Por: SentiLecto

– Renato Casagrande anunciou nesta segunda-feira que testou positivo para o novo coronavírus. Renato Casagrande é o governador do Espírito Santo. Casagrande realizou testes para confirmar o quadro após sentir sintomas leves relacionados à infecção na sexta-feira. Nota divulgada pelo governo do Estado nesta segunda-feira informou: «O governador ficará em isolamento em casa, seguindo as recomendações médicas». Maria Virgínia Casagrande também testou positivo para o vírus. Maria Virgínia Casagrande é a esposa do governador. Depois de ficar internada devido a um acidente vascular cerebral , ela começou a sentir dores no corpo e quando retornou à casa, leve febre aadicionoua nota. Em uma rede social, o governador declarou que conservará sua agenda remotamente. «Estamos em isolamento e bem. Vamos conservar nossas atividades por videoconferência e confiamos em Deus que tudo logo vai passar», alegou. Além de Casagrande, os governadores do Rio de Janeiro, Wilson Witzel ; do Pará, Helder Barbalho ; de Alagoas, Renan Filho ; de Pernambuco, Paulo Câmara ; e de Roraima, Antonio Denarium , também já contraíram a Covid-19, enfermidade que já contagiou ao menos 363.211 pessoas no país e matou 22.666, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

UNIDOS, Amazonas – Três Unidos, uma comunidade indígena na Amazônia, excluiu todos os visitantes, esperando que o isolamento a conservasse segura da Covid-19. Mesmo assim, o novo coronavírus chegou. Veio possivelmente por algum viajante no Rio Negro, que liga Três Unidos à Manaus, capital do Amazonas, a cinco horas de bembarcação Os rios, vitais para as comunidades remotas, agora também estão levando a enfermidade. Os locais com mortes confirmadas por coronavírus em um mapa publicado pelo governo de Brasil seguem os rios nessas partes remotas do país. Waldemir da Silva, o chefe da aldeia mais conhecido como Tuxuau Kambeba, declarou que o vírus veio de forma silenciosa, como se levado pelo vento. , utilizando uma máscara branca e um cocar de madeira alegou: «O vírus é traiçoeiro». «Começamos a ficar doentes e achávamos que era um resfriado, mas as pessoas pioraram. Graças a Deus as crianças não pegaram», declarou o homem, de 61 anos, à Reuters. De a tribo Kambeba O drama de as 35 famílias é repetido em as comunidades indígenas de toda a Amazônia, conforme a epidemia se move para cima de Manaus, uma de as cidades mais atingidas de o país , onde as clínicas estão sem unidades de terapia intensiva disponíveis e os cemitérios utilizam covas coletivas para sepultar os mortos. MEDO DE INFECÇÃO Com o vírus vem o medo. Pela incapacidade de saber quem tem o vírus. Pelos cuidados de saúde de baixa característica. Pelo futuro dos povos indígenas. Um grupo conservacionista sem fins lucrativos, a Fundação Amazônia Sustentável, com sede em Manaus, está tentando auxiliar. Doou kits de teste e o governo do Estado entregou 80 na quinta-feira à aldeia Kambeba. Quando o método testou elas de enfermagem dNeurilene Kambeba adicionando, três pessoas tiveram resultado positivo -se aos 13 casos confirmados anteriores na aldeia de 106 pessoas. Neurilene Kambeba é a comunidade. «Temíamos que toda a aldeia estivesse contagiada porque muitas pessoas tinham sintomas e não tínhamos como saber», declarou: «Estamos combatendo para que o vírus suma e ninguém faleça, porque Manaus está bastante longe e talvez não cheguemos lá a tempo de resgatar um paciente grave.» A comunidade está tratando os doentes com bebidas quentes de ervas tradicionais prescritas pela idosa indígena para curar enfermidades, como alho e limão para tosse, ou mangarataia, o vocábulo para gengibre em seu idioma. Virgílio Viana declarou que as aldeias mais próximas a Manaus são as mais vulneráveis na infecção pelo coronavírus. Virgílio Viana é chefe da Fundação Amazônia Sustentável.Viana alegou: «Os testes rápidos são bastante importantes para diagnosticar os casos de Covid-19, para que os protocolos médicos de distanciamento social possam ser seguidos para evitar o contágio».

Na quinta-feira 07 de maio o secretário nacional de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, alegou que o Ministério da Saúde estava estudando usar resultados de exames de tomografia do pulmão para confirmação de casos de Covid-19, diante das reclamações de autoridades locais de saúde sobre falta de testes moleculares para a enfermidade.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Governador do Espírito Santo está com Covid-19
>>>>>Isolamento não é suficiente para salvar indígenas na Amazônia da Covid-19 – May 23, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Com avanço da Covid-19 na Amazônia, indígenas são levados de avião para UTIs – May 19, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 0 0 NONE 9 (tacit) nós: 9
2 vírus 40 90 NONE 6 o vírus: 5, O vírus: 1
3 Manaus 0 0 PERSON 5 a Manaus: 1, Manaus: 4
4 Deus 100 0 PERSON 4 (tacit) ele/ela (referent: Deus): 1, Deus: 3
5 pessoas 80 0 NONE 4 363.211 pessoas: 1, Três pessoas: 1, as pessoas: 1, muitas pessoas: 1
6 coronavírus 0 0 NONE 4 coronavírus: 1, o coronavírus: 1, o novo coronavírus: 2
7 doença 0 100 NONE 3 a doença: 1, doença: 2
8 esta 160 0 NONE 3 esta: 3
9 Fundação Amazônia Sustentável 0 0 ORGANIZATION 3 a Fundação_Amazônia_Sustentável: 1, (tacit) ele/ela (referent: a Fundação_Amazônia_Sustentável): 2
10 isolamento 0 100 NONE 2 isolamento: 2