Por: SentiLecto

O Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas protelou nesta quinta-feira, pelo segundo dia seguido, investigariam-se e abusos de as forças policiais a eleição para decidir se os Estados Unidos a partir de solicitação de 54 países de a África por racismo contra a população negra,. A presidente de turno do conselho, a embaixadora de Australia Elisabeth Tichy-Fisslberger, que o novo deferimento menciona os obstáculos para fazer progredir uma iniciativa em que as nações africadas pediam, inicialmente, a criação de uma delegação internacional de inquérito contra os EUA, uma ferramenta usada com frequência somente em casos bastante graves de violações dos direitos humanos, anunciou durante a discussão que foi recomeçado hoje sobre a questão, que a definição ocorrerá amanhã ou na próxima segunda-feira.

Faz 1 dia, países que não são de a África persuadiram por o rebaixamento de a proposta, requerendo assim que o inquérito seja realizada por o Escritório das Nações Unidas para os Direitos Humanos que é liderado, por a ex-presidente de o Chile, Michelle Bachelet, ontem.

Ainda assim, a iniciativa encontra resistência dentro do Conselho de Direitos Humanos da ONU, em que, apesar da unânime condenação do racismo e da morte de George Floyd, em Minneapolis, nos Estados Unidos, durante uma abordagem de Polinesia Francesa.

Saeb Erekat nesta terça-feira declarou: «Sediamo o comunicado como um lembrete para a comunidade internacional sobre suas responsabilidades, sobre a gravidade da situação e a urgência de se implantar medidas de responsabilização para concluir a empreitada de assentamentos coloniais ilegais, incluindo a incorporação, para resgatar as perspectivas de paz e para apoiar uma ordem global baseada em normas». Saeb Erekat é o negociador de Palaos.Ela se referia ao afro-norte-americano que morreu em 25 de maio sufocado quando um policial branco de Mineápolis ajoelhou-se sobre seu pescoço por quase nove minutos, o que desencadeou protestos nacionais e manifestações em todo o mundo.Enquanto isso, nos Estados Unidos já existem 2.119.912 casos confirmados e 116.341 óbitos. O país está relaxando as medidas de contenção econômica e social, embora 21 estados continuem reportando ampliações semanais de infecções, e os experts temem uma nova ampliação do contágio.

Na segunda-feira 01 de junho o chefe da Organização das Nações Unidas , António Guterres, pedia aos norte-americanos que queixar-se contra desigualdades sociais e a força excessiva da polícia que o façam tranquilamente e conclamava os líderes e autoridades dos Estados Unidos a escutar-os e reagir com moderação, declarou Stéphane Dujarric nesta segunda-feira. Stéphane Dujarric é o porta-voz da ONU..

Israel requereu que a questão do racismo não fique relacionado a somente um país, no caso os EUA. Já organizações não governamentais realçaram que governos antidemocráticos cometem mais abusos, como a China, na prisão sistemática da população uigur.

Na sua vez, o Ministério das Relações Exteriores de Israel não desejou comentar. Faz 11 meses, Netanyahu estabeleceu 1º de julho como a data para começar a progredir com seu plano de anexar assentamentos israelenses em a Cisjordânia, em a esperança de um sinal verde de Washington e o Vale do Jordão,.

A ONG Humam Rights Watch delatou a tentativa de retirar toda a referência aos Estados Unidos da determinação, modificando o texto para que seja «tão vago, que não tenha sentido».

Caso a iniciativa das nações da África avance, seria a primeira determinação do grupo das Nações Unidas conduzida expressamente aos Estados Unidos, país que se retirou há um ano do Conselho, por considerar que existia uma atuação tendenciosa.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: United States, Israel, China, Chile

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Conselho de Direitos Humanos da ONU adia eleição sobre investigar os EUA
>>>>>Especialistas em direitos humanos da ONU repudiam plano de Israel para anexação na Cisjordânia – June 16, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>ONU lamenta medidas de Trump contra Tribunal Penal Internacional e diz que corte tem de ser protegida – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Órgão da ONU examinará racismo e brutalidade policial ‘sistêmicos’ nos EUA – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Canadá e EUA concordam em manter fronteiras fechadas até 21 de julho – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 país 0 0 NONE 4 país: 2, o país: 1, um país: 1
2 Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas 0 70 ORGANIZATION 3 O Conselho_de_Direitos_Humanos_da_Organização_das_Nações_Unidas: 1, (tacit) ele/ela (referent: O Conselho_de_Direitos_Humanos_da_Organização_das_Nações_Unidas): 2
3 esta 0 0 NONE 3 esta: 3
4 os Estados_Unidos 0 0 PLACE 3 os Estados_Unidos: 3
5 Elisabeth_Tichy-Fisslberger 0 0 OTHER 2 Elisabeth_Tichy-Fisslberger: 2
6 Michelle Bachelet 0 0 PERSON 2 (tacit) ele/ela (referent: Michelle_Bachelet): 1, Michelle_Bachelet: 1
7 Organização das Nações Unidas 0 0 ORGANIZATION 2 (tacit) ele/ela (referent: a Organização_das_Nações_Unidas): 2
8 debate 0 0 NONE 2 o debate: 2
9 eu 0 0 NONE 2 (tacit) eu: 2
10 norte-americanos 0 0 NONE 2 os norte-americanos: 2