1, A Alemanha: 1
8 Espaço Schengen 0 0 ORGANIZATION 2 o Espaço_Schengen: 2
9 Parlamento 0 0 ORGANIZATION 2 o Parlamento: 1, seu Parlamento: 1
10 conjunto 0 0 NONE 2 (tacit) ele/ela (referent: conjunto): 2