Por: SentiLecto

O diretor do Departamento Geral de Homicídios e Proteção na Pessoa , Antonio Ricardo Nunes,, que alegou que Leonardo Gouvêa da Silva assinalado pela polícia como chefe do grupo depistoleiros, foi identificado nas imagens das câmeras de segurança onde aconteceu o assassinato do empresário Marcelo Diotti, num restaurante na Barra da Tijuca, alegou que a prisão de integrantes do grupo de matadores de aluguel diminuirá o número de homicídios no estado. Leonardo Gouvêa da Silva é o Mad.Faz 2 anos, o crime ocorreu, mesma data de a realização de a vereadora Marielle Franco e de o motorista Anderson Gomes.

— Daniel Rosa declarou, nesta terça-feira, que a principal quadrilha de matadores de aluguel do Rio não participou dos homicídios da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. Daniel Rosa é o delegado titular da Delegacia de Homicídios da Capital . O bando foi alvo de uma operação das Polícias Civil e do Ministério Público do Rio. A Polícia Civil só descobriu a existência de integrantes do grupo de matadores de aluguel que atuava no Rio, há mais de 10 anos, justamente por causa das inquéritos do Caso Marielle. Faz 2 anos, a o tentar buscar os autores de os assassinatos de a vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes, os investigadores escutaram três de eles. Faz 9 meses, se descartou a atuação de o bando no entanto de aquele ano, após acusação anônima para a DHC assinalando o sargento reformado Ronnie Lessa como homicida de a parlamentar,. Na mira de agentes: Principal grupo de matadores de aluguel do Rio é alvo de operação da Polícia Civil e do MP — Inicialmente, o Escritório do Crime foi a nossa primeira linha de inquérito. A partir de uma apuração mais profunda, descobrimos que o grupo não participou do assassinato da Marielle. Além de termos provas de que Ronnie Lessa executou Marielle, momentos antes da morte dela, o grupo de Mad assassinava outra vítima, Marcelo Diotti. Em razão deste confronto de horários, vimos que o grupo não poderia ser responsável por matá-la —elucidouu Daniel Rosa. Faz 2 anos, matou se O empresário Marcelo Diotti de o dia 14 de março de 2018, quase a o mesmo tempo em que Marielle e Anderson eram assassinados. Ainda que o crime contra Diotti aconteceu num restaurante da Barra da Tijuca, o delegado evidenciou , enquanto o da vereadora foi no Estácio. — Ronnie Lessa foi quem matou Marielle. Nós jamais tivemos este dado concreto de ele ter integrado o grupo criminoso, apesar de ele ter aproximação com o Escritório do Crime. O Escritório do Crime é um verdadeiro grupo de matadores de aluguel. Grupo bastante arriscado contratado por outras organizações criminosas para matar seus desafetos — deduziu o delegado. Mortes por R$1,5milhão: ‘Crime por encomenda custava atá R$ 1,5 milhão’, declara delegado da Homicídios sobre grupo de matadores As mortes de Marielle e Anderson aconteceram em 14 de março de 2018, na Rua Joaquim Palhares, no bairro do Estácio, na Zona Norte do Rio. Um Cobalt prata fechou o Agile branco onde estavam os dois e uma assessora parlamentar, que fugiu com vida. Marielle tinha acabado de sair de um acontecimento chamado «Jovens Negras Movendo as Estruturas», realizado na Rua dos Inválidos, na Lapa, e seguia para a sua casa na Tijuca. Faz 4 anos, ela foi a quinta vereadora mais votada de o Rio. Assinalado pela polícia e pelo MP como o chefe da quadrilha, Leonardo Gouvea da Silva foi preso em casa, na Vila Valqueire, Zona Norte do Rio. Leonardo Gouvea da Silva é o Mad. Quando estava dormindo, os agentes assombraram ele. Faz 5 meses, de acordo com os inquéritos, Mad herdou a chefia o grupo de o ex-capitão de o Batalhões de Operações Especiais Adriano Magalhães da Nóbrega. Adriano teria se afastado do bando para se dedicar a duas milícias na Zona Oeste do Rio. Faz 2 anos, as mortes aconteceram, em a Rua Joaquim Palhares, em o bairro de o Estácio, em a Zona Norte do Rio. Um Cobalt prata fechou o Agile branco onde estavam Marielle, Anderson e uma assessora parlamentar, que fugiu com vida. Marielle tinha acabado de sair de um acontecimento chamado «Jovens Negras Movendo as Estruturas», realizado na Rua dos Inválidos, na Lapa, e seguia para a sua casa na Tijuca. Faz 4 anos, ela foi a quinta vereadora mais votada de o Rio. Herança: Suspeito preso herdou comando de grupo do ex-capitão Adriano, seu amigo de infância, declaram polícia e MP O quadrilha de pistoleiros se realça das demais que praticam o mesmo espécie de crime pelo grau de sofisticação das ações. Seus integrantes nunca utilizam celulares pessoais, trocando de microchip pré-pago do aparelho, constantemente. Outra qualidade da organização criminosa é planejar com cuidado as ações, mediante levantamento prévio, a partir de informações privilegiadas, para a escolha da melhor chance. A alternativa em geral recai sobre áreas sem câmeras de vigilância, pouco agitadas e próximas à rotas de fescapada Por serem policiais e ex-PMs, conhecem bem a máquina administrativa e têm uma farta rede de informantes. Seus carros são cuidadosamente selecionados e adulterados desde seus acessórios até as placas, que são clonadas para confundir o monitoramento por câmeras e despistar eventuais rastreamentos. Após essa etapa de preparo, os criminosos estudam os costumes e as rotinas das vítimas.O Portal dos Procurados, da Polícia Civil, divulgou um cartaz nesta terça-feira para buscar informações que possam levar a localização e prisão de João Luiz da Silva, o Gago, de 48 anos e Anderson de Souza Oliveira, o Mugão, de 44. Segundo a polícia , suspeita procura eles de envolvimento com uma organização criminosa formada por matadores de aluguel.

Na quinta-feira 11 de junho em frente à casa de R$ 1,9 milhão onde o sargento bombeiro Maxwell Simões Corrêa, o Suel, m moravaaté ser preso nesta quarta-feira, dia 10, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio, a Polícia Civil e o Ministério Público do Rio apreenderam um SUV BMW X6, ano 2013. O carro tem valor venal, segundo a tabela do Detran, de aproximadamente R$ 169 mil. Como o salário mensal de um sargento do Corpo de Bombeiros no Rio girava em torno de R$ 4.446, com todos os descontos, em 12 meses, Suel recebia R$ 53.352. Assim, ele deveria trabalhar mais de três anos somente para adquiri o carro.

— Não há dúvidas de que os crimes vão reduzi. Os criminosos irão recuar com essas prisões. Temos convicção que eles mataram muito no Rio. Um dos casos é o de Diotti que aconteceu na frente de várias pessoas e de câmaras de segurança — explicou Antônio Ricardo. O de Diotti é crime ousado.

— O nível de sofisticação chegou a nos impressionar durante os inquéritos. Em alguns casos, os criminosos utilizaram drones. Para fazer a vigilância de suas vítimas, ficavam seis, sete, nove meses até conseguirem seu objetivo: executar friamente com diversos tiros de fuzil — detalhou Rosa.

Segundo o delegado, a morte de Diotti pode ter sido uma maneira de os criminosos despistarem a polícia, que também apurava o Caso Marielle; na época. Neste caso, o grupo de matadores estaria, na opinião do delegado, dando um suporte aos acusados da morte da parlamentar, o sargento reformado Ronnie Lessa e o ex-PM Elcio de Queiroz, tentando tirar o foco da polícia.

Quanto custa uma morte por encomenda? Segundo o titular da Delegacia de Homicídios , Daniel Rosa, o grupo de matadores cobrava até R$ 1,5 milhão por cada assassinato que praticavam. Os principais clientes seriam contraventores em disputas por pontos de exploração de jogo. Faz 6 meses, terça-feira, a Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro deflagraram uma operação tendo integrantes de o bando como alvos, em a manhã de esta.

— Já tentaram confundir os inquéritos do Caso Marielle uma vez, com o testemunho do suposto delator Rodrigo Ferreira . Não duvido que sejam capazes disso . Se se as utilizaram em outros crimes, vamo analisar o material apreendido, inclusive armas, para saber. Não adiantam se esconder , que a Polícia Civil e o MP continuarão nos inquéritos — declarou o delegado.

— Até o fim do ano, temo que chegar ao mandante da morte de Marielle e Anderson — garantiu o diretor.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: St. Pierre And Miquelon, Gambia

Cities: Barra

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Delegado declara que vai haver diminuição de assassinato no Rio com a prisão de integrantes de grupo criminoso
>>>>>‘Crime por encomenda custava atá R$ 1,5 milhão’, diz delegado da Homicídios sobre grupo de matadores – June 30, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Escritório do Crime: saiba como foi a prisão de líder de grupo em operação da Polícia Civil e do MP – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Saiba como foi a prisão de líder de grupo de pistoleiros em operação da Polícia Civil e do MP – June 30, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Grupo de matadores criado pelo ex-capitão Adriano é alvo de ação da Polícia Civil e do MP – June 30, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Escritório do Crime: grupo de matadores suspeito dos assassinato de Marielle é alvo de operação da Polícia Civil e do MP – June 30, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Escritório do Crime: grupo de matadores suspeito do assassinato de Marielle é alvo de operação da Polícia Civil e do MP – June 30, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Delegado diz que haverá redução de homicídio no Rio com a prisão de integrantes de grupo criminoso – June 30, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>Delegado diz que quadrilha de pistoleiros não participou das mortes de Marielle e Anderson – June 30, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Suspeito preso herdou comando de grupo do ex-capitão Adriano, seu amigo de infância, dizem polícia e MP – June 30, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Saiba como foi a prisão de homem apontado por polícia e MP como suspeito de chefiar grupo de pistoleiros – June 30, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>Operação Tânatos: Portal dos Procurados pede informações sobre suspeitos de envolvimento com grupo de matadores – June 30, 2020 (EntretenimientoBit)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 60 25 NONE 7 nos: 1, nós: 1, (tacit) nós: 5
2 Marielle Franco 0 50 PERSON 5 a vereadora Marielle_Franco: 1, Marielle: 4
3 o Rio 120 0 PLACE 5 o Rio: 3, mais votada de o Rio: 2
4 Ronnie Lessa 0 0 PERSON 5 ele (referent: Ronnie_Lessa): 1, Ronnie_Lessa: 4
5 eu 0 0 NONE 5 (tacit) eu: 5
6 polícia 0 0 NONE 5 a polícia: 5
7 delegado 0 0 NONE 4 O delegado: 1, o delegado: 3
8 crime 0 240 NONE 3 o crime: 1, O crime: 1, Crime: 1
9 criminosos 0 240 NONE 3 Os criminosos: 1, os criminosos: 2
10 o Escritório_do_Crime 80 80 PLACE 3 O Escritório_do_Crime: 1, o Escritório_do_Crime: 2