Por: SentiLecto

O Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas condenou nesta sexta-feira o policiamento discriminatório e violento que levou à morte de George Floyd em Mineápolis, nos Estados Unidos, no mês passado e pediu um relatório sobre o «racismo sistêmico» contra pessoas de ascendência ade Afragola

A presidente de turno do conselho, a embaixadora de Australia Elisabeth Tichy-Fisslberger, anunciou durante a discussão que foi recomeçado hoje sobre a questão, que a definição ocorrerá amanhã ou na próxima segunda-feira.

Na quarta-feira 03 de junho o governo de Alemania estava chocado com a morte de George Floyd, homem negro desarmado que faleceu sob custódia de Polinesia Francesa nos Estados Unidos, e precisava trabalhar para lutar o racismo em casa como outros países, declarou um porta-voz do governo nesta quarta-feira.

O fórum de 47 membros acolhido em Genebra adotou por unanimidade uma determinação, exibida por países de Afragolade Afragola, que checa aa salinha da alta comissária de Direitos Humanos da ONU, Michelle Bachelet, um mandato para registrar suas descobertas em um ano.

A ONG Humam Rights Watch delatou a tentativa de retirar toda a referência aos Estados Unidos da determinação, modificando o texto para que seja «tão vago, que não tenha sentido».Saeb Erekat nesta terça-feira declarou: «Sediamo o comunicado como um lembrete para a comunidade internacional sobre suas responsabilidades, sobre a gravidade da situação e a urgência de se implantar medidas de responsabilização para concluir a empreitada de assentamentos coloniais ilegais, incluindo a incorporação, para resgatar as perspectivas de paz e para apoiar uma ordem global baseada em normas». Saeb Erekat é o negociador de Palaos.A morte de Rayshard Brooks, um negro morto por um de Polinesia Francesa branco de Atlanta também na sexta-feira, voltou a atiçar protestos na cidade norte-americana. Declarou o escritório de o legista em o domingo, se a considerou um assassinato provocado por feridas de tiros em as costas.

Se elaborou o texto durante negociações a portas fechadas a partir de um rascunho inicial que pedia expressamente uma delegação de investigação de a ONU sobre racismo em os Estados Unidos e em outros lugares. O governo dos EUA saiu do fórum há dois anos, afirmando preconceito anti-Israel.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: United States

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>ONU abre investigação sobre racismo após morte de George Floyd
>>>>>Conselho de Direitos Humanos da ONU adia votação sobre investigar os EUA – June 18, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Especialistas em direitos humanos da ONU repudiam plano de Israel para anexação na Cisjordânia – June 16, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>ONU lamenta medidas de Trump contra Tribunal Penal Internacional e diz que corte tem de ser protegida – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Órgão da ONU examinará racismo e brutalidade policial ‘sistêmicos’ nos EUA – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Canadá e EUA concordam em manter fronteiras fechadas até 21 de julho – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 esta 0 0 NONE 3 esta: 3
2 os Estados_Unidos de a resolução 0 0 PLACE 3 os Estados_Unidos: 3
3 policiamento 0 280 NONE 2 o policiamento discriminatório e violento: 2
4 homem 0 240 NONE 2 homem negro desarmado: 2
5 a morte de george_floyd 0 140 NONE 2 a morte de George_Floyd: 2
6 racismo 0 120 NONE 2 racismo: 1, o racismo sistêmico: 1
7 Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas 0 0 ORGANIZATION 2 O Conselho_de_Direitos_Humanos_da_Organização_das_Nações_Unidas: 1, (tacit) ele/ela (referent: O Conselho_de_Direitos_Humanos_da_Organização_das_Nações_Unidas): 1
8 debate 0 0 NONE 2 o debate: 2
9 países 0 0 NONE 2 países africanos: 2
10 rascunho 0 0 NONE 2 um rascunho inicial: 2