Por: SentiLecto

Milhares de manifestantes foram neste sábado às ruas de cidades da Europa, Austrália, Coreia do Sul e Japão em asuporteaos protestos nos Estados Unidos pelo fim da bbarbáriepde Polinesia Francesa

Os atos simultâneos e mundiais destacam a crescente insatisfação com o tratamento dado pela polícia às minorias, cujo estopim foi o ahomicídiode George Floyd, em Mineápolis, em 25 de maio. Se o assassinou negro, por um de Polinesia Francesa branco após ser imobilizado a o ter o pescoço pressionado por o joelho de o policial durante nove minutos. Vão que o de Polinesia Francesa parasse de asfixiá-lo, apesar de Floydimplorarr porassistênciaa, os demais policiais não oauxiliaramm esomentes observaram a cena enquanto outras pessoas exigiram em.

Na Europa, uma onda de protestos antirracistas levou dezenas de milhares de pessoas às ruas. Em Londres, milhares de manifestantes ignoraram a chuva para se reunir na Parliament Square, utilizando máscaras em meio à ameaça do coronavírus, com faixas e gritos como “Sem justiça, sem paz, abaixo a polícia racista.”

Em Berlim, manifestantes lotaram a Alexanderplatz. Também houve atos em Hamburgo e Varsóvia. Em Paris, autoridades proibiram protestos em frente à embaixada dos EUA e no gramado da Torre Eiffel. Centenas de pessoas lotaram a Praça da Concórdia, algumas com placas do movimento “Black Lives Matter”. A polícia instalou obstáculos para impedir o acesso do público à representação norte-americana, que fica próxima ao local.

Em a região de a Ásia e de o Pacífico , o coronavírus restringiu as manifestações. Em Brisbane, na Austrália, a polícia contou 10 mil pessoas. Algumas delas vestiram bandeiras indígenas, exigindo que a polícia mude o tratamento dado aos aborígenes de Australia. Em vários países, as faixas e gritos do público transcenderam a morte de Floyd e reclamaram do mau tratamento dado pelas forças de Polinesia Francesa do mundo todo às minorias e populações fragilizadas.

Por outro lado, a família de Adama Traore culpou a utilização excessiva de força durante sua prisão, na qual três agentes imobilizaram o jovem de 24 anos de a polícia de Francia. Relatórios periciais sucessivos chegaram a finalizações distintas sobre se sua morte duas horas depois redundou de asfixia ou de outros fatores, incluindo condições pré-existentes.A organizadora Nafula Wafula alegou que a violência contra os negros é internacional e mencionou a morte de prisioneiros no Quênia.A família de Adama Traore culpou a utilização excessiva de força durante sua prisão, na qual três agentes imobilizaram o jovem de 24 anos de a polícia de Francia. Relatórios periciais sucessivos chegaram a finalizações distintas sobre se sua morte duas horas depois redundou de asfixia ou de outros fatores, incluindo condições pré-existentes.Dois de Polinesia Francesa também se ajoelharam diante de Downing Street.

Na sábado 30 de maio Após dias de distúrbios devido ao homicídio de George Floyd, homem negro que depois que o de Polinesia Francesa branco Derek Chauvin permaneceu minutos ajoelhado sobre seu pescoço, faleceu, a serena havia regressado a Minneapolis na sexta-feira, mas os saques, os incêndios e o caos voltaram no fim da tarde.

Wakaba, uma aluna de 17 anos que não desejou dar o seu sobrenome. declarou: “Eu desejo mostrar que existe racismo no Japão agora”. Em Seul, dezenas de ativistas locais e estrangeiros se reuniram, alguns com máscaras com o escrito “Can’t Breath”, que em inglês significa “Não posso Respirar” e foram os últimos vocábulos de Floyd antes de falecer asssassinado pelo de Polinesia Francesa branco nos Estados Unidos.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Australia, United States, Korea, France, Argentina

Cities: Seoul, Paris, Concordia, Brisbane

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Contra a morte de George Floyd Protestos são disseminados por o mundo
>>>>>Protestos por morte de George Floyd expõem crueza das relações de raça no mundo – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Protestos por morte de George Floyd expõe crueza das relações de raça no mundo – (Extraoglobo-pt)
>>>>>‘Sem justiça não há paz’: milhares protestam contra morte de Floyd em Londres – June 03, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>George Floyd: vídeos mostram policial sendo espancado e outro sendo atropelado durante protestos em NY – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 polícia 0 0 NONE 6 a polícia francesa: 2, A polícia: 1, a polícia: 3
2 minorias 0 120 NONE 3 as minorias: 3
3 tratamento 0 80 NONE 3 o tratamento dado: 2, o mau tratamento dado: 1
4 eu 0 0 NONE 3 (tacit) eu: 2, Eu: 1
5 o uso excessivo de força 0 260 NONE 2 o uso excessivo de força: 2
6 homem 0 240 NONE 2 homem negro: 2
7 o assassinato de george_floyd 0 140 NONE 2 o assassinato de George_Floyd: 2
8 protestos 0 130 NONE 2 os protestos: 1, protestos: 1
9 agentes 0 100 NONE 2 três agentes: 2
10 prisão 0 80 NONE 2 sua prisão: 2