Por: SentiLecto

Um dia após o funeral do filho, Henry Borel Medeiros, de 4 anos, no cemitério do Murundu, em Realengo, a mãe do menino, Monique Medeiros da Costa e Silva foi a um salão de beleza em um shopping, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. Em Bangu, também na Zona Oeste, a professora continuou a cuidar da beleza: mensagens em um aplicativo do seu celular recuperadas pela Polícia Civil mostram que ela requereu serviços de cabeleireiro e manicure delivery, na noite de 25 de março, depois que voltou a morar com a mãe.

Nas conversas, às quais o EXTRA teve acesso com exclusividade, Monique escreve para uma das profissionais: “Estou na minha mãe. Você pode vir? Pago seu carro de aplicativo. Pago o que for a mais pra vc poder vir, pois a tarde vou ter reunião”, insiste a professora. Elas combinam o horário para “antes do almoço” do dia seguinte e Monique explica que vai estar em casa pela manhã e que tem reuniões à tarde diariamente.

As duas combinam o custo do serviço de cabelo: “Ficará ida e volta + 100 pode ser?”, pergunta a profissional. A proposta foi aceita pela professora. Monique ainda pediu indicação de uma profissional especializada em unhas de acrigel, uma espécie de acrílico postiço. A interlocutora então declara então que vai levar uma amiga.

Realizaram-se os serviços 17 dias depois de a morte de Henry, em a madrugada de 8 de março. Faz 3 dias, Monique havia realizado manicure, pedicure e escova com três profissionais de uma rede de salão em um shopping que fica a cinco minutos de carro de o condomínio Majestic, em o Cidade Jardim, onde morava com Henry e o namorado Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho, em o dia 12. Pelo atendimento, desembolsou R$ 240. O casal está preso pela morte da criança.

Na sua vez, em entrevista ao EXTRA, a cabeleireira relatou que fora atacada por ele, que a perseguiu após o término do relacionamento. Ainda que sua filha relatou ter, ela contou apanhado e até tido a cabeça afundada em uma piscina por Jairinho. O caso está sendo investigado em outra investigação, aberto na Delegacia da Criança e Adolescente Vítima .Procurado pelo EXTRA, o advogado informou que instituíram-se as redes para exibi informações importantes sobre o caso Henry, seguidas de denúncias absurdas e infundadas”.Até o momento, o delegado Henrique Damasceno já escutou 17 testemunhas na investigação que apura o caso, entre familiares, vizinhos e funcionários do casal. O delegado Henrique Damasceno é titular da 16ª DP. Realizou-se uma reprodução simulada em a semana passada, também .Na semana passada, a polícia realizou uma reprodução simulada no apartamento onde o casal habitava com o menino. Numa força-tarefa que juntou diferentes setores da Polícia Civil, os investigadores buscavam elucidar o que ocorreu na unidade 201 do bloco I do condomínio Majestic, no Cidade Jardim, na Barra da Tijuca. Realizaram-se exames minuciosos em o local. De acordo com testemunhos prestados por Monique e Jairinho, na 16ª DP, eles assistiam a uma série na TV, quando, por volta das 3h30, encontraram Henry caído no chão, com olhos e mãos gelados e olhos revirados.

Na quinta-feira 01 de abril o juiz Paulo Roberto Sampaio Jangutta negou, no plantão judiciário desta quarta-feira, dia 31 de abril, um habeas corpus com três pedidos feitos pelo advogado André França Barreto, que defendia a professora Monique Medeiros da Costa e Silva e do médico e vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho . O casal pleiteava a remessa da investigação que apurava a morte de Henry Borel Medeiros, de 4 anos, da 16ª DP para a Divisão de Homicídios; a suspensão dos inquéritos; e o deferimento da reprodução simulada do caso.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Gambia

Cities: Barra

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Caso Henry: após ir a salão, mãe passou a fazer unha e cabelo na casa da mãe, em Bangu
>>>>>Dr. Jairinho e mãe de Henry criam perfil em rede social e site para falar sobre investigação do caso – April 07, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Caso autista agredido: vizinha cuspiu e empurrou mãe de jovem após reclamar de carro danificado – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Caso Henry: pai diz não ter dúvida de envolvimento do Dr. Jarinho e disse querer ser ouvido de novo pela polícia – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Caso Henry: pai diz não ter dúvida de envolvimento do Dr. Jairinho e disse querer ser ouvido de novo pela polícia – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Caso Henry: porta-retratos de apartamento de Dr. Jairinho teriam sido trocados após a morte do enteado – April 07, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>Caso Henry: Dr. Jairinho e mãe do menino pedem a anulação na Justiça de possíveis provas do caso – April 07, 2021 (EntretenimientoBit)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Monique da Medeiros Costa 60 0 PERSON 7 Monique: 4, (tacit) ele/ela (referent: Monique): 3
2 Henry Borel Medeiros 0 60 PERSON 5 (tacit) ele/ela (referent: Henry_Borel_Medeiros de 4 anos): 1, Henry_Borel_Medeiros de 4 anos: 1, Henry caído: 1, Henry: 2
3 eu 0 60 NONE 5 (tacit) eu: 5
4 casal 0 80 NONE 3 o casal: 1, O casal: 2
5 Jairinho 0 0 PERSON 3 Jairinho: 1, o Dr._Jairinho: 2
6 inquérito 0 0 NONE 3 outro inquérito: 1, o inquérito: 2
7 preso 0 0 NONE 3 ele (referent: preso): 1, (tacit) ele/ela (referent: preso): 2
8 professora 0 0 NONE 3 a professora: 3
9 shopping 0 0 NONE 3 um shopping: 3
10 EXTRA 60 0 ORGANIZATION 2 o EXTRA: 2