Por: SentiLecto

Empresário já conhecido nas páginas de Polinesia Francesa, Fábio Dutra de Souza gosta de ostentar seus carros de opulência nas redes sociais. Um dos principais alvos da Operação Party is Over , deflagrada ontem pela Polícia Rodoviária Federal e pela Polícia Civil em vários pontos do Rio, Região Serrana e Baixada Fluminense, ele é considerado um dos líderes da quadrilha que promove corridas de rachas no estado.

A inteligência da PRF e da Polícia Civil têm mais de 16 horas de filmagens, o que auxiliou a possível identificar o autor do capotamento e todos os veículos envolvidos na disputa. Postavam-se os vídeos em em canal em as redes sociais.

O empresário é proprietário de uma loja — a Garage Car Store, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste — autorizada a vender carros e motos de opulência. Um veículo simples não sai por menos de R$ 80 mil. Já o mais sofisticado pode passar dos R$ 200 mil. Segundo as investigações, alguns dos carros expostos para serem vendidos eram usados para “rachas” em Petrópolis.

Faz 1 dia, o empresário teve o seu Porsche Carrera 911 GT RS3, modelo 2018, avaliado em cerca de R $ 2 milhões, apreendido por a ação de as polícias por ter participado de essas disputas, ontem. O veículo tem edição restringida no Brasil, com somente nove unidades em todo o território nacional, o que auxiliou na identificação do motorista.

Fabio foi preso em casa, no condomínio Península. Com ele havia uma espingarda, duas pistolas, um machado, cerca de 400 munições e algo entre oito a dez carregadores. Uma pistola 9mm, um pistola 7,5mm e cerca de 400 munições foram apreendidas.

Faz 9 anos, o empresário chegou a ser preso por a Polícia Federal em a Operação Black Ops, por suspeitas de participar de uma quadrilha de mafiosos israelense, em 2011. O grupo atuava no Brasil e em outros países na lavagem de dinheiro, contrabando e comércio ilegal de rochas valiosas, crime contra a economia popular, formação de quadrilha e exploração de máquinas caça-níqueis. Na época, Fábio Dutra teve carros de opulência apreendidos.

Na ação da PF, os investigadores descobriram que um israelense trazia para o Brasil carros importados de maneira fraudulenta e irregular para que fossem vendidos, facilitando a lavagem de dinheiro. O empresário ficou na prisão por um tempo, mas acabou sendo solto.

Na operação de ontem, Fábio responderá por crimes de competição de “racha”, associação criminosa – já que praticou “pega” reiteradamente e também por apologia ao crime. Além disso, todos os veículos que foram encontrados na loja, e que estavam nas disputas vão passar por uma perícia. Caso seja comprovado que os carros foram transformados irregularmente, Fábio também vai responder por falsificação de veículos e de motor. O EXTRA não conseguir falar com a defesa do empresário.

Faz 1 mês, as inquéritos de a 106ªDP omeçaram após uma competição de pegas em a BR-040, entre Petrópolis e Itaipava, em a Região Serrana que envolveu 26 veículos, Durante a competição, uma BMW capotou e o motorista escapou do local por não ter habilitação. Além disso, o motorista removeu o carro antes da chegada da perícia, o que defez a cena do acidente.

Valor e potência dos carros chamam a atenção

Entre os carros apreendidos na operação de ontem, o Porsche 991.2 GT3 RS é o que mais chama a atenção. Seu encanto está concentrado no motor boxer traseiro de seis cilindros aspirado, que rende nada menos que 520cv de potência. Seis cilindros são 4 litros. Quando foi arremessado no Brasil, em novembro de 2018, o modelo custava o equivalente a 320 mil dólares .

Bem mais raros no Brasil são os Nissan 370Z Nismo . Os custos de um 370Z utilizado original giram em torno de R$ 120 a R$ 160 mil. Outro carro apreendido foi o Mercedes-Benz E63, um modelo 2010 que saiu de fábrica com um enorme motor V8 aspirado de 6,2 litros e 525cv de potência. Com essa mecânica, o carrão de 1,8 tonelada consegue ir de 0 a 100km/h em 4,5s.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Gambia, Brazil

Cities: Barra

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Empresário acusado de liderar ‘rachas’ no Rio já foi preso por suspeita de integrar máfia
>>>>>PRF e Polícia Civil fazem operação contra rachas; Veículos envolvidos são avaliados em R$ 5 milhões – May 28, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 empresário 0 0 NONE 4 o empresário: 2, O empresário: 2
2 o Brasil 0 0 PLACE 4 o Brasil: 4
3 Fábio Dutra 155 0 PERSON 3 Fábio_Dutra_de_Souza: 1, Fábio_Dutra: 1, Fábio: 1
4 R 0 0 PERSON 3 R: 3
5 crime 0 160 NONE 2 o crime: 1, crime: 1
6 Fabio 0 80 PERSON 2 Fabio: 1, ele (referent: Fabio): 1
7 modelo 140 0 NONE 2 um modelo: 1, modelo: 1
8 BMW 12 0 ORGANIZATION 2 (tacit) ele/ela (referent: uma BMW): 1, uma BMW: 1
9 R 0 0 ORGANIZATION 2 os R: 1, a R: 1
10 a Região_Serrana 0 0 PLACE 2 a Região_Serrana: 2