Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Ícone de esboço

Em coletiva realizada nesta quinta-feira, agentes envolvidos no inquérito da morte do menino Henry Borel, de 4 anos, falaram sobre as prisões da mãe dele, Monique Medeiros da Costa e Silva, e o médico e vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho . Os dois são suspeitos de envolvimento na morte da criança. Se as deu um mês depois, segundo o delegado Antenor Lopes Júnior, que alegou também que «a população fluminense cobrava por uma resposta e «, diretor geresano o caso “foi sensível e delicado”, já que o crime ocorreu em um apartamento onde não havia câmeras ou testemunhas.

Jairinho Manhães é um produtor musical, arranjador, maestro e cantor brasileiro. Jairinho Manhães é nome artístico de Jairo Manhães Guimarães.

Caso Henry: Compreenda como Dr. Jairinho passou de testemunha a suspeito da morte do menino

Em entrevista ao EXTRA, a cabeleireira relatou que fora atacada por ele, que a perseguiu após o término do relacionamento. Ainda que sua filha relatou ter, ela contou apanhado e até tido a cabeça afundada em uma piscina por Jairinho. O caso está sendo investigado em outra investigação, aberto na Delegacia da Criança e Adolescente Vítima .Os porta-retratos estavam em uma sacola de uma rede de papelarias perto aos produtos de limpeza da lavanderia e os de Polinesia Francesa viram eles durante a execução de as perícias adicionais em o imóvel que podem durar até 30 dias , , prazo de a proibição judicial de o local. Peritos suspeitam de que imagens trocaram as fotografias de o casal de Henry após a morte de o menino. Segundo eles, o cenário pode ter sido montado para reforçar o testemunho prestado pelo casal de que a família vivia em harmonia.O casal justifica que mencionava-se seus parentes não em a ordem judicial de busca e apreensão, e que, por isso, não poderiam ter seus celulares recolhidos. No documento, a defesa alega que Dr. Jairinho tem sigo perseguido pelo delegado responsável pelo caso, Henrique Damasceno, titular da 16ªDP, e pede que o inquérito seja realizada pela Delegacia de Homicídios da capital.

Na quinta-feira 01 de abril o juiz Paulo Roberto Sampaio Jangutta negou, no plantão judiciário desta quarta-feira, dia 31 de abril, um habeas corpus com três pedidos feitos pelo advogado André França Barreto, que defendia a professora Monique Medeiros da Costa e Silva e do médico e vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho . O casal pleiteava a remessa da investigação que apurava a morte de Henry Borel Medeiros, de 4 anos, da 16ª DP para a Divisão de Homicídios; a suspensão dos inquéritos; e o deferimento da reprodução simulada do caso.

— Esse inquérito iniciou como um acidente doméstico. Mas a equipe do doutor Damasceno percebeu que algo estava errado. A perícia técnica acompanhou , assim como o Ministério Público. Era um local onde não existiam câmeras ou testemunhas. Mas, hoje, o caso está praticamente concluído — declarou.

Faz 1 mês, segundo Henrique Damasceno, o caso chegou em a distrital que se ergueu a suspeita sobre as circunstâncias de a morte de Henry após os investigadores e receberem o laudo pericial de o corpo de a criança :

Na sua vez, na manhã desta terça-feira, dia 6, quatro novos posts foram feitos. Neles, havia vídeos com os relatos de quatro supostas testemunhas. Com as facezinhas cobertas, eles rebatem as denúncias de agressões feitas por uma ex-namorada de Jairinho em testemunho prestado na 16ª DP , na investigação que apura a morte de Henry. Além de um homem que se declara amigo do parlamentar, três mulheres que trabalham com ele exibem outra versão para o relato da cabeleireira. Eles declaram que a moça “se apaixonou” pelo vereador enquanto ele era casado e “perturbou” a sua vida e da sua ex-mulher, a dentista Ana Carolina Ferreira Netto.

— Tivemos dois testemunhos bastante importantes, longos e necessários para compreendermo a dinâmica. Algumas informações dadas foram importantes. Ali ficou claro que o pai deixou o Henry , chorou, a mãe levou ele para casa, deu banho e ele não exibiu nenhum mal-estar. Uma fotografia dele antes de ir dormir prova que ele estava bem e em uma curta pausa ele chega morto na clínica. E quem estava com ele nesse momento era a mãe e o padrasto.

Monique de Araújo Alfradique é uma atriz, apresentadora e produtora de Brasil.

Monique e Dr. Jairinho foram presos em Bangu, na Zona Oeste do Rio, por policiais da 16ª DP , acusados de envolvimento na morte do filho de Monique, Henry Borel Medeiros, de 4 anos. Após um mês de inquérito, a polícia deduziu que o vereador atacava o enteado, e que a mãe da criança sabia disso — pelo menos desde o dia 12 de fevereiro. Quando declararam, ele, Monique e a baby-sitter do menino teriam mentido que a relação da família era harmoniosa. De acordo com os inquéritos, Jairinho dava bandas, chutes e pancadas na cabeça do menino, que faleceu no último dia 8 de março. Se encontrou Jairinho e Monique em a casa de uma assessora de o vereador.

O laudo de necropsia assinala que o menino teve sangramento interna e laceração hepática, provocada por ação contundente, e que o corpo da criança exibia equimoses, hematomas, edemas e contusões. Peritos escutados pelo EXTRA alegam que os ferimentos não são compatíveis com um acidente doméstico. Um alto executivo da área de saúde alegou ter sido contactado por Jairinho para acelerar a liberação do corpo sem o encaminhamento para o Instituto Médico Legal , no Centro da cidade.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>’Sensível e delicado’, declara delegado sobre o caso Henry
>>>>>Dr. Jairinho e mãe de Henry criam perfil em rede social e site para falar sobre investigação do caso – April 07, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Caso autista agredido: vizinha cuspiu e empurrou mãe de jovem após reclamar de carro danificado – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Caso Henry: pai diz não ter dúvida de envolvimento do Dr. Jarinho e disse querer ser ouvido de novo pela polícia – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Caso Henry: pai diz não ter dúvida de envolvimento do Dr. Jairinho e disse querer ser ouvido de novo pela polícia – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Caso Henry: porta-retratos de apartamento de Dr. Jairinho teriam sido trocados após a morte do enteado – April 07, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>Caso Henry: Dr. Jairinho e mãe do menino pedem a anulação na Justiça de possíveis provas do caso – April 07, 2021 (EntretenimientoBit)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Henry Borel 0 0 PERSON 9 (tacit) ele/ela (referent: Caso Henry): 4, Henry_Borel_Medeiros de 4 anos: 1, ele (referent: Caso Henry): 1, Henry: 1, Caso Henry: 1, Ela (referent: Caso Henry): 1
2 Jairinho 80 0 PERSON 7 Jairinho: 3, Dr._Jairinho: 2, o Dr._Jairinho: 1, Jairinho_Manhães (apposition: nome artístico de Jairo_Manhães_Guimarães): 1
3 inquérito 0 0 NONE 7 a investigação: 1, Essa investigação: 1, investigação: 1, outro inquérito: 1, o inquérito: 2, as investigações: 1
4 caso 0 0 NONE 5 o caso: 4, O caso: 1
5 eu 0 95 NONE 3 (tacit) eu: 3
6 vereador 0 60 NONE 3 o vereador: 3
7 casal 0 0 NONE 3 O casal: 2, o casal: 1
8 menino 0 105 NONE 2 o menino: 2
9 a moça 60 80 NONE 2 (tacit) ele/ela (referent: a moça): 2
10 imóvel 0 50 NONE 2 o imóvel: 2