Por: SentiLecto

Se identificou Leonardo Gouvêa da Silva assinalado o diretor de o Departamento Geral de Homicídios e Proteção em a Pessoa, Antonio Ricardo Nunes,, que alegou que como chefe de o grupo de matadores de aluguel, em as imagens de as câmeras de segurança onde aconteceu o assassinato de o empresário Marcelo Diotti, em um restaurante em a Barra da Tijuca, alegou que a prisão de integrantes de o Escritório do Crime diminuirá o número de homicídios em o estado. Leonardo Gouvêa da Silva é o Mad.Faz 2 anos, o crime ocorreu, mesma data de a realização de a vereadora Marielle Franco e de o motorista Anderson Gomes.

Com a prisão de Queiroz, há duas semanasMárcia de Oliveira Aguiar, que está foragida da Justiça, a mãe de Adriano e Luis Botto Maia que foi advogado na área eleitoral de Flávio. Márcia de Oliveira Aguiar, que está foragida da Justiça, a mãe de Adriano e Luis Botto Maia é a mulher dele. Márcia de Oliveira Aguiar, que está foragida da Justiça, a mãe de Adriano e Luis Botto Maia é a mulher dele. Márcia de Oliveira Aguiar, que está foragida da Justiça, a mãe de Adriano e Luis Botto Maia é a mulher dele. Faz 6 meses, a reunião aconteceu de o ano passado, em a cidade de Astolfo Dutra, em Minas Gerais. Segundo os inquéritos do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção do MPRJ, nas conversas por aplicativo de mensagens, Raimunda foi quem convidou Márcia para o encontro. A promotoria acredita que a mãe do miliciano, assassinado dois meses depois, era quem dava os recados para o filho junto com a então mulher de Adriano, Júlia Lotufo.Com a prisão de Queiroz, há duas semanasMárcia de Oliveira Aguiar, que está foragida da Justiça, a mãe de Adriano e Luis Botto Maia que foi advogado na área eleitoral de Flávio. Márcia de Oliveira Aguiar, que está foragida da Justiça, a mãe de Adriano e Luis Botto Maia é a mulher dele. Márcia de Oliveira Aguiar, que está foragida da Justiça, a mãe de Adriano e Luis Botto Maia é a mulher dele. Márcia de Oliveira Aguiar, que está foragida da Justiça, a mãe de Adriano e Luis Botto Maia é a mulher dele. Faz 6 meses, a reunião aconteceu de o ano passado, em a cidade de Astolfo Dutra, em Minas Gerais. Segundo os inquéritos do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção do MPRJ, nas conversas por aplicativo de mensagens, Raimunda foi quem convidou Márcia para o encontro. A promotoria acredita que a mãe do miliciano, assassinado dois meses depois, era quem dava os recados para o filho junto com a então mulher de Adriano, Júlia Lotufo.Com a prisão de Queiroz, há duas semanasMárcia de Oliveira Aguiar, que está foragida da Justiça, a mãe de Adriano e Luis Botto Maia que foi advogado na área eleitoral de Flávio. Márcia de Oliveira Aguiar, que está foragida da Justiça, a mãe de Adriano e Luis Botto Maia é a mulher dele. Márcia de Oliveira Aguiar, que está foragida da Justiça, a mãe de Adriano e Luis Botto Maia é a mulher dele. Márcia de Oliveira Aguiar, que está foragida da Justiça, a mãe de Adriano e Luis Botto Maia é a mulher dele. Faz 6 meses, a reunião aconteceu de o ano passado, em a cidade de Astolfo Dutra, em Minas Gerais. Segundo os inquéritos do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção do MPRJ, nas conversas por aplicativo de mensagens, Raimunda foi quem convidou Márcia para o encontro. A promotoria acredita que a mãe do miliciano, assassinado dois meses depois, era quem dava os recados para o filho junto com a então mulher de Adriano, Júlia Lotufo.

Na quinta-feira 11 de junho em frente à casa de R$ 1,9 milhão onde o sargento bombeiro Maxwell Simões Corrêa, o Suel, m moravaaté ser preso nesta quarta-feira, dia 10, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio, a Polícia Civil e o Ministério Público do Rio apreenderam um SUV BMW X6, ano 2013. O carro tem valor venal, segundo a tabela do Detran, de aproximadamente R$ 169 mil. Como o salário mensal de um sargento do Corpo de Bombeiros no Rio girava em torno de R$ 4.446, com todos os descontos, em 12 meses, Suel recebia R$ 53.352. Assim, ele deveria trabalhar mais de três anos somente para adquiri o carro.

— Não há dúvidas de que os crimes vão reduzi. Os criminosos irão recuar com essas prisões. Temos convicção que eles mataram muito no Rio. Um dos casos é o de Diotti, crime ousado, que aconteceu na frente de várias pessoas e de câmaras de segurança — explicou Antônio Ricardo.

Segundo o delegado, a morte de Diotti pode ter sido uma maneira de os criminosos despistarem a polícia, que também apurava o Caso Marielle; na época. Neste caso, o Escritório do Crime estaria, na opinião do delegado, dando um suporte aos acusados da morte da parlamentar, o sargento reformado Ronnie Lessa e o ex-PM Elcio de Queiroz, tentando tirar o foco da polícia.

Adriano teria descoberto um plano de Diotti para matá-lo. Segundo os investigadores, o ex-capitão do Bope soube a ordem teria partido do pecuarista Alcebíades Paes Garcia, o Bid, filho de Miro e irmão do Waldemir Paes Garcia, o Maninho. Este último fora assassinado no dia 28 de setembro de 2004, portanto, um mês antes de o patriarca da família falecer de causas naturais.

— Já tentaram confundir os inquéritos do Caso Marielle uma vez, com o testemunho do suposto delator Rodrigo Ferreira . Não duvido que sejam capazes disso . Se se as utilizaram em outros crimes, vamo analisar o material apreendido, inclusive armas, para saber. Não adiantam se esconder , que a Polícia Civil e o MP continuarão nos inquéritos — declarou o delegado.

— Até o fim do ano, temo que chegar ao mandante da morte de Marielle e Anderson — garantiu o diretor.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: St. Pierre And Miquelon, Gambia

Cities: Barra

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Delegado declara que vai haver diminuição de assassinato no Rio com a prisão de integrantes de grupo criminoso
>>>>>Grupo de matadores criado pelo ex-capitão Adriano é alvo de ação da Polícia Civil e do MP – June 30, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Escritório do Crime: grupo de matadores suspeito dos assassinato de Marielle é alvo de operação da Polícia Civil e do MP – June 30, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Escritório do Crime: grupo de matadores suspeito do assassinato de Marielle é alvo de operação da Polícia Civil e do MP – June 30, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Márcia de Oliveira Aguiar 0 0 PERSON 12 Márcia_de_Oliveira_Aguiar (apposition: a mulher de ele): 9, Márcia: 3
2 Raimunda 0 0 PERSON 6 Raimunda: 6
3 encontro 0 0 NONE 6 o encontro: 3, um encontro: 3
4 era 0 0 NONE 6 era: 6
5 eu 0 70 NONE 5 (tacit) eu: 5
6 a mãe de o miliciano 0 210 NONE 3 a mãe de o miliciano: 3
7 nós 40 0 NONE 3 (tacit) nós: 3
8 Júlia Lotufo 0 0 PERSON 3 Júlia_Lotufo: 3
9 Minas_Gerais 0 0 PLACE 3 Minas_Gerais: 3
10 a Corrupção_do_MPRJ 0 0 PLACE 3 a Corrupção_do_MPRJ: 3